Análise de Custos Comportamento Organizacional   Online Gestão de Projetos Microeconomia Sistemas de Informação Gerencial Seminário Interdisciplinar IV
19 pág.

Análise de Custos Comportamento Organizacional Online Gestão de Projetos Microeconomia Sistemas de Informação Gerencial Seminário Interdisciplinar IV


DisciplinaCálculo II28.738 materiais765.833 seguidores
Pré-visualização4 páginas
SUMÁRIO
31	INTRODUÇÃO	\ufffd
42	DESENVOLVIMENTO	\ufffd
42.1	MATRIZ RACI	\ufffd
52.2	DEMANDA E OFERTA	\ufffd
72.3	QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO	\ufffd
112.4	SISTEMAS DE INFORMAÇÕES EMPRESARIAIS	\ufffd
152.5	CONTABILIDADE DE CUSTOS	\ufffd
163	CONCLUSÃO	\ufffd
17REFERÊNCIAS	\ufffd
\ufffd
\ufffd
INTRODUÇÃO
Partindo da temática interdisciplinar empresa \u201cBonitta\u201d, este estudo tem como objetivo promover a exploração, pelos acadêmicos e futuros profissionais de Administração, conhecimentos e práticas ligados ao gerenciamento de projetos, microeconomia, análise de custos, gestão de sistema de informação e comportamento organizacional.
A empresa \u201cBonitta\u201d é fabricante de calçados femininos e precisa remodelar o negócio para sobreviver ao mercado, é uma tradicional marca do setor calçadista que compõe o conjunto de empresas que atua no Rio Grande do Sul. Está há 30 anos no mercado e atende principalmente a linha de calçados femininos no mercado brasileiro. Marca popular reconhecida no mercado, mas que com o passar do tempo, vem sofrendo dificuldades em função de fatores internos e externos à empresa.
Inicialmente, o estudo aborda um diagnóstico preliminar e emergencial para remodelação da empresa para buscar maior eficiência e competitividade no mercado, para isso, a \u201cBonitta\u201d precisa trabalhar em algumas frentes como: gestão de projetos, inovação do produto e redimensionamento através da gestão de custos, do sistema de informação gerencial, além de melhorias na condição e alocação das pessoas da empresa, considerando seu bem-estar e qualidade de vida.
. 
 
