Essencial arritmias cardiacas
158 pág.

Essencial arritmias cardiacas


DisciplinaCardiologia I4.568 materiais15.018 seguidores
Pré-visualização19 páginas
Gustavo Gomes Torres
Arritmias
O Essencial Para O Clínico Geral
1a Edição
Natal-RN
Editora Ribeira
2015
A Mychelle, Felipe e Lucas: Essenciais.
Aos meus Pais: Exemplos.
AGRADECIMENTOS
Ao meu amigo Nestor Rodrigues, pelo incentivo e colaboração.
Aos colegas do curso de atualização do CREMERN, a fonte de inspiração deste
projeto.
"A vida é breve, mas cabe nela muito mais
do que somos capazes de viver."
José Saramago
SUMÁRIO
1. PREFÁCIO
2. O AUTOR
3. INTRODUÇÃO
4. SISTEMA DE CONDUÇÃO DO CORAÇÃO
5. O ECG NORMAL
1. Onda P
2. Intervalo PR
3. Complexos QRS
4. Segmento ST
5. Intervalo QT
6. Onda T
6. MECANISMOS DAS ARRITMIAS
1. Automatismo anormal
1. Arritmias por diminuição do automatismo sinusal
2. Arritmias por aumento do automatismo de um foco
3. Parassistolia
2. Reentrada
3. Bloqueios sem reentrada
4. Atividade deflagrada (\u201ctrigger\u201d)
7. ARRITMIAS
1. Bradicardias
2. Doenças do Nó Sinusal
1. Bradicardia Sinusal
2. Parada Sinusal
3. Batimentos de escapes
4. Ritmos de Escape
5. Síndrome Bradi-taqui
3. Bloqueios Atrioventriculares
1. Bloqueio AV de 1º grau
2. Bloqueio AV de 2º grau
1. Bloqueio AV de 2º grau tipo I
2. Bloqueio AV de 2º grau tipo II
3. Bloqueio AV 2:1
4. Bloqueio AV avançado
3. Bloqueio AV de 3º grau
4. Extrassístoles
1. Extrassístoles Atriais
2. Taquicardia Atrial Não Sustentada (TANS)
3. Extrassístoles Juncionais
4. Extrassístoles Ventriculares
5. Taquicardia Ventricular Não Sustentada
5. Taquicardias
1. Observação sobre condutas
2. Taquicardias Supraventriculares
1. Taquicardia Sinusal
2. Taquicardia Atrial
3. Fibrilação Atrial
4. Flutter Atrial
3. Taquicardias Dependentes do Nó AV
1. Reentrada
2. Taquicardia por Reentrada Nodal (TRN)
3. Taquicardia por Reentrada Atrioventricular (TAV)
4. Taquicardias Ventriculares
1. Taquicardia Ventricular Não Sustentada (TVNS)
2. Taquicardia Ventricular
3. Fibrilação Ventricular
5. Taquicardias de QRS largo
1. Taquicardia Ventricular (TV)
2. Taquicardia Supraventricular com Condução Aberrante
3. Taquicardia Pré-excitada
4. Critérios para o Diagnóstico Diferencial
1. Alterações que sugerem TV:
2. Alterações que sugerem TSV:
5. Taquicardias de QRS Largo - Diferencial
6. Taquicardias Pré-excitadas
1. Fibrilação atrial pré-excitada
2. Taquicardia Antidrômica
8. MARCA-PASSOS
1. Funcionamento do Marca-passo
2. Modo de Estimulação
3. Principais modos de estimulação utilizados
1. Modo VVI e VVIR
2. Modo DDD e DDDR
3. Modo AAI e AAIR
4. Disfunções do Sistema de Estimulação
1. Perda de captura ou comando
2. Sensibilidade diminuída ("undersensing")
3. Sensibilidade excessiva ("oversensing")
4. Arritmias
5. Situações que simulam Disfunções
6. Estimulação Biventricular ou Terapia de Ressincronização
7. Cárdio-desfibrilador Implantável (CDI)
8. Definição de alguns térmicos Básicos em Estimulação Cardíaca Artificial
1. Gerador de pulso
2. Cabo-eletrodo
3. Frequência básica de estimulação
4. Intervalo atrioventricular (IAV)
5. Frequência máxima de estimulação
6. Energia de estimulação
7. Impedância do eletrodo
8. Captura
9. Limiar de estimulação
10. Perda de captura
11. Fusão
12. Pseudofusão
13. Telemetria
9. REFERÊNCIAS
PREFÁCIO
As arritmias cardíacas são patologias de alta prevalência e em algumas situações
são de extrema gravidade e urgência. O eletrocardiograma é ferramenta indispensável
para o diagnóstico e tratamento dessas patologias. O médico generalista nem sempre
conta com o pronto acesso a opinião de um especialista e comumente se vê como o
responsável por interpretar os achados clínicos e o eletrocardiograma, bem como
definir a conduta a ser realizada para com seu paciente.
