oab 2ª fase XXVII  trabalho   simulado 2  CEICS   gabarito
8 pág.

oab 2ª fase XXVII trabalho simulado 2 CEICS gabarito

Pré-visualização3 páginas
ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL 
XXVII EXAME DE ORDEM UNIFICADO 
SIMULADO 2 
PROVA PRÁTICO-PROFISSIONAL 
ÁREA: DIREITO TRABALHO 
\u201cO gabarito preliminar da prova prático-profissional corresponde apenas a uma expectativa de resposta, 
podendo ser alterado até a divulgação do padrão de respostas definitivo.\u201d 
Qualquer semelhança nominal e/ou situacional presente nos enunciados das questões é mera coincidência.\u201d 
Padrão de Resposta Simulado 
Prova Prático-Profissional \u2013 XXVII Exame de Ordem Unificado 
Página 1 de 19 
 
 
PADRÃO DE RESPOSTA - PEÇA PROFISSIONAL 
 
Enunciado 
ciado 
Você foi contratado pelo Supermercado Tudo Tem, que recebeu notificação da reclamação trabalhista 
ajuizada por Carmelinda, processo nº 1234-5678, que tramita na 100ª Vara do Trabalho de Belo Horizonte-MG, 
tendo sido a ação ajuizada em 17/10/2018. 
Em síntese a reclamante alega que: 
Que foi contratada como operadora de caixa em 10/10/2010, sendo dispensada sem justa causa em 
01/09/2018, tendo recebido todas as suas verbas rescisórias. 
Que foi indicada pelo empregador para membro da CIPA, sendo que havia tomado posse em julho de 
2018, e mesmo assim foi dispensada sem justa causa. 
Que durante a contratação recebeu 10% a mais do que seu salário, havendo previsão de tal benefício na 
convenção coletiva da categoria. E que, em agosto de 2017 sofreu desconto de R$ 200,00 em razão de quebra 
de caixa. 
Que no ano de 2016, saiu em licença maternidade, em razão do nascimento de sua filha Julia, sendo que 
neste período não recebeu vale-transporte. 
O pagamento da multa do Art. 477, § 8º, da CLT, porque o valor das verbas resilitórias somente foi 
creditado na sua conta 20 dias após a comunicação do aviso prévio, concedido na forma indenizada, 
extrapolando o prazo legal. 
Que após a subtração de alguns produtos do supermercado, ocorrido em janeiro de 2018, a empregada 
passou a sofrer revista íntima, consistente na revista de sua bolsa. 
Que trabalhava de segunda a sexta-feira das 10h às 20h, com 2 horas de intervalo e aos sábados das 14 
às 18h, sem intervalo. 
Que sempre recebida no 1º dia útil do mês seguinte ao da prestação dos serviços, mas que, a partir de 
janeiro de 2017 o empregador passou a pagar no quinto dia útil. 
Diante disso postula: 
a) a reintegração ao emprego, pois dispensada quando possuía garantia de emprego; b) o pagamento de 
hora extra de toda a contratualidade; c) o pagamento da multa do art. 477, §8º da CLT; d) a devolução do 
desconto sofrido em razão da diferença de caixa; e) a indenização por dano moral, em razão da revista intima; 
f) o pagamento de vale-transporte do período de afastamento por licença maternidade; g) a correção 
monetária dos salários pagos no quinto dia útil, em razão da alteração feita pelo empregador; h) a concessão 
de plus salarial, em razão do desvio de função; 
Por fim, a reclamante atribuiu à ação o valor de R$ 50.000,00, sem, contudo, quantificar os pedidos. 
A reclamada entrega cópia da convenção coletiva, dos controles de horário, e dos recibos de 
pagamento. 
 
Obs.: A peça deve abranger todos os fundamentos de Direito utilizados para que possam ser dar respaldo à 
pretensão. A simples menção ou transcrição do dispositivo legal não pontua (5,00). 
 
Gabarito comentado 
ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL 
XXVII EXAME DE ORDEM UNIFICADO 
SIMULADO 2 
PROVA PRÁTICO-PROFISSIONAL 
ÁREA: DIREITO TRABALHO 
\u201cO gabarito preliminar da prova prático-profissional corresponde apenas a uma expectativa de resposta, 
podendo ser alterado até a divulgação do padrão de respostas definitivo.\u201d 
Qualquer semelhança nominal e/ou situacional presente nos enunciados das questões é mera coincidência.\u201d 
Padrão de Resposta Simulado 
Prova Prático-Profissional \u2013 XXVII Exame de Ordem Unificado 
Página 2 de 19 
 
 
 
O(A) aluno(a)deverá fazer o encaminhamento para a 100ª Vara do Trabalho de Belo Horizonte-MG, deverá 
apresentar uma contestação citando o Art. 487 da CLT, indicar as partes e o número do processo: 1234-5678. 
 