desenvolvimento
 matriz raci
A Matriz de Responsabilidades, também conhecida como Matriz RACI, é uma ferramenta de gestão de pessoas que distribui tarefas entre os colaboradores no gerenciamento de um projeto, facilitando a comunicação dentro da empresa e otimizando o uso dos recursos humanos.
A matriz permite mapear e visualizar de forma simplificada os responsáveis por cada etapa de um projeto. Ela permite uma divisão mais clara das tarefas, tornando mais fácil saber quem ficou responsável por fazer o quê. Também impede que alguma tarefa fique sem um responsável.
A matriz também garante que todo mundo que deve acompanhar o projeto será lembrado, uma vez que lista quem precisa ser consultado ou informado sobre seu andamento. Além disso, a forma como ela permite visualizar a distribuição de tarefas ajuda ainda a fazer uma partilha mais justa das atribuições.
No mundo corporativo, o conceito de responsabilidade corresponde à obrigação de um subordinado cumprir um dever passado por seu superior na hierarquia da empresa e de responder por suas ações.
A responsabilidade está, portanto, na mão contrária à da autoridade. Enquanto a autoridade é o poder de comando que se desenvolve no sentido superior-subordinado, a responsabilidade é uma relação subordinado-superior.
A responsabilidade não pode ser delegada a funcionários que estão em um nível inferior da hierarquia. O que podem ser delegadas são tarefas. Ao distribuir tarefas a um subordinado, a autoridade não reduz sua responsabilidade.
Diante da falta de inovação no design dos calçados da empresa \u201cBonitta\u201d, será realizado uma matriz RACI para organizar e planejar melhor a atuação da empresa, as pessoas envolvidas na RACI são: Pedro, Marcos, Mari, Luana e a Eliza.
Os cargos são: 
Pedro \u2013 Marketing; 
Marcos \u2013 Diretor; 
Mari \u2013 financeiro; 
Luana \u2013 RH; 
Eliza \u2013 Logística 
	MATRIZ RACI
	PESSOAS
	ATIVIDADE
	Pedro
	Marcos
	Mari
	Laura
	Eliza
	DEFINIR
	R
	A
	C
	I
	I
	PROJETAR
	R
	C
	A
	I
	C
	DESENVOLVER
	A
	R
	C
	I
	C
	TESTAR
	R
	A
	C
	I
	I
	LEGENDA RACI
	R - Responsável
	A - Autoridade
	C - Consultado
	I - Informado
demanda e oferta
Oferta e demanda são as duas forças que garantem o funcionamento de um mercado, determinando preços e a quantidade de produtos oferecidos. O termo oferta se refere à quantidade disponível de um produto, ou seja, aquela que as empresas querem ou podem vender. Já a demanda é a quantidade que os consumidores querem ou podem adquirir desse produto, ou seja, sua procura.
A quantidade de produtos oferecidos \u2013 sua oferta \u2013 é determinada pelos vendedores. Ela é influenciada pelo preço desse produto no mercado, o custo dos insumos e a tecnologia, por exemplo.
Já quem estabelece a demanda é o consumidor. A procura por um produto depende de fatores como seu preço, o poder aquisitivo da população, os gostos e a moda, a existência de produtos similares ou substitutos no mercado, dentre outros.
A empresa \u201cEmpresa \u201cBonitta\u201d\u201d pertence a uma das estruturas de mercado, \u201cconcorrência perfeita\u201d onde as características da estrutura de mercado é concorrência perfeita situação ideal de mercado na qual existe uma grande quantidade de vendedores e uma grande quantidade de compradores. Esse cenário favoreceria um equilíbrio natural nos preços pela relação entre a oferta e a demanda.
Também chamada de concorrência pura, a concorrência perfeita é um conceito que não se verifica no mundo real, sendo mais um modelo teórico do que prático. O setor de hortifrutigranjeiros costuma ser apontado como o exemplo mais próximo desse modelo.
Em um mercado de concorrência perfeita, a tendência é de que, no longo prazo, as receitas das empresas correspondam a seu custo total.
Em uma pesquisa de mercado a empresa conseguiu estimar as equações de demanda e de oferta do seu produto responsável por 20% do seu faturamento.
Demanda: Qd = 240 - P
Oferta: Qo = 60 + P
Segue o preço e a quantidade de equilíbrio, sabendo que a mesma pratica um preço de R$ 80,00, e utilizando toda a sua capacidade produtiva produz 150 mil unidades do produto.
Preço
60+80P=240-80P
60+240=80+80
300=160P
P=1,875
P=87,50
Quantidade de equilíbrio
240-P
240-80(87.50)
240-7000
6,760
	A ação que a empresa Bonitta deve tomar é aumentar seu produto para 87,50 não precisando de utilizar toda a sua capacidade produtiva de 150 mil unidades do produto mais sim 6,760. Onde conforme o preço cai a demanda aumenta, quanto maior o preço mais a empresa ganha.
 
Qualidade de Vida no Trabalho
De forma sucinta e objetiva, Qualidade de Vida no Trabalho, ou QVT, como também é conhecida, é o grau de satisfação que um colaborador tem com as funções exercidas e com o local em que trabalha. Diferente do que muitos acreditam, a satisfação de um profissional no ambiente de trabalho não é algo que diz respeito somente a ele. Esta, aliás, é uma questão que deve ser vista e ter a devida atenção por parte da gestão da organização, afinal, a satisfação do colaborador está diretamente ligada aos bons resultados que a empresa obtém ou deseja obter em um futuro próximo.
Empresas são feitas por pessoas. Nada melhor que ter pessoas motivadas, felizes e engajadas, prontas para colocar com seus talentos profissionais à disposição da empresa, para que juntos todos possam colher bons frutos, não é mesmo? Garantir um alto nível de Qualidade de Vida no Trabalho faz parte da ação conjunta entre gestores, empresários e equipe de Gestão de Pessoas. Investir em equipamentos e maquinários, estimular a cordialidade e gentileza entre colaboradores, para criar uma cultura organizacional amistosa e agradável, são algumas das muitas iniciativas que a organização pode ter para que todos tenham qualidade de vida no trabalho.
Manter boas relações interpessoais com os colegas e superiores torna o ambiente melhor e mais favorável para a execução das atividades profissionais.
 Assim como no aspecto pessoal, a QVT é essencial para o desenvolvimento dos colaboradores, tanto dentro como fora do ambiente da empresa. Neste sentido, é importante salientar o papel social das organizações também na formação de cidadãos mais conscientes de seu papel na sociedade.
 Segundo Bom Sucesso (1997) cabe as organizações, naquilo que tange a qualidade de vida no trabalho, divulgar sua missão e objetivos, facilitando o processo de informação dos