A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
12 pág.
SE   Concreto

Pré-visualização | Página 2 de 3

Esse carregamento supõe a seguinte condição, que é verificada na prática:  
A – A carga em cada pavimento é estimada a partir de uma área de influencia onde se aplica uma carga media por unidade de área da ordem de 0,80 tf/m² a 1,2 tf/m².
Para o pré-dimensionamento de pilares de edificações residenciais e comerciais, toma-se a estimativa da carga vertical a ele aplicada e adota-se qual critério?
E – Adota-se a área de seção transversal do pilar de forma que a tensão de compressão máxima seja de ordem de 100 kgf/cm²
Para o cálculo das dimensões dos pilares de estruturas, deve-se observar o respeito ao índice de esbeltes. Esse cuidado está relacionado especificamente ao que aspecto:
A – Ao cuidado com relação a flambagem no pilar.
A norma NBR-6118/2014 estabelece que a largura mínima das vigas deve ser:
C – 12 cm, podendo ser reduzida para 10 cm em casos excepcionais.
Para a definição das cargas a serem consideradas como cargas de utilização para o cálculo de uma edificação, os valores a serem adotados devem seguir as preconizações da ABNT, apresentadas na NBR-6120 – Cargas para o Cálculo de Edificações. O nome que se dá ao carregamento a ser considerado em função do tipo de uso de uma edificação recebe a denominação de:
B – Cargas acidentais.
Pode-se definir vigas de transição como sendo:
A – Vigas que recebem cargas de pilares que nascem naquele nível.
Durante os estudos de definição e pré-dimensionamento dos pilares de uma edificação, estão em discussão algumas recomendações para o cálculo de pilares, segundo a NBR-6118 - Cálculo de Estruturas de Concreto. Com base nelas, você pode afirmar que:
D – Os pilares devem ter seção transversal com uma área mínima de 360cm².
Para a planta de formas abaixo, de um pavimento tipo de uma edificação residencial em concreto armado, foi feito um pré-dimensionamento de seus elementos estruturas. As seções de algumas vigas estão apresentadas a seguir. Assinale a alternativa possível, levando em conta os critérios meramente técnicos: (as medidas estão em centímetro)
C – V1 15/40 V2 15/40 V4 15/65 V5 15/65
Para a estruturação de um pavimento tipo de uma edificação residencial, foi elaborada uma planta de formas, abaixo representada, porém sem as dimensões de vigas e pilares, indique qual das afirmações abaixo está incorreta:
D – A viga V2 serve de apoio para a viga V4.
A planta de formas abaixo indica um trecho da estrutura projetada para uma residência. Ao ser questionado sobre a concepção da estrutura, é possível afirmar que:
D – A viga V109 está apoiada nos balanços das vigas V105 e V108.
Na análise dessa planta de formas, referente a um piso de uma edificação residencial, pode-se afirmar que:
D – A viga V407 é invertida.
Nas estruturas de edificações de concreto armado pode-se afirmar que as dimensões das seções transversais dos pilares podem ser estimadas levando-se em consideração:
C – Uma área de influência e o número de pavimentos da edificação.
Para o pré-dimensionamento de vigas usuais de edificações residenciais e comerciais em concreto armado, pode-se admitir uma altura da ordem de:
D – Dez por cento do vão vencido pela viga.
Para que uma estrutura de concreto possa vencer vãos de valor mais elevados que os usuais em uma edificação, pode-se apresentar algumas alternativas. Dentre as alternativas para a resolução do problema, assinale a ERRADA:
C – Aumentar as espessuras das lajes ou usar lajes protendidas.
Abaixo está apresentada a planta esquemática do pavimento tipo de um edifício comercial e o esquema em elevação. Pode-se notar que no nível do primeiro pavimento a linha de pilares P2, P5, P8. P17 foi eliminada para permitir uma área ampla no piso do térreo. Assim, deverão ser criadas 6 vigas de transição para receber esses pilares que nascem no primeiro piso e vencem o vão de 12m.
Pode-se considerar que a largura de cada pilar seja de 50cm.
Com base nessas informações, pode-se afirmar que:
 (Para estruturas desse tipo, a carga média total por pavimento pode ser considerada 1 tf/m².)
