A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
15 pág.
Apol   Introdução à Sociologia do Trabalho

Pré-visualização | Página 1 de 2

Questão 1/5 - Sociologia do Trabalho
Leia o seguinte fragmento de texto:
“[...] a cooperativa de Mondragón, maior complexo cooperativo do mundo, é o exemplo vivo da viabilidade da economia solidária. Fundada em 1956, na cidade basca de Mondragón, Norte da Espanha, por iniciativa de José Maria Arizmendiarreta, a corporação combina cooperativas de produção industrial e de serviços comerciais e conta ainda com um banco cooperativo, uma cooperativa de seguro social e uma universidade”.
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: MORAIS, Edson Elias de et al. Propriedades coletivas: Cooperativismo e economia solidária no Brasil. Serviço Social e Sociedade, São Paulo, n. 105, p. 67-88, mar. 2011, p. 76. <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-66282011000100005>.  Acesso em 13 jun. 2018.
Conforme os conteúdos do livro-base Introdução à Sociologia do Trabalho sobre o cooperativismo, analise as seguintes afirmativas:
I. A noção de cooperativa apresenta uma alternativa ao modo de produção capitalista, já que se trata de um empreendimento coletivo, no qual a gestão e os lucros devem ser compartilhados.
II. Cooperativas têm como objetivo representar os interesses dos associados, com esse objetivo surgiu a primeira cooperativa brasileira no final do século XIX, composta por funcionários públicos.
III. Ainda que a ideia de cooperativa desenvolvida pelos chamados socialistas tópicos permita a constituição de um modelo alternativo ao modelo econômico capitalista, ela corre o risco permanente de ser absorvida pela lógica do capital, tornando-se uma empresa capitalista.
IV. As experiências pioneiras de cooperativas no Brasil foram iniciativas de funcionários públicos e profissionais liberais; apenas na década de 1970 surgiram as primeiras cooperativas rurais, incentivadas pelo Estado.
São corretas apenas as afirmativas:
	
	A
	I e II
	
	B
	I e III
	
	C
	I, II e III
	
	D
	I, II e IV
	
	E
	I e IV
Questão 2/5 - Sociologia do Trabalho
Leia o seguinte fragmento de texto: 
“As formulações teóricas de Karl Marx acerca da vida social, especialmente a análise que faz da sociedade capitalista e de sua superação, provocaram, desde o princípio, tamanho impacto nos meios intelectuais que, para alguns, grande parte da Sociologia ocidental tem sido uma tentativa incessante de corroborar ou de negar as questões por ele levantadas. Mas a relevância prática de sua obra não foi menor, servindo de inspiração àqueles envolvidos diretamente com a ação política”.  
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: QUINTANEIRO, TÂNIA. Um toque de clássicos: Marx, Durkheim e Weber. Belo Horizonte, UFMG, 2003. p. 25.
Conforme o dado fragmento de texto e os conteúdos do livro-base Introdução à Sociologia do Trabalho a respeito da teoria social formulada por Karl Marx, analise as seguintes asserções e marque V para as asserções verdadeiras e F para as asserções falsas.
I. (  ) Marx considera a primazia da sociedade política por considerar que nela operam relações concretas de trabalho. 
II.(  ) Marx foi fortemente influenciado pela dialética, traduzida pelos conceitos de tese, antítese e síntese.
III. (  ) Um dos principais objetivos de Marx foi compreender como o modo de produção capitalista operava.
Agora, marque a alternativa que apresenta a sequência correta:
	
	A
	V – V – V
	
	B
	V – V – F
	
	C
	F – F – V
	
	D
	F – V – V
	
	E
	V – F – F 
Questão 3/5 - Sociologia do Trabalho
Considere a seguinte citação:
“Certamente, todas as sociedades são compelidas a entrar em um ‘metabolismo com a natureza’, através do ‘trabalho’, e a organizar e estabilizar este metabolismo de forma tal que seu produto garanta a sobrevivência física de seus membros”.
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível. OFF, Claus. Trabalho: A categoria-chave da Sociologia? RBCS, São Paulo n.10, v. 4, p. 6-20, jun. 1989. p. 6.
Considerando essas informações e conforme os conteúdos do livro-base Introdução à Sociologia do Trabalho sobre a importância da categoria trabalho para o pensamento sociológico, é correto afirmar que:
	
	A
	O trabalho é uma categoria de apoio utilizada pelos sociólogos com o único
intuito de compreender as relações de classes.
	
