Segurança Aula 5
22 pág.

Segurança Aula 5

Disciplina:Qsms - Qualidade, Segurança, Meio Ambiente e Saúde32 materiais91 seguidores
Pré-visualização2 páginas
18/09/2017

1

Técnico em Química

Segurança, Meio Ambiente e Saúde
Prof. Edil Lins
Aula 5

1

Temas
• NR‐6
• Primeiros Socorros
• Prevenção de combate a incêndios
• SGA‐ Sistema de Gestão ambiental

2

18/09/2017

2

HIGIENE OCUPACIONAL

A Higiene Industrial é o conjunto de ações
voltadas para o reconhecimento, a avaliação e o
controle dos fatores ambientais e tensões originados
do, ou, no local de trabalho que possam causar
doença, comprometimento da saúde e do bem estar ou
significativo desconforto e ineficiência entre os
trabalhadores (empregados, contratados, bolsistas e
estagiários).

Higiene ocupacional
É uma ciência voltada à prevenção

de riscos à saúde oriundos do
ambiente ou atividade profissional,

e de várias outras ciências para
atingir seu objetivo.

A exposição profissional a um dado
agente pode levar ao aparecimento
de uma doença que pode não ser

considerada profissional e até
mesmo não receber cuidados

médicos.

18/09/2017

3

O Higienista não deve preocupar-se
somente com doença graves, mas
também com pequenos desvios de

saúde e do bem estar, não
somente do trabalhador, mas

também de toda a comunidade na
qual a empresa e trabalhador estão

inseridos.

• Antecipação – identificar os potenciais de riscos e perigos à
saúde, antes que um determinado processo industrial seja
implementado ou modificado, ou que novos agentes geradores de
riscos sejam introduzidos no ambiente de trabalho.

• Reconhecimento – análise e observação do ambiente de trabalho
a fim de identificarmos os agentes existentes, os potenciais de
riscos a eles associados e qual a prioridade de avaliação ou controle
existe neste ambiente.
• Avaliação – Designa principalmente as medições e
monitorizações que serão conduzidas no ambiente de trabalho.

• Controle – Está associado a minimização ou eliminação dos
potenciais de exposição, antecipados, reconhecidos e avaliados no
ambiente de trabalho.

Princípio de Atuação

18/09/2017

4

O QUE É RISCO E O QUE É PERIGO?

PERIGO
Situação ou fonte

potencial de dano em
termos de acidentes
pessoais, doenças,

danos materiais e ao
meio ambiente de

trabalho, ou a
combinação dos

mesmos

RISCO
Combinação da
probabilidade e

gravidade
(Conseqüência) de

um determinado
evento (perigo)

ocorrer.

• Toxicologia – É a ciência que lida com as propriedades tóxicas
das substâncias.
• Toxicidade – É a capacidade de uma substância produzir efeitos
indesejáveis por alcançar certos órgãos do corpo, a determinadas
concentrações.
• Dose Letal – Dose de uma substância capaz de causar morte da
metade de uma população de animais de laboratório, pela
exposição por outra via que não inalatória.
• Concentração Letal – Concentração no ar capaz de causar a
morte da metade de uma população de animais numa duração de
tempo determinada.

Toxicologia

18/09/2017

5

• Relação Dose-Resposta – Produto da concentração (C) do agente
pela duração de tempo (T) da exposição ao mesmo.

• Vias de Penetração – As principais vias de penetração dos
agentes químicos no organismo são:
- Respiratórias;
- Cutânea;
- Digestiva.

• Tipos de Intoxicações – As intoxicações podem ser:
• Agudas: podem provocar alterações profundas no organismo em
curto espaço de tempo, por exposição a altas concentrações.
• Crônicas: podem produzir danos consideráveis ao organismo,
porém a longo prazo, por exposições contínuas a baixos níveis de
concentração.

Toxicologia

Tipos de Agentes Tóxicos:
A classificação dos agentes tóxicos segundo a ação sobre o
organismo.
Irritantes: devido a uma ação química ou corrosiva, têm a
propriedade de produzir inflamação nos tecidos com os
quais entram em contato. Atuam principalmente nas
mucosas das vias respiratórias, conjuntiva ocular, etc. Ex.:
amoniaco, cloro, ácido sulfúrico.

