programação de materiais

Disciplina:Administração de Estoque e Compras245 materiais878 seguidores
Pré-visualização1 página
UNIVERSIDADE LUTERANA DO BRASIL
 CACHOEIRA DO SUL

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

Administração de Estoque e Compras

Síntese capítulo 4
Programação de Materiais

Componentes do Grupo: Cleverton Santos de Freitas, Diéssica Vaz Gonçalves, Guilherme Rehbein Mendes da Silva, João Roberto de Freitas Bauer, Luis Gustavo Ferreira.

Cachoeira do Sul, RS, agosto de 2018.

	

 UNIVERSIDADE LUTERANA DO BRASIL
 CACHOEIRA DO SUL

Curso de Administração

Síntese capítulo 4
Programação de Materiais

Professor : Ms. Gilmar Luiz Colombelli

Agosto/2018

Objetivos do tema sugerido

Descrever os principais aspectos abrangidos pela programação de materiais e suas particularidades.
Abordar o conceito de PCP e suas fases.
Destacar os pontos principais do tema sugerido, como o projeto de produção, o planejamento e a coleta de informação.
Descrever a formulação do plano de produção, implementação e execução do mesmo.
Destacar os tipos de controle abordados no presente capítulo.

SÍNTESE
Conceito de PCP
É o órgão que planeja e controla as atividades produtivas da empresa. Se a empresa é produtora de bens ou mercadorias, o PCP planeja e controla a produção dos mesmos. Se a empresa é produtora de serviços, o PCP planeja e controla a produção desses serviços. O PCP está intimamente ligado ao sistema de produção que a empresa adota, sendo afetado pela descontinuidade da produção por encomenda e alcançando a sua máxima regularidade na produção contínua.

Fases do PCP
O PCP funciona como um centro de processamento de informações sobre a produção, recolhendo dados e processando informações que terão grande importância nas decisões tomadas na coordenação da produção. O PCP atua em quatro fases: Projeto de Produção; Coleta de Informações; Planejamento da produção e Controle da produção

Projeto de Produção
Primeira fase do planejamento e controle da produção. Procura definir como o sistema de produção deverá funcionar e quais suas dimensões, estabelecendo desta forma os parâmetros básicos do PCP. É relativamente permanente e sofre poucas mudanças com o tempo. Fundamenta-se em três aspectos do sistema produtivo:
Máquinas e equipamentos: estrutura utilizada na produção, visando aliviar a capacidade de trabalho.
Pessoal disponível: efetivo de pessoas e cargos em cada departamento.
Materiais necessários: volume de estoque e procedimento de requisição de materiais.

Coleta de Informações
Segunda fase do PCP, é o detalhamento e quantificação da primeira fase, proporcionando desta forma subsídios para a montagem do plano de produção (PP). Após a realização da primeira e segunda fase, pode-se dar início a terceira fase, que corresponde ao planejamento da produção.

Planejamento da produção
O planejamento da produção é a terceira fase do planejamento e controle da produção, o PP estabelece a capacidade de produção e previsão de vendas da empresa, tornando compatíveis a eficácia e a eficiência, através de vias e processos produtivos em um sistema como um todo.
O planejamento da produção segue três etapas: formulação, implementação e execução

Plano de produção
Representa o que a empresa quer produzir dentro de um período de tempo. Existem três sistemas possíveis. A elaboração do plano de produção depende do sistema escolhido. Podendo ser:
Produção sob encomenda: o plano depende do pedido do cliente.
Produção em lotes e produção contínua: nestes dois sistemas o plano de produção é função da previsão de vendas, que estima o volume de vendas pretendido em um determinado período de tempo.
O plano de produção adotado, deve estipular uma carga de trabalho utilizando toda sua capacidade de produção disponível em cada seção ou maquina da empresa. Pois o exagero provoca sobrecarga e a insuficiência provoca ociosidade de capacidade (produção não aproveitada), gerando assim custo adicional desnecessário.

Implementação do PCP
São coletados todos os dados a respeito da produção da empresa. Esses dados são colocados de forma exata no sistema. O sistema faz a gerência dos recursos operacionais e a união das informações.

Execução por meio de emissão de ordens
A programação transforma o plano de produção em uma infinidade de ordens que deverão ser executadas pelos diversos órgãos da empresa, como produção, compras, almoxarifado, depósito, controle de qualidade, custos, contabilidade, finanças, orçamento, recursos, etc.

Controle de produção
O controle de produção acompanha, monitora, avalia e regula a produção de uma empresa para mantê-la dentro do planejamento e buscar atingir os objetivos estabelecidos. O CP atua sobre os controles de quantidade, qualidade, tempo e custos.
Controle de quantidade: Esse controle se baseia na quantidade prevista e a realmente alcançada na produção, o volume de produção é a quantidade de produtos ou serviços feitos em um determinado tempo e o número de horas trabalhadas é representado pela quantidade de trabalho realizado em um número de horas, ou seja, desempenho da força de trabalho.
Controle de qualidade: o controle de qualidade é baseado na qualidade prevista e na que foi alcançada, CQ 100% é necessário quando em determinados tipos de produtos de grande valor unitário são comparados para saber se há desvio ou variação.
Controle de tempo: baseia-se na comparação do tempo previsto e no tempo que foi necessário para a execução da produção, o tempo padrão de produção feito por um pré-cálculo feito para saber quanto tempo levaria para tal produto ser feito.
Controle de custos: o pré-cálculo de custo, visa estabelecer um custo previsto e o custo alcançado na realização de produtos/serviços, o custo de um produto envolve o custo de produção e distribuição.

Programação de materiais
Consiste em determinar quanto e quando os materiais estarão disponíveis para abastecer os órgãos produtivos da empresa. A partir do recebimento das RMs o almoxarifado planeja suas operações de suprimento e abastecimento. A partir do recebimento das OCs o órgão de compras planeja suas atividades de compras junto aos fornecedores externos.

CONSIDERAÇÕES FINAIS
Através do capítulo estudado e abordado concluiu-se que através do plano de produção a empresa pode estabelecer antecipadamente o que irá produzir, utilizando como principal ferramenta o Planejamento e Controle da Produção (PCP), permitindo o controle criterioso da produção, visando aumentar a eficiência e eficácia da empresa envolvida. As ações desenvolvidas pelo PCP estão presentes em qualquer sistema produtivo, mantendo relações entre as funções e operando com uma série de recursos de dados, monitorando e controlando o desempenho da produção em relação ao planejamento, atuando antes e depois do processo produtivo. O PCP é indicado para empresas que desejam reduzir custos, alcançar maior produtividade e qualidade.

Questões:
1. Quais as quatro principais fases do Planejamento e Controle da Produção (PCP) e como estas devem se articular?
2. Quais são os principais aspectos da produção que o CP atua? Cite suas principais características.
3. Explique sucintamente a terceira fase do Planejamento e Controle de Produção (PCP): planejamento da produção.

REFERÊNCIAS

CHIAVENATO. Idalberto. Administração de materiais: uma abordagem introdutória. Rio de Janeiro: Elsivier, 2005.