A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
5 pág.
ABORDAGEM CENTRADA NA PESSOA E POLÍTICAS PÚBLICAS DE SAÚDE BRASILEIRA DO SÉCULO XXI

Pré-visualização | Página 1 de 1

UNIVERSIDADE ESTÁCIO DE SÁ
CAMPUS NOVO IGUAÇU
CURSO PSICOLOGIA
EST. SUP.ESP A EM PSICOLOGIA E PROCESSOS CLINICOS
Nova Iguaçu
2018-2
Edilaine Irineu Nogueira- 201403188939
�
ABORDAGEM CENTRADA NA PESSOA E POLÍTICAS PÚBLICAS DE SAÚDE BRASILEIRA DO SÉCULO XXI: UMA APROXIMAÇÃO POSSÍVEL
Abordagem centrada na pessoa e seus pressupostos básicos:
 
 Essa abordagem vale ressaltar que foi desenvolvida por Carl R. Rogers, um psicólogo bem conceituado norte-americano do século XX. Com ele foi produzido ações simplificativos com meios interventivos que autoriza a liberação de capacidade em realizar tudo que a no ser humano. Foi nomeado esse potencial como Pilar da teoria, tendo como apoio motivacional da vida do ser humano.
	Ele procura valorizar na síntese de sua proposta a inteligência que o cliente tem para sua auto atualização, ou seja, é necessário que o cliente veja a sua própria valorização.
	
Em ‘’Terapia Centrada no Cliente’’, ele desenvolve de uma forma mais completa suas ideias apresentadas inicialmente em Psicoterapia e Consulta Psicológica’’ (Rogers,2005).
	É possível identificar nesse cenário que Rogers, fez com que surgisse algo voltado totalmente pra psicoterapia, na qual se disponibilizava em um meio e uma convivência aceitável é claro obtendo requisitos básicos e necessários pra uma boa relação e crescimento com a pessoa.
	Sempre muito observador em suas análises aos seres humanos, com sua perceptividade Rogers viu que iria muito além de um atendimento psicológico, que não era só isso, mas que precisava abranger todo seu vinculo com as relações humanas.
	Podemos observar que através dessa abordagem, ela contém um contato interpessoal e humanizado, no qual é proposto o crescimento de ações de forma positiva incondicional, com empatia e genuidade.
’’ A consideração positiva incondicional quando associa á atitude empática, qualifica ainda mais as relações, promovendo nas pessoas a sensação de estarem sendo compreendidas. ’’
 É necessário também que se entenda a importância da autenticidade, ou seja, suas atitudes precisam está de forma coerente, precisa está baseada em argumentos fundados e expressivos, isso na relação de ambas as partes.
 Abordagem Centrada na Pessoa e Políticas Públicas de Saúde: um diálogo possível
 O fundamento dessa abordagem, parte do principio quem o andamento teórico, inicia a partir do raciocínio de que todos têm aptidão própria e individual para p aumento, que se desenvolve no momento quem que se está disposto a ter experiência. 
‘’ Denominado tendência atualizante, este conceito é definido por Rogers como um fluxo subjacente de movimento em direção à realização construtiva das possibilidades que lhe se são inerentes. ’’
	Um definição que demonstra que a sociedade, são seres humanos que contém uma natureza dentro de sim motivacional, e que precisam perceber isso neles, para que assim possam concretizar seus ideais dentro da sociedade como um todo.
	 A concepção de uma convivência desses ideais, nos ajuda a perceber que os seres humanos, que cada um de nós somos responsáveis pelo seu próprio desenvolvimento pessoal, visando o cuidado de sua saúde.
	No momento atual, mesmo com muito empenho para incluir os profissionais da saúde pública, é necessário ter um olhar mais humano as necessidades das pessoas. Agora que ficou perceptível o trabalho do multiprofissional, passamos a ter um conceito de pessoal integral.
	‘’A consideração de pessoa como um ser integral e de um conceito de saúde não compartimentado, requer necessariamente a interação entre vários profissionais da saúde. ’’
	É necessário também informar que a interdisciplinaridade, é nada mais e nada menos troca de comunicação entre profissionais da saúde, no qual se devem evitar ruídos de comunicação, na qual sugere uma junção entre as áreas. 
‘’Trabalhar interdisciplinarmente envolve uma postura de tolerância, de abertura e de um interesse genuíno na atuação dos outros profissionais, postura esta, que não costuma estar presente nas relações humanas. ’’
	A importância desse novo conceito de saúde com total prática humana passou a valorizar aquilo que já era considerado como um nada. Hoje a saúde consegue de uma forma mais abrangente tanto pro lado do cliente como pro lado do profissional. Isso tem sido de suma importância dentro do âmbito da política da saúde.
	É preciso ressaltar que os profissionais da saúde, têm uma preocupação grande por medo de perderam àquilo que eles conquistaram no seu espaço, esse medo vem de acordo com o espaço que eles dão a interação do seu conhecimento com área de conhecimento com outros profissionais. Sendo assim, isso gera um medo no âmbito desses profissionais. 
De acordo com o texto:
‘’Se as pessoas estivessem dispostas a agir com honestidade o redirecionamento do olhar permite a apreciação e compreensão do ponto de vista que tende a tornar possível o entendimento entre pessoas. ’’
	Se o profissional da saúde escolher em obter uma postura referente da ACP aumentará o interesse verdadeiro na relação dos profissionais. Ter essa postura é certo que ocorre muitas mudanças nas relações profissionais e também pessoais, mas essa interação é de suma importância para eles. Tudo que é novo, que tem mudança é difícil de adaptar, pois o ser humano tem resistência a mudanças.
	O crescimento dos profissionais da saúde como pessoas, possa vir a ser uma dos melhores apoios da ACP, para que algumas metas da política de saúde possam ser realizadas em sua total importância, dando assim benefícios para todos os profissionais que estão nesse meio.
	‘’Toda a proposta de mudança de paradigma sugerida pelas políticas públicas de saúde brasileiras do século XXI apresenta a necessidade do desenvolvimento da consideração positiva já concebida pela Abordagem Centrada na Pessoa. ’’
	Mesmo com a existência da (ACP), os profissionais encontram dificuldades, ou seja, encontram-se ainda alguns impedimentos para aumentar a criatividade das possiblidades de implementação do conceito de saúde ampliado.