A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
34 pág.
TRATAMENTO EM CÃES E GATOS COM DERMATITE ALÉRGICA POR PICADA DE PULGA

Pré-visualização | Página 5 de 7

pulgas e 
carrapatos (WHITE, et al., 2017) 
 
 
2.8. Controle de ectoparasitas no ambiente 
 
O tratamento adequado da DAPP deve ser baseado principalmente no 
controle ambiental das pulgas. Sendo assim, é necessário prevenir as reinfestações 
24 
 
nas instalações em que o animal vive. Isso é importante pois apenas 5% das pulgas 
são adultas estão presentes no animal, o restante permanece na forma de ovos, 
larvas e pupas (Figura 2) (MENDONÇA, 2007; IHRKE, 2008; DRYDEN. et al., 2013). 
 
 
Figura 4 - Distribuição de pulgas presente no ambiente 
Fonte: www.merial.com.br 
 
Os ambientes internos devem ser tratados com inseticidas e reguladores de 
crescimento e os ambientes externos com inseticidas ou produtos biológicos. Esse 
controle deve ser realizado durante todo o ano em climas mais quentes (HNILICA, 
2012). 
Para um efetivo controle ambiental é necessário que além de inseticidas seja 
realizada a lavagem semanal de camas do animal, junto com a limpeza e aspiração 
de carpetes, almofadas, moveis e tapetes (BRANDÃO, 2004; BLAGBURN; 
DRYDEN, 2009). 
Alguns destes produtos podem causar reações adversas graves, por isso 
devem ser manuseados e aplicados corretamente de acordo com as 
recomendações do fabricante. Os efeitos adversos mais comuns causados por 
piretrinas e piretróides são a depressão, hipersalivação, tremores musculares, 
ataxia, êmese, anorexia e dispneia. Já os organofosforados causam epífora, 
hipersalivação, micção e defecação frequentes, êmese, diarreia, febre, tremores 
musculares, miose, convulsões, coma e morte (HANSEN; CURRY- GALVIN, 2005; 
KUHL; GREEK, 2005). 
 
25 
 
3. MATERIAL E MÉTODOS 
 
 
 
 
Com a intenção de adquirir mais conhecimento sobre o tema, os materiais e 
métodos utilizados foram baseados em pesquisas, através de livros da biblioteca da 
Faculdade de Ciências Sociais e Agrárias de Itapeva, como dermatologia de 
pequenos animais, dermatologia para o clinico de pequenos animais e dermatologia 
em pequenos animais, bem como o auxílio da internet para pesquisas de artigos 
científicos em revistas eletrônicas conceituadas como Scientific Electronic Library 
Online (SciELO), PubMed e Google Acadêmico. As análises e discussão foram 
obtidas por artigos científicos de tratamentos mais atualizados. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
26 
 
4. DISCUSSÃO 
 
 
 
 
Younga et al., (2004) e Blagburg & Dryden (2009) concordam que a 
formulação de fipronil 10% em combinação com metoperene 9% “spot- on”, tem 95% 
de eficácia nos cães infestados por pulgas e possui ação por até cinco semanas 
contra ovos e larvas de Ctenocephalides felis felis. 
 Já Fankhauser et al., (2015) descreveram que o fipronil em combinação com 
permetrina tem propriedades ainda melhores, com ação acaricida e inseticida, pois o 
fipronil causa a morte por hiperexcitabilidade e a permetrina atua rapidamente sobre 
os gânglios cerebrais. Entretanto, esta associação tem duração de apenas quatro 
semanas, mas com a vantagem de que os animais podem ter contato com água. 
Segundo Six et al., (2016) o sorolaner, apresenta excelente eficácia mesmo 
com uma única dose oral no período de 5 semanas. Entretanto, Fourie (2015) e 
Walther et al., (2014) afirmam que o fluralaner, também uma isoxazolina, tem ação 
ainda maior, até 12 semanas, com início da ação a partir de 1 hora após a 
administração oral, na dose de 25 mg/ kg de peso corporal. Contudo, Walther et al., 
(2014) discordam a respeito da dose, recomendando a dose de 56 mg/ kg sem 
observar nenhum efeito adverso, com ação por um período de 8 semanas. 
Kilp et al., (2014) recomendam a administração de fluralaner junto com o 
alimento, pois isso aumenta a sua biodisponibilidade. Walther et al., (2014) 
concordam que a administração em conjunto com o alimento resulta em uma maior 
exposição do fármaco, diferente dos animais tratados durante o jejum. 
Schenker et al., (2003) refere-se ao nitempiram como um auxílio para o 
tratamento de dapp. Já que o mesmo promove um alivio rápido ao paciente, 
retirando 100% das pulgas por um período de até 3 horas após a administração. 
Entretanto, Blagburn & Dryden (2009) relatam que a ação rápida do nitempiram é 
alcançada em um período de 1 hora após o início do tratamento. 
Franc & Bouhsira (2009) descreve que o spinosad possui ação rápida e 
sistêmica por 30 dias, com alta eficácia adulticida antes da produção de ovos, não 
27 
 