Asfixiantes: estas podem ser de dois tipos:
- Simples: não interferem nas funções do organismo, mas reduzem a
concentração de oxigênio no ar. Ex.: nitrogênio.
- Químicos: interferem no processo de absorção de oxigênio no
sangue ou nos tecidos. Ex.: monóxido de carbono.

Toxicologia

18/09/2017

6

Tipos de Agentes Tóxicos:
Classificação dos agentes tóxicos segundo a ação sobre o
organismo.

Narcóticos: ação depressiva sobre o sistema nervoso
central, produzindo efeito anestésico, após terem sido
absorvidos pelo sangue. Ex.: éter etílico, acetona.

Intoxicantes Sistêmicos: são compostos que podem
causar tanto intoxicações agudas quanto crônicas em
sistemas do organismo.

Toxicologia

Tipos de Agentes Tóxicos:
Toxicologia

Material Particulado: são compostos sólidos que se
mantêm em suspensão e podem causar efeitos
nocivos.
 Poeiras produtoras de fibrose;
 Poeiras Inertes
 Partículas
alergizantes e
irritantes.

18/09/2017

7

Fatores Desencadeantes de Doenças ou de danos à Saúde

 Tempo de exposição
 Susceptibilidade do indivíduo
 Concentração ou intensidade
 Forma do agente
 Falta de manutenção nas máquinas e equipamentos
 Falta de sinalização
 Falta de treinamento
 Desconhecimento dos riscos
 Falta de equipamentos de proteção
 Inobservância das normas de segurança.

RISCOS AMBIENTAIS

Conceitos
Classificação do Riscos

 Agentes Físicos

 Agentes Químicos

 Agentes Biológicos

 Agentes Ergonômicos

 Agentes de Acidentes

18/09/2017

8

Agentes Agressivos à Saúde e suas Conseqüências

Agentes Físicos – Conceitos e Conseqüências

Ruído: Barulho ou som indesejável produzidos por
máquinas, equipamentos ou processos.

Efeitos à Audição

Sensação de Zumbido

Surdez Temporária

Ruptura do Tímpano

Surdez Permanente

Agentes Agressivos à Saúde e suas Consequências

Ruído
Efeitos no Trabalho

Problemas na comunicação
Baixa concentração

Desconforto

Cansaço

Nervosismo

Diminuição da produtividade

18/09/2017

9

Agentes Agressivos à Saúde e suas Consequências

Ruído
Efeitos ao Organismo

Aumento da pressão
arterial

Ansiedade e tensão

Insônia

Alterações menstruais

Impotência sexual

Desequilíbrio emocional

Contração dos músculos

Estreitamento dos vasos
sangüíneos

Agentes Agressivos à Saúde e suas Conseqüências

Vibrações

Vibrações Mecânicas: São oscilações, tremores,
balanços, movimentos vibratórios e trepidações
produzidas por máquinas e equipamentos.

Vibrações Localizadas

Alterações Neuro-Vasculares

Problemas nas Articulações

Osteoporose

18/09/2017

10

Agentes Agressivos à Saúde e suas Conseqüências

Vibrações

Vibrações de Corpo Inteiro

Problemas na coluna vertebral

Dores lombares

Lesões nos rins

Agentes Agressivos à Saúde e suas Conseqüências

Temperaturas Extremas

São condições térmicas rigorosas
bastante diferentes daquelas a que o
organismo humano está
habitualmente submetido, onde o
trabalhador realiza suas atividades
profissionais.

18/09/2017

11

Agentes Agressivos à Saúde e suas Conseqüências

Temperaturas Extremas

Calor Intenso
Insolação

Prostração Térmica

Desidratação

Queimaduras

Câimbras do calor

Fadiga

Frio Intenso
Enregelamento dos

membros

Hipotermia

Ulcerações do frio

Agentes Agressivos à Saúde e suas Conseqüências

Pressões Anormais

Pressões Anormais: são as pressões a que estão
expostos trabalhadores que realizam suas atividades
abaixo ou acima do nível do mar.

Intoxicação pelo gás carbônico (CO2)

Embolia

18/09/2017

12

Agentes Agressivos à Saúde e suas Conseqüências

Radiações Ionizantes

Radiações Ionizantes: energia produzida por materiais
artificiais ou naturais que afetam gravemente o
organismo humano como: césio, cobalto, aparelhos de
RX, ultra-sonografia, irídio, etc..

Anemia

Câncer

Leucemia

Alterações