A PRATICA DA JUSTA CAUSA APLICADA PELO EMPREGADOR E AS CONSEQUENCIAS NO PROCESSO TRABALHISTA   PARLATO FONSECA VAZ, JOSE EDUARDO
104 pág.

A PRATICA DA JUSTA CAUSA APLICADA PELO EMPREGADOR E AS CONSEQUENCIAS NO PROCESSO TRABALHISTA PARLATO FONSECA VAZ, JOSE EDUARDO

Disciplina:Direito50.321 materiais154.151 seguidores
Pré-visualização45 páginas
DADOS	DE	COPYRIGHT

Sobre	a	obra:

A	presente	obra	é	disponibilizada	pela	equipe	Le	Livros	e	seus	diversos	parceiros,	com	o	objetivo	de
oferecer	conteúdo	para	uso	parcial	em	pesquisas	e	estudos	acadêmicos,	bem	como	o	simples	teste	da
qualidade	da	obra,	com	o	fim	exclusivo	de	compra	futura.

É	expressamente	proibida	e	totalmente	repudíavel	a	venda,	aluguel,	ou	quaisquer	uso	comercial	do
presente	conteúdo

Sobre	nós:

O	Le	Livros	e	seus	parceiros	disponibilizam	conteúdo	de	dominio	publico	e	propriedade	intelectual	de
forma	totalmente	gratuita,	por	acreditar	que	o	conhecimento	e	a	educação	devem	ser	acessíveis	e	livres	a
toda	e	qualquer	pessoa.	Você	pode	encontrar	mais	obras	em	nosso	site:	lelivros.love	ou	em	qualquer	um
dos	sites	parceiros	apresentados	neste	link.

"Quando	o	mundo	estiver	unido	na	busca	do	conhecimento,	e	não	mais	lutando	por	dinheiro	e
poder,	então	nossa	sociedade	poderá	enfim	evoluir	a	um	novo	nível."

Dados	Internacionais	de	Catalogação	na	Publicação	(CIP)	(Câmara	Brasileira	do	Livro,	SP,	Brasil)
Vaz,	José	Eduardo	Parlato	F.

A	prática	da	justa	causa	aplicada	pelo	empregador	e	as	consequências	o	processo	trabalhista	/	José	Eduardo	Parlato	F.	Vaz.	–	1.	ed.
–	São	Paulo,	2017.

ISBN:	978-85-65294-61-4
Bibliografia.

1.	Contratos	de	trabalho	-	Brasil	2.	Dano	moral	3.	Dignidade	humana	4.	Direito	do	trabalho	5.	Empregados	-	Demissão	-	Brasil	6.
Indenização	-	Brasil	I.	Título.

13-08731
CDU-34:331.131(81)

Índices	para	Catálogo	Sistemático
1.	Brasil	:	Justas	causas	:	Direito	do	trabalho
34:331.131(81)

Idealização	Capa:	Maria	Cândida	Ribas
Execução	Capa:	Thalma	Bertozzi
Revisão:	Thalma	Bertozzi
Conversão	ePub:	Digital	Publish	&	Print	Editora

Todos	os	Direitos	reservados	para	Autor.	É	proibida	a	reprodução	total	ou	parcial	desta	obra	sem	a	autorização	expressa	do	autor.
Esta	obra	encontra-se	registrada	no	EDA	/	FBN	–	Escritório	de	Direitos	Autorais	sob	o	número	Nº	Registro	608.514	Livro:	1.166	Folha:	252

AGRADECIMENTO

Agradeço	aos	professores	de	mestrado	do	Centro	Universitário	FIEO,	por	transmitirem	as	ferramentas
necessárias	que	possibilitaram	a	conclusão	do	presente	estudo.

Agradeço	 em	 especial	 ao	 Professor	 Doutor	 Domingos	 Savio	 Zainaghi,	 que	 permitiu	 que	 o
acompanhasse	 em	 sala	 de	 aula	 por	 um	 semestre	 inteiro,	 fator	 decisivo	 que	me	 iniciou	 na	 carreira	 de
docente.

