A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
32 pág.
06   Enfermagem Materno infantil

Pré-visualização | Página 8 de 10

ou 
consulta de morbidade. Durante a consulta, a avaliação é feita utilizando-se de gráficos de 
crescimento, observação, histórico do desenvolvimento, além de levantamento e atendimento 
às preocupações dos pais. Em cima desses fatores levantados deve-se realizar educação em 
saúde. 
 
59. Resposta A 
A função respiratória normal depende do desenvolvimento pulmonar e da produção adequada 
de surfactante. O surfactante é uma lipoproteína que reveste os alvéolos e diminui a tensão 
superficial, evitando o colapso dos alvéolos e diminuindo o esforço da respiração. Os lactentes 
prematuros nascem antes que possam produzir quantidades suficientes dessa lipoproteína. O 
feto predisposto à síndrome do desconforto respiratório deve fazer um perfil pulmonar do 
líquido amniótico para determinar a maturidade pulmonar. Os testes específicos são ensaio 
polarizado de fluorescência automatizado (com aparelho TDX) para avaliação rápida da relação 
entre lecitina e esfingomielina. A relação L/E normal é de 2: 1, indicando maturidade pulmonar; 
se a mãe for diabética, essa relação é de 3:1. 
 
60. Resposta C 
O cefalematoma diferencia-se dos traumatismos ocorridos durante o trabalho de parto com a 
apresentação de vértice pela localização e profundidade do trauma, portanto é uma lesão em 
que a região subperióstea está envolvida, além do tecido celular subcutâneo. 
 
61. Resposta D 
O pai par obstétrico que objetiva reconhecer a situação fetal intra-uterina, a sua apresentação e 
a sua posição define-se em duas técnicas, uma francesa descrita por Pinard e outra bastante 
utilizada, descrita pelo alemão Leopold-Zwieffel, sendo a manobra reconhecida pelo seu nome. 
 
62. Resposta B 
A incompatibilidade sangüínea é um problema que acomete a mulher grávida quando é Rh 
negativo, e como a incompatibilidade é intramãe, o feto conseqüentemente é Rh positivo. Pela 
ausência materna desta característica, o pai é Rh positivo. A detecção precoce da 
incompatibilidade permite a prevenção de transtorno para o feto na gravidez atual e futura. 
 
63. Resposta A 
A secreção de prolactina, hormônio essencial para a lactação, é inibida pela dopamina e 
estimulada pelo hormônio da tireóide. O excesso de prolactina tem muitas causas. A deficiência 
de prolactina manifesta-se pela incapacidade de lactação, que pode constituir o primeiro sinal 
de pan-hipopituiarismo. Quando existe deficiência de prolactina, é necessário efetuar uma 
avaliação dos outros hormônios hipofisários. 
A infusão da ocitocina funciona exatamente como o hormônio endógeno natural produzido pela 
glândula hipófise posterior, ou seja, estima as contrações uterinas. Esse efeito ocitócito é mais 
intenso na gestação a termo. A potência da ocitocina impede sua utilização em várias 
condições. As condições da paciente podem melhorar as possibilidades para o parto vaginal 
normal e evolução materno-fetal favorável. 
 
64. Resposta D 
As fontanelas são junções dos ossos cranianos que podem ser palpados como pontos moles 
da cabeça do neonato. Elas talvez sejam menores, imediatamente após o parto, do que alguns 
dias depois, devido ao cavalgamento dos ossos. Constituem importantes pontos de referência 
para o diagnóstico da posição fetal e da evolução do trabalho de parto. 
A principal fontanela é denominada bregmática, é a fontanela anterior e tem o formato de 
diamante, localiza-se na junção dos dois parietais e dos frontais. Ela fecha, por volta dos 12 a 
18 meses de idade. 
 
