A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
5 pág.
Apol Temas Contemporâneos

Pré-visualização | Página 1 de 2

Questão 1/5 - Conceitos e Temas Contemporâneos da Geografia
Leia o fragmento de texto a seguir: 
“[...] o termo [...] [gueto] denota uma área urbana restrita, uma rede de instituições ligadas a grupos específicos e uma constelação cultural e cognitiva (valores, formas de pensar ou mentalidades) que implica tanto o isolamento sociomoral de uma categoria estigmatizada quanto o truncamento sistemático do espaço e das oportunidades de vida de seus integrantes”.
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: WACQUANT, Loïc. Que é gueto? Construindo um conceito sociológico. Revista de Sociologia Política, n. 23. Curitiba, 2004. <http://www.scielo.br/pdf/rsocp/n23/24629.pdf>. Acesso em 06 de jul. 2017. 
Considerando o fragmento de texto acima e de acordo com os conteúdos do texto-base Teoria das migrações internacionais sobre as imagens que se formaram dos migrantes na virada do século XIX para o século XX, pode-se afirmar que tais imagens estão relacionadas:
	
	A
	à desagregação social, quebra de laços familiares, guetos, criminalidade.
“Estas imagens, quando associadas aos migrantes da virada do século XIX para o século XX, sugeriam desagregação social, quebra de laços familiares, guetos, criminalidade” (texto-base: Teoria das migrações internacionais, p. 1).
	
	B
	a expedições naturalistas, fugas de conflitos e expedições burguesas.
	
	C
	à manutenção de laços familiares, casamentos e desbravamentos.
	
	D
	à colonização da América regida pelo Império Português.
	
	E
	a bairros industriais e associações comerciais.
Questão 2/5 - Conceitos e Temas Contemporâneos da Geografia
Leia o excerto a seguir: 
“A crise ecológica atual, pela primeira vez, não é uma mudança natural; é transformação da natureza induzida pela concepção metafísica, filosófica, ética, científica e tecnológica do mundo”. 
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: LEFF, Enrique. A complexidade ambiental. São Paulo: Cortez, 2003. s.p. 
O cenário atual de intensas e profundas mudanças socioambientais tem levado alguns estudiosos a afirmar que essa é mais grave crise da humanidade. Nesse contexto de crise, considerando o excerto de texto acima e de acordo com os conteúdos do texto-base Geografia Socioambiental sobre o papel assumido pelos geógrafos, é correto afirmar que:
	
	A
	Os geógrafos devem observar na paisagem somente as relações culturais, uma vez que são estas que são as únicas atingidas pelas mudanças socioespaciais.
	
	B
	Exige-se dos geógrafos que passem a discutir a função da Geografia das religiões hoje, uma vez que diversos conflitos vêm sendo deflagrados por causa de diferenças de credo.
	
	C
	Aos geógrafos, compete fazer uma profunda análise dos aspectos físicos e dispensar as questões socioambientais uma vez que são urgentes as deformações espaciais derivadas das mudanças climáticas.
	
	D
	Os geógrafos devem questionar o estatuto da geografia contemporânea diante das novas dimensões do espaço e dos graves problemas sociais que se materializam na superfície terrestre.
Você acertou!
Aos geógrafos, de maneira particular, impõe um profundo questionamento relativo ao estatuto da geografia contemporânea diante das novas dimensões do espaço e dos graves problemas sociais que se materializam na superfície terrestre (texto-base: Geografia Socioambiental, p. 114).
	
	E
	Aos geógrafos, é necessária uma análise especifica dos tipos de solo que vêm sendo afetados pelas mudanças físicas no planeta.
Questão 3/5 - Conceitos e Temas Contemporâneos da Geografia
Leia a citação a seguir: 
“O estrangeiro em Simmel está ao mesmo tempo próximo e distante da cultura da nova sociedade na qual se encontra e, desta forma, apresenta um tipo específico de participação naquela sociedade”. 
	
	A
	À dificuldade de adaptação dos povos originários de outros países.
	