D – Apenas as vigas do primeiro pavimento que recebem os pilares P2, P5, P17 serão vigas de transição e recebem cargas concentradas dos pilares. Para seu pré-dimensionamento deve-se avaliar o respectivo momento fletor máximo.
Abaixo está apresentada a planta esquemática do pavimento tipo de um edifício comercial e o esquema em elevação. Pode-se notar que no nível do primeiro pavimento a linha de pilares P2, P5, P8, P17 foi eliminada para permitir uma área ampla no piso do térreo.
Assim, deverão ser criadas 6 vigas de transição para receber esses pilares que nascem no primeiro piso e vencem o vão de 12m.
Para estruturas desse tipo, a carga média total por pavimento pode ser considerada 1 tf/m².
Com relação aos pilares, se tomarmos como base um pré-dimensionamento em função das áreas de influência com base na carga média por pavimento, podemos afirmar que, acima do primeiro pavimento:
A – A seção transversal do pilar P1 é igual a do P3, enquanto que a seção transversal do P2 é próxima a do P4 e do P6, e a do P5 é maior que os demais.
A estrutura abaixo esquematizada refere-se a um pavimento tipo de uma edificação residencial.
As dimensões estão em centímetro e as larguras das vigas serão padronizadas e iguais.
Para efeito de avaliação das alturas das vigas podemos concordar com qual das análises apresentadas.
B - No pré-dimensionamento das vigas V3 a V5, podemos usar a formulação:  altura= 1/10 vão, porque elas são bi apoiadas, resultando em vigas com cerca de 70cm de altura, embora a V4 esteja mais carregada que as outras duas. E para as vigas V1 e V2 podemos usar a formulação:  altura= 1/12 vão, porque elas são contínuas, resultando em vigas com cerca de 80cm de altura.
A estrutura abaixo esquematizada refere-se a um pavimento tipo de uma edificação residencial. As dimensões estão em centímetro e as larguras das vigas serão padronizadas e iguais. 
Para efeito de avaliação das seções transversais dos pilares, pode-se fazer uma previsão de suas dimensões a partir da carga atuante em cada um, proporcional à área de influência.
Assim, é possível afirmar sobre as necessidades de cada seção transversal, que:
C – A seção transversal dos pilares P1e P2 precisa ser maior que a dos pilares P3 e P6. A seção transversal dos pilares P2 e P5 precisa ser maior que as demais.
A estrutura abaixo esquematizada refere-se a um pavimento tipo de uma edificação residencial.
As dimensões estão em centímetro e as larguras das vigas serão padronizadas e iguais.
Para efeito de avaliação das alturas das vigas podemos concordar com qual das análises apresentadas.
E - No pré-dimensionamento das vigas V3 e V8 não podemos usar a formulação: altura= 1/10 vão, porque elas estão próximas entre si, tanto é que a relação entre os lados das lajes é superior a 2; nesse caso seria necessário avaliar o momento máximo e pré-dimensionar suas alturas utilizando um processo menos aproximado. E para as vigas V1 e V2 podemos usar a formulação: altura= 1/12 vão, porque elas são continuas, resultando em vigas com cerca de 30cm de altura.
A estrutura abaixo esquematizada refere-se a um pavimento tipo de uma edificação residencial. As dimensões estão em centímetro e as larguras das vigas serão padronizadas e iguais. 
Para efeito de avaliação das seções transversais dos pilares, pode-se fazer uma previsão de suas dimensões a partir da carga atuante em cada um, proporcional à área de influência.
Assim, é possível afirmar sobre as necessidades de cada seção transversal, que:
B – A seção transversal dos pilares P1 e P6 pode ser menor que a dos pilares P2, P3, P4 e P5. A seção transversal dos pilares P7 a P12 segue a mesma lógica.
Durante uma discussão sobre a estruturação e definição da tipologia da estrutura de um edifício comercial, ainda em fase de concepção, a certa altura foi feita uma pergunta ao arquiteto sobre a possibilidade de eliminação de um pilar entre o piso térreo e o primeiro andar para possibilitar um espaço para um auditório o térreo