65. Resposta C 
Para conhecermos a data provável do parto (DPP) precisamos conhecer a data da última 
menstruação (DUM) da cliente, para sabermos em que trimestre a gestação se encontra. 
 1º trimestre – abaixo de 13 semanas 
 2º trimestre – entre 14 e 27 semanas 
 3º trimestre – acima de 28 semanas 
A gestação no ser humano dura cerca de 40 semanas (280 dias), sendo que o cálculo para o 
parto pode ser realizado pelo calendário obstétrico ou pela regra de Nagele: 
DUM = 29 de abril de 1999 
Régua de Negale = soma-se 7 dias, diminui 3 meses e acrescenta-se 1 ano 
 29/04/99 + 7 dias = 06/04/99 
 06/04/99 - 3 meses = 06/01/99 
 06/01/99 + 1 ano = 6/01/00 
DPP = 06 de janeiro de 2000 Citaremos outro exemplo: 
Em outra cliente com a DUM de 07 de janeiro de 2001 
 07/01/01 + 7 dias = 14/01/01 
 14/01/01 - 3 meses = 14/10/00 (observar que o ano retrocedeu) 
 14/10/00 + 1 ano = 14/10/01 
DPP = 14 de outubro de 2001 
 
66. Resposta B 
O cloasma gravídico consiste na hiperpigmentação da face pela estimulação endócrina do 
melanócito. A proteção da pele quanto à exposição solar diminui a possibilidade de 
escurecimento cutâneo. 
 
67. Resposta E 
Os sinais que configuram o aparecimento da doença hipertensiva específica da gravidez 
(toxemia gravídica) são fundamentais na sua identificação precoce. A enfermeira, em especial 
a pré-natalista, deve estar atenta às alterações da pesquisa de elementos anormais na urina 
(proteína), à presença do edema e à alteração da curva pressórica que caracteriza sua 
elevação. 
 
68. Resposta A 
Diabetes melito é um distúrbio do metabolismo dos carboidratos, das proteínas e das gorduras. 
Essa doença resulta da secreção ou utilização anormal da insulina e pode caracterizar-se por 
hiperglicemia em jejum e redução da tolerância à glicose. Como a gravidez agrava o estresse 
imposto ao metabolismo dos carboidartos, na verdade isso pode desencadear a doença. 
Diabete gestacional é uma condição que inclui intolerância à glicose, seja induzida pela 
gravidez ou detectada durante a gestação. Durante a gravidez, a paciente diabética corre maior 
risco de desenvolver infecções mais graves e freqüentes, hipertensão induzida pela gravidez, 
descolamento prematuro de placenta, abortamento espontâneo, poliidrâmnio, distocia e lesões 
vaginais causadas pelo nascimento de um feto macrossâmico (Iactentes grandes para a idade 
gestacional (GIG), hemorragia puerperal e morte). 
 
69. Resposta D 
Gravidez ectópica é a implantação do ovo fertilizado fora da cavidade uterina. A localização 
mais comum dessa implantação é a trompa de Falópio, em geral do lado direito. Outros locais 
possíveis são interstício, ligamento tubo-ovariano, ovário, cavidade abdominal e orifício cervical 
externo. Qualquer condição que impeça ou evite a passagem do ovo fertilizado do ovário pelas 
trompas de Falópio até chegar ao útero pode causar gravidez ectópica. Essas condições são: 
endossalpingite, doenças inflamatórias pélvicas, divertículos, aderências, tumores, cirurgia 
tubária, fatores dispositivos intra-uterino, doenças sexualmente transmissíveis ou abortamento 
induzido. 
 
70. Resposta A 
O cordão umbilical apresenta duas artérias e uma veia na superfície de corte: as artérias são 
estruturas papulares com luzes menores, a veia é mais calibrosa e tem paredes mais finas. 
 
71. Resposta B 
Puerpério - entende-se do momento em que se conclui o terceiro estágio do trabalho de parto 
até seis semanas após o nascimento. Durante esse período, as alterações anatômicas e 
funcionais da gravidez regridem. A assistência ao puerpério tem como objetivo monitorar essas 
alterações, atenuar o desconforto associado e evitar as condições que podem acarretar 
morbidade e mortalidade para a mãe, tais como hemorragia, doença trambólica e infecção. 
 
72. Resposta D 
O sistema de graduação de Apgar é um método que possibilita a avaliação imediata das 
condições cardiopulmonares e neurológicas do lactente. Essa avaliação é realizada de 1 a 5 
minutos após o nascimento e repetida a cada 5 minutos, até que as condições do bebê estejam 
estáveis. 
Sinal 0 1 2 
Freqüência cardíaca Ausente Lenta (<100 bpm) > 100 bpm 
Esforço respiratório Ausente Lento ou irregular Choro forte 
Tônus muscular Flácido/ mole

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.