Iniciação   Viagem Astral
351 pág.

Iniciação Viagem Astral


DisciplinaProjeciologia13 materiais25 seguidores
Pré-visualização50 páginas
Iniciação 
VIAGEM ASTRAL 
João Nunes Maia 
Lancellin 
João Nunes Maia 
Lancellin 
 2 \u2013 (Lancellin) João Nunes Maia 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
INICIAÇÃO - VIAGEM ASTRAL 
 
Ditado pelo Espírito: 
Lancellin 
 
Psicografado por: 
João Nunes Maia 
 
Publicação original: 
Editora Fonte Viva 
 
www.luzespirita.org.br 
 
© 2011 \u2013 Brasil 
 
3 \u2013 INICIAÇÃO - VIAGEM ASTRAL 
 
 
 
Conteúdo 
 
Agradecimento - pag. 5 
 
Prefácio - pag. 6 
 
Introdução - pag. 8 
 
1ª Parte 
Viagem Astral - pag. 12 
A Alma em preparo - pag. 15 
O primeiro céu - pag. 17 
Os sonhos - pag. 20 
Língua de luz - pag. 24 
O primeiro passo - pag. 26 
Pesquisa - pag. 29 
A seleção - pag. 31 
Os dois doadores - pag. 33 
À procura de alguém - pag. 35 
A Terra - pag. 37 
Primeiro encontro - pag. 39 
Começo - pag. 42 
Miramez - pag. 44 
Kahena - pag. 49 
Abílio - pag. 50 
Fernando - pag. 56 
Celes - pag. 58 
Galeno - pag. 62 
Lancellin - pag. 64 
 
 4 \u2013 (Lancellin) João Nunes Maia 
 
 
 
 
 
 
 
 
2ª Parte 
Regras no labor do bem - pag. 67 
Oração - pag. 68 
Reunindo aprendizes - pag. 70 
Saída do corpo - pag. 75 
Aprendizado - pag. 81 
Experiências - pag. 91 
Coletando dados - pag. 101 
Buscando entendimentos - pag. 114 
Refazendo forças - pag. 126 
Autoaprimoramento - pag. 134 
Educando sempre - pag. 148 
Jesus é o Mestre - pag. 136 
Escola divina - pag. 180 
A dor é um anjo - pag. 195 
Amor é vida - pag. 212 
Valores imortais - pag. 229 
Aprimorando ideias - pag. 242 
Consultando consciências - pag. 256 
Ajudando sempre - pag. 273 
Ouvindo casos - pag. 289 
Abrindo portas - pag. 303 
Estendendo luzes - pag. 314 
Nosso próximo - pag. 331 
Mistagogia - pag. 350 
5 \u2013 INICIAÇÃO - VIAGEM ASTRAL 
 
 
 
AGRADECIMENTO 
 
 
Talvez incontáveis para nós sejam as áreas de labor evolutivo existentes na 
seara do Mestre, que provavelmente abrangem todo o Universo. 
Assim é que, no estágio em que se encontra a humanidade, destacam-se os 
Espíritos que já apresentam sintomas de tendências para o bem, para os quais a Excelsa 
Justiça não deixaria de oferecer oportunidades de trabalho que lhes apressassem a 
caminhada. Obviamente, esse trabalho deveria ser concedido em situações condizentes 
com os compromissos mais emergentes de cada um. 
Na análise da importância das oportunidades concedidas aos personagens 
deste livro, é que nos incluímos como beneficiados privilegiados, portadores também de 
condições caracterizadas, atuando, provavelmente, onde gritam mais alto os nossos 
compromissos perante a Lei Maior. 
Sentimo-nos honrados e agradecidos por estarmos incluídos no setor 
responsável pela divulgação da Doutrina dos Espíritos, ainda que como modestos 
aprendizes daqueles que já vêm, de longa data, trazendo nos ombros a responsabilidade 
de fazer chegar a todas as criaturas as benesses da Boa Nova e a luz da Doutrina da 
Verdade. 
Dessa forma conscientizados, cedemos ao impulso de externar o nosso 
agradecimento a todos que, com a sua participação e confiança, nos facilitam uma 
atuação neste campo abençoado do livro espírita. 
A Editora 
 6 \u2013 (Lancellin) João Nunes Maia 
 
 
 
