Direito Civil   santo graal vitaminado    vers+úo final   pronto   OK[1]
584 pág.

Direito Civil santo graal vitaminado vers+úo final pronto OK[1]

Disciplina:Direito Civilv145 materiais110 seguidores
Pré-visualização50 páginas
Santo Graal Vitaminado – Atualizado por: Felipe Motta.

DIREITO CIVIL

SUMÁRIO

Ponto 1.a. Da aplicação da lei no tempo e no espaço. Das fontes do direito.

Ponto 1.b. Das obrigações quanto às suas modalidades.
Ponto 1.c. Da inseminação artificial. Da alteração de sexo. Da pesquisa científica em seres humanos
Ponto 2.a. Hermenêutica jurídica.
Ponto 2.b. Dos contratos em geral. Função Social e Função Econômica. Novos princípios do direito dos contratos.
Ponto 2.c. Da posse e da propriedade. Aquisição efeitos, perda e limitações constitucionais.
Ponto 3.a. Da tutela e da curatela. Dos interditos. Processo de interdição.
Ponto 3.b. Do mandato, da gestão de negócios e da representação.
Ponto 3.c. Do condomínio e da empreitada. Código Civil e legislação especial.
Ponto 4.a. Dos bens. Registro Público.
Ponto 4.b. Da fiança, do depósito e da corretagem.
Ponto 4.c. Da alienação fiduciária em garantia e do contrato de transporte. Da responsabilidade do transportador aéreo. Convenção de Varsóvia para a Univficação de Certas Regras Relativas ao Transporte Aéreo Internacional de 1929 e seus protocolos adicionais.
Ponto 5.a. Das pessoas naturais. Dos direitos da personalidade. Da ausência: sucessão provisória e sucessão definitiva.

Ponto 5.b. Da compra e venda e de suas cláusulas especiais. Da promessa de compra e venda, do direito real do promitente comprador.

Ponto 5.c. Da responsabilidade por danos causados ao meio ambiente, ao consumidor e a bens e direitos de valor artístico, estético, histórico e paisagístico.

Ponto 6.a. Dos fatos jurídicos, dos atos jurídicos e dos negócios jurídicos.
Ponto 6.b. Da troca, da doação, do jogo e da aposta.
Ponto 6.c. Do direito de superfície, da enfiteuse, das servidões, do uso e da habitação.

Ponto 7.a. Da prescrição e da decadência, do enriquecimento ilícito e do pagamento indevido.
Ponto 7.b. Da locação, do mútuo e do comodato.
Ponto 7.c. Da relação de parentesco e dos alimentos. Da filiação e da guarda dos filhos.

Ponto 8.a. Do seguro e da promessa de recompensa.

Ponto 8.b. Da cessão de crédito, das arras e da transação.

Ponto 8.c. Da sonegação e das colações. Dos legados, do inventário e da partilha. Anulação da partilha.
Ponto 9.a. Atos jurídicos. Dos defeitos, nulidade e anulabilidade, da fraude a credores e da onerosidade contratual. Dos atos ilícitos e sua reparação.

Ponto 9.b. Da extinção das obrigações. Do inadimplemento. Da cláusula penal e dos juros. Das perdas e danos.
Ponto 9.c. Da sucessão legítima. Da vocação hereditária. Da herança jacente e vacante. Do testamento, dos codicilos, dos testamentos especiais. Das substituições e da deserdação.
Ponto 10.a. Forma e prova dos atos jurídicos. Das modalidades dos atos jurídicos, da evicção e dos vícios redibitórios.
Ponto 10.b. Das obrigações por declaração unilateral de vontade. Liquidação das obrigações e correção monetária.

Ponto 10.c. Da transformação, da incorporação, da fusão e da cisão das sociedades. Da sociedade limitada e da sociedade anônima.

Ponto 11.a. Do inadimplemento das obrigações e da responsabilidade contratual.

Ponto 11.b. Do regime de bens entre cônjuges. Da dissolução da sociedade e do vínculo conjugais. Causas legais da separação litigiosa. Efeitos da separação judicial e do divórcio.
Ponto 11.c. Do reconhecimento de filhos e da adoção. Adoção por casais homoafetivos. Convenção de Haia relativa à proteção das crianças e à Cooperação em matéria de adoção internacional de 1993.
Ponto 12.a. Das pessoas jurídicas. Das associações e das fundações.

Ponto 12.b. Do penhor, da hipoteca e da anticrese.
Ponto 12.c. Do poder familiar: conceito, exercício, suspensão e extinção.

Ponto 13.a. Dos registros públicos.
Ponto 13.b. Do estabelecimento.
Ponto 13.c. Dos direitos de vizinhança.

Ponto 14.a. Do casamento religioso com efeitos civis. Do casamento de estrangeiros e no exterior. Dos efeitos jurídicos e do regime de bens do casamento. Do casamento inexistente, nulo e anulável.
Ponto 14.b. Da teoria da imprevisão, do caso fortuito e da força maior.

