LEGALIZAÇÃO MACONHA
18 pág.

LEGALIZAÇÃO MACONHA

Pré-visualização1 página
Legalização da Maconha: 
Universidade do Vale do Itajaí
Centro de Ciências da Saúde
Curso de Nutrição
Disciplina: Teorias e Práticas Integradas em Saúde Coletiva
Acadêmicos: Elizeu Amaral, Leonardo Bastos, Lucas Simionato Carra, Ana Aline, Isaac Tamasia, Daniel Balestro, Daiane Aline
Maconha, o que é?
Maconha é o nome da droga extraída da planta Cannabis sativa, que tem como princípio ativo o tetra-hidrocanabinol (THC), sendo o principal responsável pelos efeitos desta.
eliseu
2
Legislação vigente
Art. 28. Quem adquirir, guardar, tiver em depósito, transportar ou trouxer consigo, para consumo pessoal, drogas sem autorização ou em desacordo com determinação legal ou regulamentar será submetido às seguintes penas:
LEI Nº 11.343, DE 23 DE AGOSTO DE 2006
I - Advertência sobre os efeitos das drogas; 
II - prestação de serviços à comunidade; 
III - medida educativa de comparecimento à programa ou curso educativo.
Legislação vigente
Art. 33. Importar, exportar, remeter, preparar, produzir, fabricar, adquirir, vender, expor à venda, oferecer, ter em depósito, transportar, trazer consigo, guardar, prescrever, ministrar, entregar a consumo ou fornecer drogas, ainda que gratuitamente, sem autorização ou em desacordo com determinação legal ou regulamentar:
LEI Nº 11.343, DE 23 DE AGOSTO DE 2006.
Pena - reclusão de 5 (cinco) a 15 (quinze) anos e pagamento de 500 (quinhentos) a 1.500 (mil e quinhentos) dias-multa.
§ 1° Nas mesmas penas incorre quem:
II - Semeia, cultiva ou faz a colheita, sem autorização ou em desacordo com determinação legal ou regulamentar, de plantas que se constituam em matéria-prima para a preparação de drogas;
III - utiliza local ou bem de qualquer natureza de que tem a propriedade, posse, administração, guarda ou vigilância, ou consente que outrem dele se utilize, ainda que gratuitamente, sem autorização ou em desacordo com determinação legal ou regulamentar, para o tráfico ilícito de drogas.
PL 514 DE 2017 APROVADO PELO CAS DIA 28/11/18
Altera o art. 28 da Lei n° 11.343, de 23 de agosto de 2006, para descriminalizar o cultivo de Cannabis sativa para uso pessoal terapêutico
Comissão de Assuntos Sociais (CAS) \u2013 o texto ainda tem que passar pela COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA antes de ser votado no PLENÁRIO DO SENADO em seguida o texto vai pra votação na CÂMARA DOS DEPUTADOS.
5
Mapa da Maconha
Legalização \u2013 Países¹
ALEMANHA
RECRACIONAL
MEDICINAL
CULTIVO
ILEGAL
AUTOMUTILAÇÃO
LEGAL
ILEGAL
CONTROLADA
Legalização \u2013 Países²
HOLANDA
RECRACIONAL
MEDICINAL
CULTIVO
LEGAL
CONTROLADA
LEGAL
LEGAL
CONTROLADA
Legalização \u2013 Países³
AUSTRÁLIA
RECRACIONAL
MEDICINAL
CULTIVO
DESCRIMINALIZADA
LEGAL
LEGAL
CONTROLADA - MÉDICO 
Legalização \u2013 Países\u2074
CANADÁ
RECRACIONAL
MEDICINAL
CULTIVO
LEGAL
CONTROLADO
LEGAL
LEGAL
CONTROLADO
Legalização \u2013 Países\u2075
ESTADOS UNIDOS
RECRACIONAL
MEDICINAL
CULTIVO
ILEGAL
P/ ALGUNS ESTADOS (9)
LEGAL
ILEGAL
ALGUNS ESTADOS (31)
Legalização \u2013 Países\u2076
URUGUAI
RECRACIONAL
MEDICINAL
CULTIVO
LEGAL
 MAS ILEGAL P/ ESTRANGEIROS
LEGAL
LEGAL
ATÉ 6 PLANTAS
Legalização \u2013 Países\u2077
BOLÍVIA
RECRACIONAL
MEDICINAL
CULTIVO
DESCRIMINALIZADA
ILEGAL
ILEGAL
Maconha
Um dos maiores estudos já conduzidos sobre maconha e canabinóide foi publicado no dia 12 de janeiro pela National Academies of Sciences, Engineering, and Medicine, dos Estados Unidos. Com mais de 486 páginas, a publicação revisa mais de 10 mil pesquisas sobre o tema e resume mais de 100 conclusões, organizadas por dezenas de pesquisadores.
