A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
32 pág.
06   Enfermagem Materno infantil

Pré-visualização | Página 4 de 10

87. A manobra de Leopold, realizada em 
gestantes, informa sobre: 
 
A. Situação do feto, localização e tamanho 
B. Maturidade, tamanho e localização 
C. Situação do feto, apresentação e posição 
D. Posição, maturidade e situação do feto 
E. Comprometimento, localização e posição 
 
88. Dentre as patologias ocorridas durante 
uma gestação, quais as que não causam 
efeitos graves no feto? 
A. Varicela, hepatite B e blastomicose 
B. Toxoplasmose, lesão mamária e 
parotidite 
C. Conjuntivite, blastomicose e lesão 
mamária 
D. Rubéola, infecção urinária e malária 
E. Sífilis, conjuntivite e herpes simples 
 
89. É considerado RN de baixo peso aquele 
que nasce com peso inferior a: 
 
A. 1.800g 
B. 2.500g 
C. 2.000g 
D. 1.000g 
E. 1.500g 
 
90. Os movimentos fetais ocorrem: 
 
A. Na primeira metade da gravidez 
B. Na segunda metade da gravidez 
C. Desde a quarta semana 
D. Na época do nascimento 
E. Na trigésima semana 
 
91. Os gametas feminino e masculino são 
chamados, respectivamente: 
 
A. Ovário e espermatozóide 
B. Ovário e testículo 
C. Óvulo e espermatozóide 
D. Óvulo e trompa de Falópio 
E. Trompa de Falópio e saco escrotal 
 
92. Os batimentos cardíacos do feto devem 
ser verificados: 
 
A. Antes de se iniciar a contração 
B. Imediatamente após a contração 
C. No intervalo das contrações 
D. No momento da contração 
E. No momento que precede a contração 
 
93. A oclusão neonatal tem como principais 
características: 
 
A. Vômitos, ausência de mecônio e 
distenção abdominal 
B. Vômitos, diarréia e ausência de mecônio 
C. Taquipnéia, aumento abdominal e 
vômitos 
D. Ausência de mecônio, vômitos e apnéia 
E. Aumento abdominal, ausência de 
mecônio e pneumonia 
 
94. O material usado para o banho do 
lactente compõe-se de: 
 
A. Sabonete neutro, bacia individual e água 
em temperatura adequada 
B. Óleo lubrificante e cotonetes 
C. Pomadas para tratamento e talco 
D. Todas as respostas estão corretas 
E. Talco, sabonete e toalhas 
 
95. Logo após a mamada, o recém-nascido 
não deve ser colocado no berço, deve ficar 
em posição vertical, contra o ombro da 
pessoa que a segura, para facilitar: 
 
A. Seu sono 
B. Sua evacuação 
C. Sua eructação 
D. Sua deglutição 
E. Sua regurgitação 
96. Os cuidados de enfermagem no 
puerpério imediato são: 
A. Verificar sinais vitais, fazer lavagem 
externa asséptica, observar edema 
perineal, orientar quanto à deambulação 
precoce e observar as mamas e pesagem 
da paciente 
B. Verificar sinais vitais, fazer lavagem 
externa asséptica, observar edema na 
região perineal e de membros inferiores, 
aspecto dos lóquios e mamas, orientar 
quanto à higiene pessoal e deambulação 
C. Verificar sinais vitais, fazer lavagem 
externa, observar secreção urogenital 
deambulação precoce, fiscalizar mamas, 
pesar a puérpera 
D. Todas as respostas estão incorretas 
 
97. O cuidado de enfermagem junto à 
puérpera que apresenta ingurgitação 
mamária (seios distendidos, duros e 
dolorosos) é: 
 
A. Comprimir as mamas até que a mesma 
se apresente com características normais 
B. Massagear as mamas facilitando a 
absorção do leite 
C. Aplicar compressas mornas e úmidas 
D. Estimular a produção do leite 
 
98. Nas vaginites e cervicites, o sintoma mais 
comum é: 
 
A. Dispareunia 
B. Prurido vulvar 
C. Dor hipogástrica 
D. Sinusorragia 
E. Leucorréia 
 
Enfermagem Materno-Infantil 
Resposta 
 
01. Resposta E 
As crianças estão protegidas contra as doenças durante os 2 ou 3 primeiros meses através dos 
ianticorpos maternos que permanecem em seus organismos. É possível prolongar esta 
imunidade por meio do aleitamento, uma vez que o leite materno é rico em anticorpos 
maternos. 
 