Ponto 14.c. Do contrato estimatório, da prestação de serviços e da constituição de renda.
Ponto 15.a. Do concubinato. Da união estável. Da união homoafetiva.
Ponto 15.b. Dos títulos de crédito. Do concurso de credores.
Ponto 15.c. Das sociedades dependentes de autorização oficial. Das sociedades simples e da sociedade cooperativa. Sociedades nacionais e estrangeiras.

Obs: pontos com maior incidência em ordem: 9; 2; 5; 7; 4; 3; 1; 12; 6; 8; 15; 10; 11; 13; 14

Ponto 1.a. Da aplicação da lei no tempo e no espaço. Das fontes do direito.

Principais obras consultadas: Resumo do 26; BENJAMIN, Antonio Hermann. MARQUES, Cláudia Lima. BESSA, Leonardo Roscoe. Manual de Direito do consumidor. São Paulo: RT, 2008; FARIAS, Cristiano Chaves de. ROSENVALD, Nelson. Curso de Direito Civil. Vol. 2. 6. Ed. Rev. Ampl. Salvador: Juspodivm. 2012; MENDES, Gilmar Ferreira. Curso de Direito Constitucional. 2. Ed. Rev. São Paulo: Saraiva, 2008; PAMPLONA FILHO, Rodolfo. GAGLIANO, Pablo Stolze. Novo Curso de Direito Civil. Vol. 2. Direito de Família. 13. Ed. São Paulo: Saraiva, 2012. GONÇALVES, Carlos Roberto. Direito Civil Esquematizado. 1ª Ed. São Paulo: Saraiva, 2011. VENOSA, Silvio de Salvo. Direito Civil. São Paulo: Atlas, 2008. TARTUCE, Flávio. Manual de Direito Civil – Volume Único. São Paulo: Método, 2013. CALABRICH, Bruno. PELELLA, Eduardo e outros. Questões Discursivas do Concurso de Procurador da República 18º ao 25º - Respondidas e Comentadas. Salvador: Juspodium, 2013. CHEKER, Monique e outros. Comentários às Questões Objetivas do Concurso de Procurador da República 22º ao 26º. Salvador: Juspodium, 2013. FILHO, Roberval Rocha Ferreira. VIEIRA, Albino Carlos Martins. Súmulas do STJ Organizadas por assunto, Anotadas e Comentadas. Salvador: Juspodium, 2013. FILHO, Roberval Rocha Ferreira. VIEIRA, Albino Carlos Martins. COSTA, Mauro José Gomes. Súmulas do STF Organizadas por assunto, Anotadas e Comentadas. Salvador: Juspodium, 2013. CAVALCANTE. Márcio André Lopes. Principais Julgados do STF e STJ Comentados 2012. Manaus: Dizer o direito, 2013. CAVALCANTE. Márcio André Lopes. Principais Julgados do STF e STJ Comentados 2012. Manaus: Dizer o direito, 2014. Resumo do Livro do Tartuce do grupo MPF.
Legislação básica: Lei de Introdução às Normas do Direito Brasileiro (DL 4.657/42).

Das Fontes do Direito

A expressão fontes do Direito tem dois sentidos: origem histórica ou diferentes maneiras de realização do Direito.

Para Miguel Reale, entende-se por fonte do Direito, no aspecto que nos interessa, "os processos ou meios em virtude dos quais as regras jurídicas se positivam com legítima força obrigatória, isto é, com vigência e eficácia". Há, destarte, necessidade de um poder (legislativo ou judiciário – ativismo judicial) que dê validade a essas fontes como normas.

No início da evolução social, residia nos costumes a principal fonte. Posteriormente, a lei ganha foros de fonte principal. Sob esses dois aspectos, decorrem os dois principais Sistemas atuais: o sistema do direito costumeiro do Common Law e o sistema romano-germânico, Civil Law, que é o nosso.

Destaque-se que, a LINDB (Decreto-lei no 4.657, de 4-9-42), apresenta em seu art. 4o, como fontes de Direito: a lei, a analogia, os costumes e os princípios gerais de Direito.

A doutrina classifica as fontes da seguinte forma:

i) fontes históricas; “aquelas das quais se socorrem os estudiosos quando querem investigar a origem histórica de um instituto jurídico ou de um sistema” (GONÇALVES);

ii) fontes formais: a lei, a analogia, o costume e os princípios gerais de direito (arts. 4º da LICC e 126 do CPC) (GONÇALVES);

iii) fontes não formais: doutrina e jurisprudência;

iv) fontes diretas (imediatas): as leis e os costumes, por gerarem por si só a norma;

v) fontes indiretas (mediatas): a doutrina e a jurisprudência, que contribuem para