sendo afetada quando em contato com a água. Ihrke (2008) ressalta que não há 
desvantagens neste produto. 
Shanks et al., (2000) estabelecem que o uso de Selamectina na prevenção de 
infestações por pulgas, necessita de um controle adicional para assegurar o bem-
estar do animal. Franc & Yao (2006) avaliando as eficácias do fipronil em 
comparação com selamectina e do imidacloprid observou nos resultados obtidos que 
a selamectina tem apenas 85% de eficácia em comparação aos demais, justificando 
um complemento para o controle de pulgas. 
Patel & Fosythe (2010) e Guaguère & Bensignor (2005) dizem a respeito dos 
controladores ambientais que um dos controladores mais utilizados são as piretrinas, 
que devem sempre estar associado a um regulador de crescimento ou inibidor de 
crescimento de insetos, para atingir as fases de ovos e larvas. Ihrke (2008) 
concorda e ressalta que para impedir que ocorra reinfestações é necessária esta 
combinação em conjunto com a orientação ao proprietário do ciclo biológico da 
pulga. 
Kuhl & Greek (2005) relata que pode ser utilizado a nebulização ou spray com 
piretrinas, organofosforados e RCI ou IDI, para serem aplicados nas instalações 
como um controle interno em almofadas, camas ou tapetes, tornando a opção 
adequada e eficiente, com baixa toxidade e atividade repelente. Mas esse produto 
por apresentar um curto tempo de ação, necessita de uma nova reaplicação de 48- 
72 horas. 
Soriano (2006) cita que a limpeza ambiental de tapetes, camas e locais onde 
o animal dorme. Devem ser realizadas regularmente e inclusive com o uso de 
aspiradores de pó. Hnilica, (2011) afirma que a limpeza com o aspirador de pó deve 
ser feita a cada dois dias para melhor efeito. 
Macdonald (2005) descreve um outro produto para o ambiente interno de 
instalações, o poliborato de sódio, uma substancia eficaz, com atividades ovicida e 
larvicidas, com atividade residual de até 12 meses, após uma única aplicação. Tem 
um baixo risco de toxidade e é bastante seguro, sendo utilizados até mesmo em 
escolas, áreas para preparação de alimentos e enfermarias. 
 
 
 
28 
 
5. CONSIDERAÇÕES FINAIS 
 
 
 
 
As espécies de pulgas Ctenocephalides felis é a maior causadora de 
dermatite alérgica por picada de pulga, pois ela parasita um maior número de 
hospedeiros. Por este motivo é essencial que o controle seja feito não somente no 
animal, mas sim em todos os animais contactantes e do ambiente. 
O diagnóstico é baseado nos sinais clínicos, o histórico de pulgas e atrás da 
resposta ao tratamento controlando as pulgas no ambiente. Já que para um 
tratamento efetivo deve ser feita controle da pulga em todas as suas fases, visto que 
embora somente as pulgas adultas realizem a hematofagia, ovos e larvas estão 
presentes no ambiente e podem causar reinfestação no animal. É importante 
ressaltar que o maior número de ectoparasitas são encontrados no ambiente e não 
no animal parasitado. 
Para sucesso do tratamento é essencial que o proprietário seja informado 
sobre o ciclo de vida da pulga para que entenda que não haverá melhora sem 
controle ambiental adequado. Ele também deve ser orientado