A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
17 pág.
questões para Direito Civil II

Pré-visualização | Página 1 de 7

Ocorrendo várias cessões do mesmo crédito, prevalece a que
Afor feita em primeiro lugar.
Bfor feita por escritura pública.
Cse completar com a tradição do título do crédito cedido.
Dfor feita por último.
Eabranger todos os seus acessórios.
A respeito da cessão de crédito, analise as afirmativas a seguir:
I. O devedor pode opor ao cessionário as exceções que tinha contra o cedente no momento em que veio a ter conhecimento da cessão. 
II. Na cessão de crédito por título oneroso, ainda que não se responsabilize, o cedente fica responsável ao cessionário pela existência do crédito ao tempo em que lhe cedeu. 
III. A cessão de crédito apenas é eficaz em relação ao devedor quando a este notificada ou quando o devedor se declarar ciente da cessão por meio de escrito público ou particular
Assinale:
Ase somente a afirmativa I estiver correta.
Bse somente a afirmativa II estiver correta.
Cse somente as afirmativas I e II estiverem corretas.
Dse somente as afirmativas II e III estiverem corretas.
Ese todas as afirmativas estiverem corretas.
C., brasileiro, solteiro, empresário que mantém relação de amizade com R., teve ciência de que o amigo estaria com dificuldades de quitar dívida com J., no valor de R$ 55.000,00 (cinquenta e cinco mil reais). Prestimoso, C. obteve de J. e de R. a devida aquiescência para assumir o pagamento da dívida. Concomitantemente, acordou verbalmente com R. que, no prazo de um ano, o mesmo realizaria o ressarcimento dos valores que C. tivesse reembolsado. Passado o ano, C. foi surpreendido com a negativa de pagamento dos valores expendidos. Procurou o credor originário que também não concordou em retomar o vínculo antigo com o devedor R.. Observada tal situação, à luz das normas do Código Civil, afirma-se que a(o)
Aassunção de dívidas que ocorreu é ato jurídico perfeito.
Bdívida pode ser reassumida pelo devedor originário, consentindo o credor unilateralmente.
Cnegativa de pagamento praticada pelo devedor originário permite o retorno ao estado anterior.
Dvício da vontade está caracterizado pela amizade existente.
Enegócio deve ser ratificado no prazo de um ano e conferido pelo devedor atual.
A respeito da cessão de crédito, é INCORRETO afirmar:
AO devedor pode opor ao cessionário as exceções que lhe competirem, bem como as que, no momento em que veio a ter conhecimento da cessão, tinha contra o cedente.
BNa cessão de um crédito, salvo disposição em contrário, abrangem-se todos os seus acessórios.
CIndependentemente do conhecimento da cessão pelo devedor, pode o cessionário exercer os atos conservatórios do direito cedido.
DOcorrendo várias cessões do mesmo crédito, prevalece a que se completar com a tradição do título de crédito cedido.
ESalvo estipulação em contrário, o cedente responde pela solvência do devedor.
Uma determinada dívida é garantida por três fiadores. Caso ela não seja paga, cada fiador ficará responsável pelo pagamento
Ada dívida, na proporção de sua renda mensal em relação ao total da renda mensal de todos os fiadores.
Bde 1/3 da dívida, independentemente do que dispuser o contrato de fiança.
Cdo total da dívida, independentemente do que dispuser o contrato de fiança.
Dda dívida, na proporção que estiver fixada no contrato de fiança.
Eda dívida, na proporção de seu patrimônio em relação ao total do patrimônio de todos os fiadores.
De acordo com o Código Civil brasileiro, em regra, o terceiro não interessado, que paga dívida antes do seu vencimento, em seu próprio nome,
Anão tem direito a reembolsar-se do que pagou porque adimpliu em seu próprio nome.
Bquando do vencimento da obrigação, tem direito a reembolsar-se do que pagou mas não se sub-roga nos direitos do credor.
Cnão tem direito a reembolsar-se do que pagou porque não é terceiro interessado no adimplemento da obrigação.
Dquando do vencimento da obrigação, tem direito a reembolsar-se do que pagou e sempre se sub-roga nos direitos do credor.