O estudo revela, antes de tudo, que as pesquisas atuais sobre maconha ainda são relativamente precárias. Parte disso se deve justamente às dificuldades de se fazer estudos com a droga, considerada ilegal em muitos estados e países. Por isso, os pesquisadores pedem por políticas que facilitem a pesquisa e, consequentemente, enriqueçam o debate sobre a legalização.
daniel
14
Benefícios da Maconha
Um deles é que há \u201cevidências conclusivas\u201d de que a maconha traz alívio significativo no tratamento de dores crônicas.
Há também muitos indícios de que a maconha pode ajudar no tratamento da quimioterapia, evitando náuseas e vômitos.
Há ainda evidências concretas de que remédios orais feitos a partir da cannabis ajudam a conter os espasmos musculares de quem sofre com esclerose múltipla.
Fora os efeitos do THC que os usuários alegam ter além do medicinal: crise de risada, aumento dos sentidos, \u2018\u2019larica\u2019\u2019.
ana
15
Riscos da Maconha
A publicação considera, por exemplo, que há evidências suficientes sobre os problemas respiratórios causados pelo cigarro de maconha, que pode trazer doenças crônicas, como bronquite.
Para mulheres grávidas, há maiores riscos do bebê nascer abaixo do peso. No geral, também há evidências concretas de que a maconha aumenta as chances de desenvolver esquizofrenia e outras psicoses. E há também correlação direta entre o uso de cannabis e o aumento de acidentes de trânsito envolvendo pessoas sob o efeito da planta.
Não há muitos indícios quando se considera o risco da maconha levar para o abuso de álcool, tabaco ou outras drogas ilícitas. 
Por fim, não há evidências concretas de que a maconha ajuda no desenvolvimento de diversos tipos de câncer, problemas cardíacos crônicos, asma, morte por overdose
ana
16
Argumentos Pró e Contra a Legalização
Diminuição do tráfico e violência causada pelas drogas.
Aumento de pesquisas científicas.
Segurança dos usuários 
Aumentar a arrecadação do estado através dos impostos.
Efeitos medicinais de substâncias específicas da planta. 
Serviço estatal incapaz de atender a demanda do produto.
Porta de entrada para outros tipos de drogas.
Aumento dos confrontos entre facções por áreas de domínio e venda.
Aumentar a facilidade do acesso a droga.
FAVOR:
CONTRA:
eliseu
17
Referências
MCCORMICK, Marie C.. The Health Effects of Cannabis and Cannabinoids. The National Academies Press, [s.l.], v. 2, n. 2, p.1-486, 31 mar. 2017. National Academies Press. http://dx.doi.org/10.17226/24625. Disponível em: <https://www.nap.edu/download/24625>. Acesso em: 23 nov. 2018.
BERNARDO, Kaluan. Estudo de 400 páginas mostra os efeitos positivos e negativos da maconha. 2017. Disponível em: <https://www.freetheessence.com.br/inovacao/saude/efeitos-maconha/>. Acesso em: 23 nov. 2018.