PREFÁCIO 
 
 
A palavra iniciação lembra-nos, de imediato, os grandes iniciados. Faz-nos 
recordar e visualizar os grandes homens que legaram traços de luz para a humanidade 
através da conduta do dia-a-dia. A força do exemplo é como que uma energia circulante, 
capaz de acordar os cépticos e fazer andar os que dormem; levantar os caídos pela 
desilusão e alegrar os tristes. A concha evolutiva em que estamos presos torna difícil 
realizar o empenho do coração em ingressar nas hostes dos benfeitores maiores da 
espiritualidade; requer, de todos nós, tempo e um esforço maior em todas as direções 
que conhecemos, em se tratando de educação, disciplina e amor. 
Querer alistar-se nessa escola de grandeza espiritual é a pretensão de muitos, 
todavia, poucos conseguem respirar em meio a tantas contradições, com o mesmo 
sorriso de alegria, por estar subindo verticalmente, sonhando na Terra com a libertação. 
O iniciado, nos dias em que vivemos no calendário da Terra, deve procurar ser um 
super-homem, aquele que se expressa com sensatez na sequência dos dias, 
exemplificando as virtudes anunciadas pelos Maiores e projetando outros meios de 
concordâncias para o equilíbrio da vida e dos corpos que a Criação lhe empresta para 
evoluir no campo imenso da existência. 
O iniciado nos segredos da natureza e no complexo estupendo, onde o amor se 
divide para ser entendido pelos homens, encontra a solução ou a explicação para tudo o 
que ocorre no mundo externo e interno em que vive. Ele começa a conhecer os caminhos 
por onde deve trilhar, com o máximo de cuidado e equilíbrio. 
O aluno do Bem já purificou a sua mente de maneira que não é dado a 
pensamentos negativos, por ser conhecedor dos desastres que as ideias pesadas lhe 
causam, no macro e no micro universo que se interligam e que registram todos os seus 
sentimentos, devolvendo para o seu uso, o que neles foi escrito com o lápis da vida. 
A caridade verdadeira deve ocupar as duas esferas de vida: se doas um pão, 
não te esqueças da palavra de estímulo a quem recebe, sobre os meios de adquirir o seu 
sustento, sem permitir que tuas palavras possam parecer ofensivas. Se és refinado em 
provérbios que educam e instruem as criaturas, não te demores em compridas teorias; 
alcança sem delongas o objetivo e esforça-te para viver o que falas aos outros. 
Se a vaidade te incomoda, querendo mostrar tudo que fazes de bom aos 
semelhantes, não te demores muito tempo nesse ambiente falso e inverte o interesse, 
vendo o que de melhor os outros estão fazendo. Educa-te por dentro, que a atmosfera de 
fora executará as mudanças externas. Toda subida pede conhecimento e todo 
conhecimento requer amor. 
O corpo físico e os corpos sutis que o interpenetram são instrumentos que 
7 \u2013 INICIAÇÃO - VIAGEM ASTRAL 
 
 
esperam da alma pensamentos puros, para orquestração elevada, sensibilizando todos 
os sentidos em refinadas melodias, onde a harmonia se assenta como base a sustentar a 
tranquilidade imperturbável. 
Não deves iludir-te com facilidade apropriada aos incautos e aos néscios, 
buscando por a mão no salário a que fizeste jus; o desprendimento é fato nobre, que 
alegra aos anjos, mas, para ser verdadeiro, deve acompanhar a conduta moral nos 
contatos que muitas vezes surgirão em tua existência. 
A iniciação não é somente conhecer; o conhecimento completo está na prática. 
O aluno de medicina escuta nas aulas o verbo fluente do mestre mas, depois, vai ao pé do 
leito confirmar o que ouviu. 
Se gostas somente de teoria e te sentes bem nisso, não prossigas com esta 
leitura: fecha este livro e vai sonhar, até alguém bater de novo à tua porta. Precisamos de 
mãos esclarecidas que operem sem murmúrios. Existem escolas filosóficas que dão as 
diretrizes para que seus seguidores atinjam a libertação, esquecendo-se, entretanto, da 
dosagem dos ensinamentos, o que leva seus discípulos ao fanatismo e ao proselitismo. 
Onde fica o equilíbrio indispensável à solidez do trabalho? E a sensatez que direciona 
esse trabalho no sentido da evolução? Toda prática espiritual, todo desenvolvimento 
psíquico, busca por sintonia o silêncio. 
O iniciado deve procurar ser um homem perfeito em todos os aspectos da vida 
que, se ofendido, não ofende: esquece. Se maltratado, não revida; ajuda a todos em seu 
caminho. 
Começa examinando hoje mesmo o que tens feito na vida e da vida que Deus te 
deu. O que tiver que ser