02. Resposta D 
A credeização, instilação ocular de nitrato de prata a 1 %, tem por objetivo prevenir a oftalmia 
gonocócica, que é a inflamação da conjuntiva ocular do neonato. 
 
03. Resposta C 
O período logo após o nascimento tem características únicas por ser uma fase de transição da 
vida intra-uterina para a vida extra-uterina e o conjunto de manobras realizadas neste período 
tem como principais objetivos: promover boa expansão pulmonar e manter oxigenação tecidual 
e débito cardíaco adequado. Para tanto, o Ministério da Saúde preconiza como cuidados 
imediatos evitar o resfriamento e promover o aquecimento do recém-nascido, assegurando a 
temperatura adequada da sala de parto (27°C), receber o RN em campo esterilizado e 
aquecido, secando-o imediatamente a fim de impedir a perda de calor por evaporação, e 
colocar o RN sob fonte de calor radiante, ou em godo ao peito. Desobstrução das vias aéreas, 
se necessário, iniciada pela boca e nunca pelas narinas, para evitar que o neonato aspire as 
secreções da garganta, com sonda apropriada e manobras suaves evitando traumatizar as 
mucosas. A identificação do RN é feita imediatamente ao nascimento com pulseiras e 
tornozeleiras de identificação e através do plantigrama, que é a impressão plantar do neonato. 
A laqueadura definitiva do coto umbilical é realizada pela secção e c1ampeamento do cordão 
umbilical a partir de 4cm da parede abdominal. A credeização é a profilaxia da oftalmia 
gonogócica, e a administração da vitamina K previne doenças hemorrágicas. 
 
04. Resposta E 
Alojamento conjunto é a técnica de acomodação dos recém-nascidos do lado da mãe. 
O berço do recém-nascido é colocado junto ao leito da puérpera, procurando proporcionar, o 
mais cedo possível, um relacionamento precoce. 
O alojamento conjunto deve ser provido de enfermagem especializada para o atendimento de 
mãe e filho. Cria melhores condições para que tanto a mãe como o pai recebam instruções 
sobre os cuidados com o recém-nascido, reduz a incidência de infecções cruzadas entre estes, 
estimula o aleitamento materno e permite maior flexibilidade nos regimes alimentares. 
 
05. Resposta B 
Insuficiência cardíaca é a incapacidade de o coração bombear e circular o oxigênio e os 
nutrientes necessários à manutenção das necessidades metabólicas, que sustentam a vida. 
Nos lactentes, essa condição em geral é causada por uma anomalia congênita, que provoca 
sobrecarga circulatória. O miocárdio fraco, incapaz de atender às demandas normais em 
conseqüência da asfixia, é a causa habitual da insuficiência cardíaca, que se desenvolve nos 
primeiros dias após o nascimento. As anomalias como estreitamento da passagem ou 
obstrução, fístula e shunt dificultam a circulação do sangue e aumentam a sobrecarga imposta 
ao coração, levando à insuficiência cardíaca nas primeiras semanas depois do nascimento. O 
início dos sinais e sintomas pode ocorrer logo depois do nascimento, apresentando-se com 
cianose. 
 
06. Resposta E 
No pré-natal deve-se requisitar teste de Coombs indireto na primeira consulta da paciente Rh 
negativo. Se o resultado for negativo, repetir o teste na 28ª e 34ª semana de gestação. SE 
permanecer negativo ou com titulagem menor que 1: 16, a gestante deverá ser mantida até o 
termo. Se o resultado for positivo na primeira consulta, nos casos em que a paciente está 
sensibilizada, repetir o teste a cada duas semanas a partir da 28a semana. Se a titulagem for 
igualou superior a 1 : 32, providenciar hospitalização desta paciente. Se o resultado do teste de 
Coombs for positivo no líquido amniótico, isto significa aumento de risco para o feto e quanto 
mais alto a titulagem pior será o prognóstico para o feto. 
No puerpério o teste solicitado é o Coombs direto, que tem a mesma finalidade de verificar se a 
Puérpera está ou não sensibilizado pelo fator Rh. 
 
07. Resposta

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.