	B
	O trabalho é uma categoria central do pensamento sociológico por
permitir a compreensão das relações sociais e de produção.
	
	C
	A categoria trabalho confere à Sociologia um status marcadamente e
exclusivamente marxista por se restringir à análise das forças produtivas.
	
	D
	A categoria trabalho é utilizada pelos sociólogos para auxiliar financeiramente as famílias de pessoas que trabalham nos setores públicos.
	
	E
	O trabalho é uma categoria sociológica que perdeu seu poder de síntese com a emergência de categorias ligadas ao neoliberalismo, como a globalização. 
Questão 4/5 - Sociologia do Trabalho
Observe o seguinte fragmento de texto:
“O conceito de relações sociais de produção refere-se às formas estabelecidas de distribuição dos meios de produção e do produto, e o tipo de divisão social do trabalho numa dada sociedade e em um período histórico determinado. Ele expressa o modo como os homens se organizam entre si para produzir; que formas existem naquela sociedade de apropriação de ferramentas, tecnologia, terra, fontes de matéria-prima e de energia, e eventualmente de trabalhadores”.
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: QUINTANEIRO, TÂNIA. Um toque de clássicos: Marx, Durkheim e Weber. Belo Horizonte, UFMG, 2003. p. 32,33.
Conforme os conteúdos do livro-base Introdução à Sociologia do Trabalho sobre os quatro tipos de alienação identificados pelo autor na obra de Marx, enumere, na ordem sequencial, as explicações que se relacionam a cada uma das seguintes alienações:  
Alienação do homem de sua própria espécie
Alienação do processo de produção
Alienação do produto do seu trabalho
Alienação da própria natureza humana
(  ) O trabalhador se aliena da sua capacidade criativa, o trabalho deixa de ser um fim para se tornar um meio.
(  ) O trabalhador se torna mercadoria a serviço da produção da mais-valia. Sua função é produzir lucro para outrem.
( ) O sistema de produção opera na lógica da concorrência e da competição, ocorre a perda da capacidade de socialização
(  ) O que é produzido, fruto do trabalho, pertence ao dono do capital e dos meios de produção
Agora, marque a alternativa que apresenta a sequência correta:
	
	A
	2 – 1 – 3 – 4
	
	B
	2 – 4 – 1 – 3
	
	C
	4 – 2 – 1 – 3
	
	D
	4 – 3 – 1 – 2
	
	E
	2 – 1 – 4 – 3
Questão 5/5 - Sociologia do Trabalho
Leia a seguinte informação:
“O Manifesto Comunista inicia-se com a afirmativa de que as classes sociais sempre se enfrentaram e mantiveram uma luta constante, velada umas vezes e noutras franca e aberta; luta que terminou sempre com a transformação revolucionária de toda a sociedade ou pelo colapso das classes em luta. Portanto, a história das sociedades cuja estrutura produtiva baseia-se na apropriação privada dos meios de produção pode ser descrita como a história das lutas de classes”.
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: QUINTANEIRO, TÂNIA. Um toque de clássicos: Marx, Durkheim e Weber. Belo Horizonte, UFMG, 2003. p. 41.
Considerando o dado fragmento de texto e conforme os conteúdos do livro-base Introdução à Sociologia do Trabalho a respeito do Manifesto Comunista escrito por Marx e Engels, analise as seguintes afirmativas e marque V para as asserções verdadeiras e F para as asserções falsas.
I.  ( ) No referido Manifesto, a implantação de um regime socialista aparece como sendo a superação da propriedade privada e da luta de classes.
II. ( ) No início do Manifesto Comunista, Marx e Engels tecem elogios ao capitalismo, por considerá-lo uma expressão do desenvolvimento.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.