Sustentar que a parte não atribuiu valor para os pedidos, razão pela qual a ação deve ser extinta sem resolução 
de mérito. Indicação do art. 840, § 3º da CLT. 
 
Plus salarial/Inépcia: Sustentar que o pedido de plus salarial não tem qualquer causa de pedir, razão pela qual fica 
caracterizada a inépcia da inicial, com indicação do art. 330, §1º do CPC. 
 
Pleitear o reconhecimento da prescrição parcial, dos pedidos anteriores a 5 anos contados da data do 
ajuizamento da ação, ou seja, 17/10/2013, pedindo a extinção com resolução do mérito. Fundamentar com o art. 
11 da CLT OU art. 7º, XXIX da CF OU súmula 308, I do TST. 
 
Sustentar que o membro da CIPA indicado pelo empregador não detém estabilidade, razão pela qual é indevida a 
reintegração. Fundamentar com art. 165 da CLT. 
 
Sustentar que foi respeitada o limite de jornada diária e semanal, indicando o art. 7º, XIII da CF OU art. 58 caput 
da CLT, que seja julgado improcedente o pedido. 
 
Sustentar que o pagamento foi tempestivo, com indicação do art. 477, § 6º, CLT, que seja julgado improcedente o 
pedido. 
 
Defender que o desconto é lícito, pois a funcionária recebia o adicional previsto na convenção coletiva, com 
fundamento no art. 462, caput, da CLT, que seja julgado improcedente o pedido. 
 
Sustentar que a revista em bolsa não caracteriza revista íntima, razão pela qual é indevida qualquer indenização, 
pois não cometido nenhum ato ilícito pelo empregador. Indicar o art. 186 OU art. 927 da CPC OU 223C da CLT, 
que seja julgado improcedente o pedido. 
 
Sustentar que durante a licença maternidade não houve deslocamento residência-trabalho e vice-versa, sendo 
indevido o vale-transporte. Indicação do art. 1º da Lei 7418/85 OU art. 2º do decreto 95.247/87. 
 
Sustentar que o pagamento do salário foi feito dentro do prazo legal, não havendo correção monetária. Indicação 
do art. 459, §1º da CLT OU Súmula 381 do TST. 
 
Pleitear honorários de sucumbência indicando o art. 791-A da CLT. 
 
Fazer o pedido de acolhimento das preliminares e prejudicial, bem como a improcedência dos pedidos e protesto 
pelo todos os meios de prova em direito admitidas. 
 
Fechamento. 
 
 
 
 
 
ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL 
XXVII EXAME DE ORDEM UNIFICADO 
SIMULADO 2 
PROVA PRÁTICO-PROFISSIONAL 
ÁREA: DIREITO TRABALHO 
\u201cO gabarito preliminar da prova prático-profissional corresponde apenas a uma expectativa de resposta, 
podendo ser alterado até a divulgação do padrão de respostas definitivo.\u201d 
Qualquer semelhança nominal e/ou situacional presente nos enunciados das questões é mera coincidência.\u201d 
Padrão de Resposta Simulado 
Prova Prático-Profissional \u2013 XXVII Exame de Ordem Unificado 
Página 3 de 19 
 
 
 
Distribuição de pontos 
 
ITEM PONTUAÇÃO 
PONTUAÇÃO 
DO ALUNO 
Endereçamento, fundamentação da peça e qualificação das partes 0,00 
Encaminhamento a 100ª Vara do Trabalho de Belo Horizonte-MG, (0,05)com 
fundamento no artigo 847 da CLT,(0,05) Indicando o número do processo: 1234-
5678 (0,05)e identificação das partes (0,05). 
0,00/0,05/0,10/ 
0,15/0,20 
 
Preliminar de extinção do processo sem resolução de mérito 0,0,00,000 
Sustentar que a parte não atribuiu valor para os pedidos, razão pela qual a ação 
deve ser extinta sem resolução de mérito (0,20), indicação do art. 840, § 3º da 
CLT (0,10). 
 
0,00/0,20/0,30 
 
 
Plus salarial/Inépcia 0,00,00 
Sustentar que o pedido de plus salarial não tem qualquer causa de pedir, razão 
pela qual fica caracterizada a inépcia da inicial(0,30), art. 330, §1º do CPC (0,10). 
 
0,00/0,30/0,40 
 
 
 
Prescrição parcial dos pedidos (prejudicial de prescrição parcial ou quinquenal) 0,00,00 
Pleitear o reconhecimento da prescrição parcial, dos pedidos anteriores a 5 anos 
contados da