Caderno Sistematizado de Legislação Penal Especial  - Lei Maria da Penha (2018)
29 pág.

Caderno Sistematizado de Legislação Penal Especial - Lei Maria da Penha (2018)

Disciplina:Legislação Penal Especial - Lpe121 materiais1.271 seguidores
Pré-visualização9 páginas
2018.1

LEI MARIA DA PENHA 2018.1 1

LEI MARIA DA PENHA (LEI 11.340/2006)
APRESENTAÇÃO .......................................................................................................................... 3
1. FUNDAMENTO CONSTITUCIONAL E CONVENCIONAL ....................................................... 4
2. ORIGEM DA LEI MARIA DA PENHA ....................................................................................... 4
3. FINALIDADES DA LEI MARIA DA PENHA .............................................................................. 5
4. INTERPRETAÇÃO DA LEI MARIA DA PENHA ....................................................................... 5
5. VIOLÊNCIA DOMÉSTICA E FAMILIAR CONTRA A MULHER ................................................ 6

5.1. PRESSUPOSTOS PARA APLICAÇÃO DA LEI ................................................................ 6

5.1.1. Vítima mulher ............................................................................................................ 6

5.1.2. Presença alternativa de um dos incisos do art. 5º ...................................................... 6

5.1.3. Pratica da violência .................................................................................................... 6

5.2. SUJEITO PASSIVO .......................................................................................................... 7

5.2.1. Mulher exclusivamente .............................................................................................. 7

5.2.2. Aplicação ao homem ................................................................................................. 7

5.2.3. Aplicação ao transexual ............................................................................................. 8

5.2.4. Violência de gênero ................................................................................................... 8

5.3. SUJEITO ATIVO ............................................................................................................. 10

5.4. ELEMENTO SUBJETIVO ............................................................................................... 10

5.5. ÂMBITO DA UNIDADE DOMÉSTICA ............................................................................. 10

5.6. ÂMBITO FAMILIAR ........................................................................................................ 11

5.7. QUALQUER RELAÇÃO ÍNTIMA DE AFETO .................................................................. 12

5.8. FORMAS DE VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER ........................................................... 12

5.8.1. Violência física ......................................................................................................... 13

5.8.2. Violência psicológica ............................................................................................... 14

5.8.3. Violência sexual ....................................................................................................... 14

5.8.4. Violência patrimonial ................................................................................................ 14

5.8.5. Violência moral ........................................................................................................ 14

6. ATENDIMENTO PELA AUTORIDADE POLICIAL .................................................................. 14
7. JUIZADOS DE VIOLÊNCIA DOMÉSTICA E FAMILIAR CONTRA A MULHER ...................... 17

7.1. CUMULAÇÃO DA COMPETÊNCIA POR VARAS CRIMINAIS ....................................... 17

7.2. CRIMES DOLOSOS CONTRA A VIDA PRATICADOS NO CONTEXTO DA VIOLÊNCIA

DOMÉSTICA E FAMILIAR CONTRA A MULHER ..................................................................... 19

8. AÇÃO PENAL NOS CRIMES DE LESÃO CORPORAL LEVE E LESÃO CORPORAL
CULPOSA PRATICADOS NO CONTEXTO DE VIOLÊNCIA DOMÉSTICA E FAMILIAR CONTRA
A MULHER ................................................................................................................................... 19

8.1. RETRATAÇÃO DA REPRESENTAÇÃO NOS CRIMES PRATICADOS NO CONTEXTO

DA VIOLÊNCIA DOMÉSTICA E FAMILIAR CONTRA A MULHER............................................ 21

9. MEDIDAS PROTETIVAS DE URGÊNCIA ............................................................................. 21
9.1. APLICAÇÃO A PESSOAS DO SEXO MASCULINO ....................................................... 22

9.2. APLICAÇÃO DAS MEDIDAS SEM TIPIFICAÇÃO .......................................................... 23

9.3. ESPÉCIES ...................................................................................................................... 23

9.3.1. Medidas que obrigam o agressor ............................................................................. 23

9.3.2. Medidas destinadas à vítima.................................................................................... 24

9.4. PRISÃO PREVENTIVA ................................................................................................... 24

9.4.1. (In) constitucionalidade da decretação da prisão preventiva ex officio durante as

investigações ......................................................................................................................... 25

9.4.2. (Im) possibilidade de decretação da prisão preventiva tão somente em virtude do

descumprimento das medidas protetivas de urgência ............................................................ 25

LEI MARIA DA PENHA 2018.1 2

9.4.3. (In) constitucionalidade da decretação da prisão preventiva para fins de assegurar o

cumprimento de medidas protetivas de urgência de natureza cível ....................................... 25

9.4.4. Descumprimento injustificado das medidas protetivas e tipificação do crime de

desobediência ........................................................................................................................ 25

10. INAPLICABILIDADE DA LEI DOS JUIZADOS ESPECIAIS CRIMINAIS ÀS INFRAÇÕES
PENAIS PRATICADAS COM VIOLÊNCIA DOMÉSTICA E FAMILIAR CONTRA A MULHER ...... 26
11. PRINCÍPIO DA INSIGNIFICÂNCIA .................................................................................... 26

11.1. PRINCÍPIO DA INSIGNIFICÂNCIA X PRINCÍPIO DA BAGATELA IMPRÓPRIA ............ 27

LEI MARIA DA PENHA 2018.1 3

APRESENTAÇÃO

Olá!

Inicialmente, gostaríamos de agradecer a confiança em nosso material. Esperamos que seja

útil na sua preparação, em todas as fases. Quanto mais contato temos com uma mesma fonte de

estudo, mais familiarizados ficamos, o que ajuda na memorização e na compreensão da matéria.

O Caderno Legislação Penal Especial possui como base as aulas dos professores Renato

Brasileiro, Cleber Masson e Vinícius Marçal, serão analisadas dezesseis leis, as mais cobradas em

concurso público.

Dois livros foram utilizados para complementar nosso CS de Legislação Penal Especial: a)

Legislação Criminal para Concursos (Fábio Roque, Nestor Távora e Rosmar Rodrigues Alencar),

ano 2016 e b) Legislação Criminal Comentada (Renato Brasileiro), ano 2017, ambos da Editora

Juspodivm.

Na parte jurisprudencial, utilizamos os informativos do site Dizer o Direito

(www.dizerodireito.com.br), os livros: Principais Julgados STF e STJ Comentados, Vade Mecum de

Jurisprudência Dizer o Direito, Súmulas do STF e STJ anotadas por assunto (Dizer o Direito).

Destacamos: é importante você se manter atualizado com os informativos, reserve um dia da

semana para ler no site do Dizer o Direito.

Ademais, no Caderno constam os principais artigos de