Gustavo Gomes Torres há algum tempo acumula experiência no ensino do tema
para médicos não especialistas. Nesse tempo ele vem refinando a abordagem de modo
a obter excelente retorno por parte de seus alunos. Associado a isso, temos uma patente
carência de livros brasileiros que abordem o tema Arritmia Cardíaca de uma forma
didática e acessível ao médico generalista. Nasceu em Gustavo portanto, o desejo de
consolidar, na forma de um livro, toda a experiência adquirida, ajudando assim a
preencher essa lacuna na literatura médica.
Sua parceria com Nestor Rodrigues enriquece bastante a obra. Nestor já tem livro
publicado e aplicativos para dispositivos móveis.
Foi com grande empolgação que participei das conversas preliminares que
delinearam o projeto do livro. Os textos entregues por Gustavo e Nestor eram
esclarecedores. Me empenhei com afinco na revisão e adaptação do texto para um
formato de livro eletrônico (ebook) que garantisse uma leitura confortável na maioria
dos dispositivos. Aprendi bastante nesse processo e cresceu em mim a certeza de que
essa obra terá grande aceitação por parte da comunidade científica.
Abinoam Praxedes Marques Junior
Anestesiologista
(Editora Ribeira)
O AUTOR
Médico formado pela UFRN em 1999. Residência Médica em Clínica Médica no
hospital do Servidor Municipal de São Paulo (SP). Residência Médica em Cardiologia
no Hospital do Servidor Estadual de São Paulo (SP). Especialização em Arritmias e
Estimulação Cardíaca Artificial no Incor da FMUSP, São Paulo (SP). Atualmente
médico assistente do Serviço de Estimulação Cardíaca Artificial do Hospital
Universitário Onofre Lopes UFRN, cardiologista da Clínica Procardio e do Incor
Natal.
INTRODUÇÃO
A possibilidade do registro da atividade elétrica do coração na superfície
corporal, o eletrocardiograma (ECG), representou um grande avanço na cardiologia. O
entendimento e diagnóstico de muitas das doenças cardiovasculares passa pela
avaliação deste registro.
Até os dias atuais o ECG é um exame complementar de grande importância. A
conduta cardiológica adequada passa por uma boa anamnese e exame físico, devendo
ser complementada pelo registro eletrocardiográfico em doze derivações, associado ao
registro de uma derivação longa (geralmente DII).
A aplicabilidade da eletrocardiografia se verifica em diversas áreas da
cardiologia, e é na arritmia que este uso se torna mais visível. Para a conduta em
qualquer caso de arritmia o ECG é essencial. Estas condutas estão bem estabelecidas
em consensos e diretrizes das diversas sociedades médicas de cardiologia, bem como o
papel do eletrocardiograma nestas situações.
Neste livro detalhamos, de forma sistemática, as principais arritmias detectadas na
prática clínica. O eletrocardiograma é o foco principal, sendo apresentado de forma
didática e ilustrativa. Em todos os tópicos estabelecemos as condutas atuais no
tratamento das arritmias, bem como o real significado da presença de cada um dos
distúrbios do ritmo cardíaco. Os diversos assuntos são abordados de forma prática e
sistemática, se propondo a servir de guia prático na detecção a manejo das principais
arritmias da prática clínica.
Em tópico específico são apresentadas as noções básicas sobre o funcionamento e
o reconhecimento dos ritmos de marca-passo, visto a estreita relação entre as arritmias
e a importância cada vez maior da estimulação cardíaca artificial no seu contexto. As
condutas básicas em relação a cada uma das principais arritmias são abordadas de
maneira individualizada.
Boa leitura!
SISTEMA DE CONDUÇÃO DO
CORAÇÃO
O Sistema de condução cardíaco tem por objetivo gerar o estímulo necessário
para a contração de todas as células musculares cardíacas, além de promover a sua
condução ou propagação para estas células.
Anatomicamente, tem o seu início em uma estrutura situada no átrio direito alto,
próximo à desembocadura da veia cava superior, denominado Nó sinusal ou Nódulo
Sinusal. O nó Sinusal é conhecido como o nosso "marca-passo natural".
Vários filamentos, denominados feixes internodais, conectam o Nódulo Sinusal
ao segundo nódulo do sistema de condução,