A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
atividade discursiva eleitoral

Pré-visualização | Página 1 de 1

ATIVIDADE DISCURSIVA
Direito Político e Eleitoral
Tício completará 21 anos em 29 de dezembro de 2018. Foi aprovado em um concurso público para a Polícia Militar do Estado do Pará, tendo assumido o cargo em janeiro de 2016. Ao assumir o cargo, ele se mudou para o Pará com sua família. Ele deseja ser candidato ao cargo de Deputado Estadual no pleito de 2020, e procurou o Partido Democrático Brasileiro (PMB) para se filiar. Como pretende se candidatar, Tício passou a fazer a segurança de alguns comércios da sua cidade, em seus horários de folga, sem cobrar nada por isso e também em dias de trabalho com a viatura da Polícia. Durante alguns meses, ele conseguiu atender quase todos os bairros de sua cidade com essa segurança gratuita, o que deixou os comerciantes e moradores desses bairros felizes e seguros. Além disso, passou a utilizar a sua viatura para levar moradores em consultas médicas e, algumas vezes, ao trabalho.
De acordo com o caso hipotético apresentado, responda, de forma fundamentada, porque Tício poderá ser candidato, sendo um militar da ativa e com 21 anos incompletos na data do registro e do pleito, e quais ilícitos eleitorais ele praticou com a oferta gratuita de serviços e utilização de viaturas com fins eleitorais:
RESPOSTA:
Tício poderá ser candidato de acordo com os pontos abordados a seguir:
Quanto ser militar na ativa, de acordo com o Art. 14, § 8º, por ele ter menos de dez anos na Polícia Militar do Estado do Pará, pois assumiu o cargo em 216, conforme descrito no caso hipotético, Tício é afastado da atividade ao ter seu registro de candidatura deferido. 
Quanto a filiação partidária, por ser militar na ativa, não pode ter atividade partidária, ou seja, não pode ser filiado, mas de acordo com o entendimento do TSE (Res. 21.608/04), Tício pode ser escolhido candidato nas convenções eleitorais, ou seja, ele faz o pedido de registro de candidatura em convenção, suprindo assim, a obrigatoriedade da filiação partidária, disposto no art. 14, § 3º, V, da CF, o que é um dos requisitos para candidatar-se a algum cargo eleitoral.
Quanto a idade de Tício, conforme descrito no caso hipotético, na data em que “deseja ser candidato ao cargo de Deputado Estadual no pleito de 2020”, o mesmo já terá a idade mínima de 21 anos, completos em 29 de dezembro de 2018, conforme exige a Constituição Federal em seu Art. 14, VI, c, estará com todas as condições de elegibilidade para concorrer a cargo pretendido, bem como, com o disposto no Art. 11, § 2º da Lei nº 9.504/97.
Quanto aos ilícitos eleitorais são: 
O crime de peculato disposto no art. 312 do Código Penal, ao utilizar -se da viatura em benefício próprio e alheio, bem como, por ser militar poderá responder o crime de Peculato, Art. 303 do Código Penal Militar. Responde ainda, em razão de que a oferta gratuita de serviços e utilização de viaturas teve fins eleitorais de acordo, responderá pelos crimes de improbidade administrativa Art. 9, IV da Lei Nº 8.429/92, e abuso econômico para fins eleitorais. 
Devendo a justiça eleitoral julgar se ele cometeu os ilícitos apurados de acordo com os arts. 14, § 9 e10 da Constituição Federal, tornando-o inelegível caso seja comprovado os ilícitos, conforme prevê o Art. 1º, da Lei Complementar n. 64/90, (alterada pela Lei Complementar nº 135/2010 – Lei da Ficha limpa), e caso necessário, poderá ser impugnada a candidatura do mesmo.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.