resumo socilogia 2
4 pág.

resumo socilogia 2


Disciplina<strong>sociologia</strong> <strong>da</strong>2 materiais1 seguidores
Pré-visualização1 página
UNIVESP 2018 Brunna A. Silva 
Resumo: Marx, Durkheim e Weber 
Sociologia \u2013 Univesp \u2013 baseado no do texto de Maria Tozzoni Reis 
Émile Durkheim, Weber e Marx são considerados dentro da Sociologia como os 
fundadores do Socialismo. 
Segue abaixo as informações principais de suas características e ideias 
Marx \u2013 Considerado otimista, acredita na humanização e desenvolvimento pleno, 
críticas profundas ao Capitalismo, mas positivo em sua superação. 
 
Durkheim rigoroso sobre a educação disciplinatória. Para ele o indivíduo deve se 
submeter às regras que regem a sociedade. 
Weber \u2013 negativista. Somos obrigados a nós adaptar ao capitalismo. Visão do Fator 
Social como individual e objetivo. O capitalismo não permite o desenvolvimento 
humano e a educação é a forma de \u201cdriblar\u201d essa tendência. 
Escola, Instituição Social 
\u2022 Convive com todos os problemas e soluções da sociedade. 
Não vai redefinir ou transformar a sociedade por si só. 
\u2022 A ação educativa é intencional e em continuo processo 
O professor é um agente social e escolhe a abordagem reprodutivista , 
subjetivista ou transformadora. 
\u2022 Tudo percurso da escola é dual, academicista, privilégio dos ricos. Aos 
pobres somente o básico; 
\u2022 A educação é boa para 4% da população , que tinha acesso pelo exame de 
admissão para o ginásio (Brasil) 
\u2022 A escola permanece dual pela divisão entre escola particular e pública. 
\u2022 Universidade pública atende a classe média e alta. 
\u2022 Avaliação (aspecto administrativo e pedagógico) como diagnóstico da 
Aprendizagem. 
 
Marx \u2013 Na visão de Antônio Joaquim Severino 
\u2022 A educação faz parte de política, colaborar para o desenvolvimento político- 
econômico \u201cuma sociedade boa para um indivíduo bom\u201d. 
\u2022 Atua em dois papéis: 
UNIVESP 2018 Brunna A. Silva 
\u2022 Críticas à alienação conduzida pelas ideologias, mediadora do 
conhecimento . Isso se faz por meio das disciplinas das Ciências Críticas, 
como História, Filosofia, Economia e Ciências Políticas. Privilégio da razão 
para conduzir o conhecimento. 
\u2022 Propôs uma nova práxis da organização da sociedade , responsabilizar os 
indivíduos e educação emancipatória, baseada no conhecimento das 
engrenagens sociais. 
 
 
Revisão \u2013 Maria Helena Palma de Oliveira 
 
Carl Marx (1818 \u2013 1833) 
Análise crítica do modo capitalista de produção Marxismo. 
\u2022 O trabalho é princípio educativo e não dispensa educação da formação para 
o trabalho educação em três níveis: educação intelectual ( sala de aula) , 
educação corporal (ginástica e experiências militares) e educação 
tecnológica domínio do conhecimento geral e científico dos processos de 
produção e ofícios. 
\u2022 O trabalho é fundamental para satisfação e manutenção da vida material. 
\u2022 Educação emancipatória , conscientizadora, crítica da realidade social , 
divisão de classes (dominante x dominados). Defendia a superação das 
desigualdades sociais de uma sobre a outra. Educação Nacional, pública e 
laica 
\u2022 Se preocupa com a possibilidade de o indivíduo colaborar para o melhor 
desenvolvimento da sociedade. 
 
Marx Weber: Burocracia 
 
\u2022 Sociologia da Ação Social; indivíduo como ator social. 
\u2022 Interpreta as Conexões dos conteúdos simbólicos nas ações do indivíduo. 
\u2022 A burocracia surge como um aparato técnico- administrativo , uma 
racionalização sistematizada do Estado; 
\u2022 A educação legítima a dominação social que faz com que indivíduo se 
dívida entre grupos sociais e aceita pacificamente sua condição. Se 
submete cordialmente à dominação via hierarquia, representando a 
burocracia moderna. 
\u2022 Os diplomas de ensino superior dividir em hierarquia diante de quem não 
tem 
\u2022 Sujeita indivíduo a máquina burocrática mantendo o rigor no ensino. 
\u2022 O professor deve assumir com a liberdade dos educandos ( respeito e afeto) 
UNIVESP 2018 Brunna A. Silva 
 
DURKHEIM 
 
Considera o indivíduo e o ser social - domínio da sociedade (como força 
maior) sobre o indivíduo. 
Fato social atua sobre o homem independente do indivíduo pela coerção e 
consciência coletiva comum a média dos membros e indivíduo se adequar à 
sociedade mantendo sua identidade coletiva , e internaliza essa identidade 
no seu modo de agir, pensar, sentir, mas que são padrões sociais , culturais 
e morais, do grupo ao qual pertence. 
\u2022 O fato social Influencia o funcionamento do mundo externo: Instituições, 
governo escolas, religiões, a polícia. A sociedade se sente segura e 
protegida. 
\u2022 A educação deve impor o valor da sociedade; 
\u2022 A escola é a continuidade da sociedade , onde o aluno aprende a obedecer, 
mas deve se sentir bem ao seu disciplinado via educação moral com 
espírito de adesão ao grupo, por ser um ser social que realiza sua 
natureza na sociedade, devendo amar o grupo ao qual pertence \u201c amar é 
estar preso por vontade\u201d (disciplina). É o que constrói o ser coletivo s 
transmite de uma geração a outra , coerção pela incucação moral 
\u2022 Engrenagem Social - o indivíduo depende de outro, como uma 
engrenagem, por meio de uma coesão , por meio da harmonia social. 
\u2022 Somos possuidores de diversas aptidões que constituem essa engrenagem. 
 
BORDIEU \u2013 CAPITAL CULTURAL 
\u2022 O ensino não é realizado de modo igual; 
\u2022 Herança cultural dos pais (classe dominante) acesso a bens culturais e 
que são passadas para os filhos, se tornando repertório cultural. 
\u201cVantagem\u201d diante da criança que não teve acesso, e isso dificulta a 
compreensão das crianças na escola, enfatizando a diferenças, chamado 
por Bordieu de violência simbólica, gerada pela escola. 
\u2022 O capital cultural é um instrumento de domínio sobre as classes populares , 
impondo dos seus valores. 
\u2022 A escola favorece os mais abastados , em detrimento dos mais pobres que 
ficam marginalizados, sustenta e reproduz a desigualdade social.Contraria 
seu discurso teórico da defesa da igualdade. 
\u2022 Cobra habilidades que são difíceis para uns (considerados desprovidos de 
inteligência) e fácil para outros ( que herdaram um capital cultural prévio) 
\u2022 Habitus \u2013 conceito criado por Bordieu, que é uma disposição socialmente 
UNIVESP 2018 Brunna A. Silva 
construída coletivamente, de estruturas estruturantes, (interno /externo) 
de influência do social no individual e vice-versa. É uma resposta a ideia de 
ponte entre indivíduo e a sociedade , de forma fenomenológica de conhecer 
o mundo , modo objetivista de compreender relações. 
\u2022 O Capital Cultural possui três pontos característicos: social simbólico e 
econômico presente nas famílias das classes dominantes, o que reforça a 
hierarquia de classes, sustentada pela sociedade e valorizada na escola. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
	Sociologia \u2013 Univesp \u2013 baseado no do texto de Maria Tozzoni Reis