	B
	Ao processo de assimilação da cultura americana pelos imigrantes de outros países.
"A Escola de Chicago desenvolveu as análises de Thomas & Znaniecki em várias direções. O foco destas análises estava nos processos de adaptação, aculturação e assimilação dos grupos imigrantes dentro da sociedade americana. Estes teóricos acreditavam que ocorreria uma completa assimilação estrutural e cultural, embora não fosse claro se isso envolveria a adoção de valores anglo-americanos. O termo melting pot passaria a se referir a esse processo de assimilação e/ou americanização dos imigrantes, não implicando, no entanto, no total abandono de seus valores e modo de vida, mas sim, em tornar-se grupos cada vez mais amplos e inclusivos" (texto-base: Teoria das migrações internacionais, p. 4).
	
	C
	À sociedade de consumo norte-americana.
	
	D
	Às qualidades trazidas pelos imigrantes, suas culturas de origem, acarretando forte impacto na cultura norte-americana.
	
	E
	Às tomadas de decisões das empresas no momento da contratação de imigrantes.
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: LACERDA, Moara Ferreira. Diálogo Teórico das Migrações Internacionais: Desafios Eminentes a uma Compreensão Holística. Áskesis, v. 3, n. 1, 2014.  <https://revistaaskesis.files.wordpress.com/2014/07/11_artigos_askesis2014_moaraferreiralacerda.pdf>. Acesso em 06 de jul. 2017.
De acordo com a citação acima e com os conteúdos do texto-base Teoria das migrações internacionais, o significado de melting pot na perspectiva da Escola de Chicago diz respeito:
Questão 4/5 - Conceitos e Temas Contemporâneos da Geografia
Leia o fragmento de texto a seguir: 
“Pinto [...] sintetizou a existência dos três grandes momentos do feminismo brasileiro apresentados na introdução deste artigo: o primeiro, expresso por meio da luta pelo voto no âmbito do movimento sufragista – um “feminismo bem comportado” –; o segundo, experimentado durante o clima político do regime militar no início dos anos 1970; e a terceira fase – uma espécie de ‘feminismo difuso’: este momento teria se caracterizado ‘por forte dissociação entre o pensamento feminista e o movimento’ e a ‘profissionalização do movimento por meio do aparecimento de um grande número de ONGs voltadas para a questão das mulheres’”. 
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: MATOS, M. Movimento e teoria feminista: é possível reconstruir a teoria feminista a partir do Sul global? Revista de Sociologia e Política, Curitiba, v. 18, n. 36, p. 67-92, jun. 2010. p. 68. 
As pesquisas acadêmicas brasileiras sobre as relações de gênero no âmbito da Geografia sofreram uma mudança de enfoque na virada dos anos 1980 para os anos 1990. Considerando o fragmento de texto acima e de acordo com os conteúdos do texto-base A contribuição dos estudos de gênero para a compreensão da Geografia do Trabalho: Uma pauta para discussão sobre estas pesquisas no campo da Geografia, é correto afirmar que:
	
	A
	as pesquisas não abandonam a temática do trabalho, mas introduzem novos temas, como os ligados às questões urbanas, à saúde, aos movimentos migratórios e aos direitos reprodutivos.
Você acertou!
“Nos anos de 1990, sem abandonar a temática do trabalho, os estudos introduzem novos temas como as questões urbanas, a saúde, os movimentos migratórios e os direitos reprodutivos" (texto-base: A contribuição dos estudos de gênero para a compreensão da Geografia do Trabalho: Uma pauta para discussão, p. 109).
	
	B
	os pesquisadores deixam de lado as questões do trabalho e passam a investigar temas ligados à liberdade sexual.
	
	C
	as pesquisas seguem priorizando somente as investigações sobre as relações de trabalho.
	
	D
	os pesquisadores abandonam as temáticas até então desenvolvidas e enfatizam investigações sobre transgêneros e transexuais.
	
	E
	as pesquisas tomam como principal enfoque a escolaridade e o discurso hegemônico sobre a mulher do campo e da cidade.
Questão 5/5 - Conceitos e Temas Contemporâneos da Geografia
Leia