Eassim que ocorre o adimplemento da obrigação, independente do vencimento, tem direito a reembolsar-se do que pagou e se sub-roga nos direitos do credor.
De acordo com o Código Civil brasileiro, com relação à Assunção de Dívida, é correto afirmar:
AO novo devedor pode opor ao credor as exceções pessoais que competiam ao devedor primitivo.
BÉ facultado a terceiro assumir a obrigação do devedor, com o consentimento do credor, ficando, em qualquer hipótese, o devedor primitivo coobrigado.
CEm regra, se a substituição do devedor vier a ser anulada, restaura-se o débito sem todas as suas garantias, por expressa determinação legal.
DQualquer das partes pode assinar prazo ao credor para que consinta na assunção da dívida, interpretando- se o seu silêncio como recusa.
EEm regra, com a assunção da dívida, as garantias especiais, dadas originariamente pelo devedor primitivo, não serão extintas.
A respeito da cessão de crédito, é correto afirmar que
Ao cessionário de crédito hipotecário não tem o direito de fazer averbar a cessão no registro de imóveis.
Bo cedente responde sempre, com ou sem estipulação contratual, pela solvência do devedor.
Ca cessão do crédito tem eficácia em relação ao devedor independentemente de qualquer notificação nesse sentido ou declaração de ciência da cessão feita por parte dele.
Da cessão de um crédito nunca abrange todos os seus acessórios, devendo, para tanto, tal circunstância estar expressa no instrumento da cessão.
Eocorrendo várias cessões do mesmo crédito, prevalece a que se completar com a tradição do título do crédito cedido.
Mévio e Tácio, maiores e absolutamente capazes, estipulam negócio em que o primeiro se compromete a entregar um móvel cujas características foram apresentadas em desenho entregue pelo segundo, com prazo de entrega de trinta dias e preço ajustado de R$ 5.000,00. Findo o prazo, o bem não é entregue ao credor. Buscando a conciliação, as partes contratantes ajustam a extinção da relação jurídica anterior, estabelecendo que Tácio pagaria a Mévio a quantia de R$ 4.000,00, em dez parcelas mensais e de igual valor, e Mévio entregaria o móvel, objeto do desenho entregue anteriormente, e duas cadeiras de madeira de lei. Diante de tais circunstâncias, verifica-se que
Aa descrição dos fatos indica que houve novação.
Bnão se trata de novação pela ausência de palavras sacramentais.
Chouve apenas a confirmação da obrigação originária.
Do parcelamento descaracteriza a novação.
Ea mudança da prestação é vedada pelo instituto da novação.
A diretoria do Banco Super S/A, com o objetivo de adequar o seu balanço às regras internacionais, resolve ceder diversos créditos de difícil recuperação a empresas especializadas em cobrança. Nessa trilha, cedeu o crédito da Empresa X Ltda. à Empresa Z Ltda. O devedor não foi comunicado do ato e somente teve ciência da situação quando recebeu, em sua sede, carta de cobrança, indicando a origem da dívida. 
Nessa perspectiva, à luz da legislação, entende-se que o(a)
Acrédito pode ser cedido pelo credor, desde que não haja proibição legal ou a convencionada, não importando a natureza da obrigação.
Bcessionário de boa-fé pode ser obstado por cláusula proibitiva de cessão.
Cciência do devedor, quanto à cessão, poderá ocorrer por publicação em meio de comunicação.
Dcessão do crédito não abrange os acessórios, como regra geral.
Ecessão de crédito não tem efeito em relação ao devedor caso o mesmo não tenha sido notificado.
Assinale a alternativa correta: I. Na cessão por título oneroso, o cedente fica responsável perante o cessionário pela existência do crédito ao tempo em que lhe cedeu. Todavia, salvo estipulação em contrário, o cedente não responde pela solvência do devedor. A cessão de crédito não tem eficácia em relação ao devedor, senão quando a este notificada; mas por notificado se tem o devedor que, em escrito público ou particular, se declarou ciente da cessão feita. II. O contrato de transporte de pessoas é aquele em que o transportador se obriga a remover uma pessoa e sua bagagem de um local a outro mediante  remuneração. O transportador

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.