HANDOUT ENVELHECIMENTO
2 pág.

HANDOUT ENVELHECIMENTO

Disciplina:Psicologia da Saude 233 materiais85 seguidores
Pré-visualização1 página
Musicoterapia

A musicoterapia é um tipo de tratamento que utiliza músicas com letra ou somente na forma instrumental, além de instrumentos como violão, flauta e outros de percussão onde o objetivo não é aprender a cantar ou tocar um instrumento, mas saber reconhecer os sons de cada um ter a possibilidade de expressar suas emoções através destes sons.

 A musicoterapia e seus benefícios
Ouvir música, aprender uma canção, brincar de roda, realizar brinquedos rítmicos, jogos de mãos etc., são atividades que despertam, estimulam e desenvolvem o gosto pela atividade musical, além de atenderem às necessidades de expressão que passam pelas esferas afetiva, estética e cognitiva. Aprender música significa integrar experiências que envolvem a vivência, a percepção e a reflexão, encaminhando-as para níveis cada vez mais elaborados.

Importância da linguagem musical para as crianças

Diversas são as formas de acompanhamento das músicas pelas crianças como palmas, sapateado, dança, volteios de cabeça. A partir dessa relação entre o gesto e o som que a criança, ouvindo, cantando, imitando, dançando, constrói seu conhecimento sobre a música. Neste sentido, música é linguagem e segue o mesmo processo de desenvolvimento que adotamos quanto à linguagem falada, ou seja, devemos expor à criança a linguagem musical e dialogar com ela sobre o tema, partindo do seu conhecimento prévio da cultura musical significativa da fala, especialmente em casos de uma possível ambiguidade.

Referência Bibliográfica
Scielo:amusicoterpiaeaspessoasadeficienciaintelectual132464749209370

Musicoterapia:

Um caminho para o desenvolvimento do deficiente intelectual.

Estudantes: Esllane Costa
Guilherme

Professora: Rosana Maria Tristão

conhecimento da música, descobrindo sons e ritmos, desenhando, experimentando o confeccionando instrumentos. A música pode contribuir bastante para que ela interaja com o mundo e seus semelhantes, expressando seus sentimentos e demonstrando como percebe sua sociedade.

No campo intelectual, os resultados positivos que demonstram a eficiência da música no desenvolvimento das crianças, são significativos. Pois representam o aumento da capacidade de aprendizagem nas crianças, que segundo pesquisas, é superior em até 60%, quando estimuladas pelo convívio musical, propiciando-lhes maiores conquistas futuras no âmbito das relações sociais, econômicas, pessoais e interpessoais..

.

.

A música e a aprendizagem

É de suma importância que o professor utilize a música em suas atividades pedagógicas, oportunize aos alunos o cantar, o ouvir, o dançar e, assim, possibilite o enriquecimento do ensino, promovendo interação, socialização e valorização de talentos a despontar.

A música atrai e envolve os alunos, serve de motivação, eleva a auto-estima, estimula áreas do cérebro, desenvolve a sensibilidade, a criatividade, a capacidade de concentração, o raciocínio lógico, a socialização e a expressão corporal

.

Resumindo...

Assim como não há forma de dissociar a criança de seu contexto sociocultural, de igual forma não há como dissociar a música do contexto escolar dentro de um processo de ensino-aprendizagem que, de fato, vise ao desenvolvimento pleno do educando por meio de uma metodologia inovadora, dinâmica, multicultural e mediadora. Na escola, constatou-se que o setor de Música tornou-se um espaço atrativo, dinâmico, encantador, propiciando muitas oportunidades para que os alunos construam e aprimorem seus conhecimentos, sendo a música uma ferramenta imprescindível no processo ensino-aprendizagem.