Enfisema Pulmonar e Tuberculose
12 pág.

Enfisema Pulmonar e Tuberculose


DisciplinaBiologia45.195 materiais1.873.782 seguidores
Pré-visualização1 página
Enfisema Pulmonar e Tuberculose
Definição, Causas e Sintomas.
Enfisema Pulmonar
Fontes: https://www.infoescola.com/doencas/enfisema-pulmonar/
	https://pt.wikipedia.org/wiki/Enfisema
Definição da Doença
O enfisema pulmonar é uma doença crônica, ou DPOC (doença pulmonar obstrutiva crônica), onde ocorre a destruição dos tecidos pulmonares de maneira gradual. Esta destruição acontece nos alvéolos onde é feita a troca gasosa, ou seja, onde absorvemos oxigênio e liberamos dióxido de carbono. Normalmente o enfisema se deve ao tabagismo, podendo também ser causado por vapores químicos ou poluentes, por exemplo. O enfisema pode também surgir em pessoas não fumantes que tem deficiência de uma enzima protetora dos pulmões (alfa-1-antitripsina), caso onde a doença se manifesta mais cedo e cuja origem geralmente é genética.
Causas e Fatores de Risco
As principais causas de enfisema são:
Tabagismo (cerca de 80 a 90% dos pacientes com enfisema foram ou são fumantes)
Exposição a gases tóxicos no local de trabalho (cerca de 10 a 20% dos casos)
Genética (responsável por 1 a 5% dos casos)
Fatores que aumentam a chance de desenvolver enfisema incluem:
Poluição do ar;
Má nutrição;
Infecções respiratórias;
Histórico familiar de DPOC;
Baixa temperatura.
Sintomas
Os sintomas mais frequentes são: chiado no peito, tosse seca e falta de ar que vai se agravando na medida em que a doença avança. Os pulmões perdem elasticidade e os alvéolos ficam maiores, isto dificulta a saída de ar, fato que também causa desconforto à pessoa doente. Já nos pulmões saudáveis os alvéolos são pequenos, esponjosos e elásticos. Nos estágios mais avançados da doença a pessoa passa a sentir falta de ar nas tarefas mais simples como caminhar ou falar. Com o passar do tempo o tórax adquire um formato cilíndrico característico das pessoas com este distúrbio.
Diagnostico e Tratamento
O diagnóstico geralmente é feito pelo médico sabendo que o paciente tem histórico de longa exposição ao tabaco, com o auxilio de tomografia computadorizada e com espirometria (exame que mede a capacidade dos pulmões de colocar o ar para fora dando, desta forma, uma ideia do funcionamento pulmonar).
O tratamento consiste em evitar o avanço da doença e aliviar os sintomas, isto pode ser obtido, por exemplo, com o uso de remédios como corticóides ou broncodilatadores. Em alguns casos recomenda-se que o paciente inale oxigênio (oxigenioterapia). Abandonar o cigarro, evidentemente, é algo que deve ser feito de imediato.
O programa terapêutico inclui fisioterapia respiratória para melhorar e corrigir o ato de respirar e uma nova dieta, a fim de melhorar o desempenho dos músculos respiratórios e do organismo de maneira geral. A reabilitação do paciente é o principal objetivo do tratamento, permitindo ao indivíduo a recuperação do ponto de vista físico, social e psicológico. É importante ressaltar que a participação da família é crucial para ajudar o doente a adequar-se a esta nova realidade cheia de mudanças na parte comportamental.
Tuberculose
Fontes: https://www.einstein.br/guia-doencas-sintomas/info/#247
Definição
Tuberculose é uma doença infecciosa geralmente causada pela bactéria Mycobacterium tuberculosis (MTB). A tuberculose afeta geralmente os pulmões, embora possa também afetar outras partes do corpo. A maioria das infecções não manifesta sintomas, sendo nesses casos denominada tuberculose latente. Cerca de 10% das infecções latentes evoluem para tuberculose ativa. Se não for tratada, a tuberculose ativa causa a morte a metade das pessoas infetadas. 
Causas e Sintomas
A tuberculose pulmonar é causada por um bacilo (um tipo de bactéria) chamado Mycobacterium tuberculosis, que se espalha entre as pessoas através das secreções respiratórias dos indivíduos contaminados. A depender do estado imunológico do paciente podemos dizer que a tuberculose é ativa (significa que o indivíduo está doente) ou é latente (significa que o indivíduo não está doente).
Os sintomas mais comuns da tuberculose pulmonar ativa são tosse (geralmente prolongada, por pelo menos três semanas), febre, sudorese noturna e perda de peso.
Diagnostico e Tratamento
Quando houver suspeita diagnóstica de tuberculose ativa o médico deve solicitar inicialmente um RX simples de tórax e a pesquisa do bacilo no escarro. A partir daí é importante haver o encaminhamento para um médico especialista. A tuberculose é uma doença de notificação compulsória no Brasil, de tal forma que o tratamento é feito com antibióticos fornecidos apenas nos centros de referência. O tempo de tratamento é prolongado (pelo menos seis meses) e a depender se a tuberculose for ativa ou latente o tratamento é feito com um ou mais remédios.
Como Prevenir a Doença
Medidas simples como alimentação saudável e tempo adequado de sono são importantes para o organismo. Uma higiene adequada das mãos também é importante na prevenção de doenças infecciosas. Tossir com etiqueta (cobrir nariz e boca ao tossir) também é importante, assim como não fumar, já que foi demonstrado que o tabagismo aumenta a infectividade e a mortalidade por tuberculose. A vacinação com BCG feita no recém-nascido ajuda a proteger contra as formas graves de tuberculose (meningite, encefalite e tuberculose miliar), mas não evita a infecção pelo Mycobacterium tuberculosis.
Agradecemos sua atenção!
Alunos: Daniel Miranda, Mayra, Rafael Lopes e Sávio da Silva
Turma: 2001