D edico	esta	obra	a	quatro	mulheres	especiais	que	contribuíram	e	incentivaram	o	início	da	minha	jornada	acadêmica.
A	minha	avó,	Eva	Parlato	e	minha	mãe,	Ana	Laura	Parlato,	pela	formação	e	educação	proporcionada.

A	Normalucia	do	Carmo	Santos	Negrette,	que	me	deu	a	oportunidade	do	primeiro	estágio,	ainda	na	graduação,	dedicou
horas	de	ensino	e	orientação	e	que	hoje	continua	grande	e	querida	amiga.

A	 Edna	 Felizardo	Maffei	 por	 incentivar	 e	 demonstrar	 a	 possibilidade	 do	meu	 ingresso	 no	 Programa	 de	 Pós-graduação
Stricto	Sensu.

S enhor	 empresário,	 iniciamos	 com	uma	dica:	a	 Justa	Causa	 é	 instrumento	útil	 e	 necessário,	 no	 entanto	 sua	utilizaçãodeve	ser	feita	com	sapiência	e	ponderação.
José	Eduardo	Parlato	F.	Vaz

PREFÁCIO

Quando	 recebi	 o	 convite	 do	Eduardo	para	 prefaciar	 este	 seu	primeiro	 livro,	 confesso	que	me	 senti
extremamente	honrado,	até	pouco	merecedor	de	 tal	deferência,	mas	ao	mesmo	 tempo	percebi	a	 imensa
responsabilidade	que	assumia.

Diversos	 pensamentos	me	 ocorreram	 sobre	 o	 que	 escrever,	 por	 onde	 começar,	 qual	 o	 pronome	 de
tratamento	mais	adequado	para	me	dirigir	ao	festejado	autor	desta	obra.

Poderia	me	 referir	 ao	Advogado	 Eduardo,	 ao	 Professor	 Eduardo,	 ao	Mestre	 Eduardo,	mas	 preferi
utilizar	o	que,	a	meu	ver,	é	o	maior	título	que	qualquer	ser	humano	pode	ostentar,	motivo	pelo	qual	decidi
me	referir	apenas	ao	Amigo	Eduardo,	de	forma	singela	e	simples,	porém	precisa.

Mais	 honrado	 do	 que	 ter	 sido	 escolhido	 para	 prefaciar	 este	 livro,	 sinto-me	 honrado	 por	 gozar	 da
amizade	do	Eduardo,	amizade	esta	iniciada	em	meio	às	nossas	viagens	pelo	Brasil,	realizando	as	provas
de	diversos	concursos	para	Juiz	do	Trabalho,	em	2007,	iniciando	por	Cuiabá,	passando	por	Belém	(com
aquela	inesquecível	intoxicação	alimentar	que	tive),	Manaus,	Brasília,	Curitiba,	Campinas	e	São	Paulo.

Nesta	 caminhada	 de	mais	 de	 5	 anos	 de	Magistratura,	 não	 fica	 esquecido,	 no	 passado,	 o	 apoio	 e	 a
amizade	com	que	o	Eduardo	me	agraciou,	com	papel	de	grande	destaque	nas	minhas	aprovações	em	São
Paulo	e	em	Brasília,	 inclusive	me	ajudando	nas	24	horas	que	antecederam	os	meus	dois	exames	orais,
estudando	comigo	e	pesquisando	o	material.

Faço	 tais	 considerações	 por	 ser	 esta	 a	 possibilidade	 que	 encontrei	 de	 render	 ao	Amigo	Eduardo	 a
minha	homenagem	e	a	minha	gratidão	por	tudo	quanto	dele	recebi.

Quanto	ao	tema	central	da	presente	obra	–	a	dispensa	do	empregado	por	justa	causa	–	sua	análise	é
instigante,	 trazendo	novas	 luzes	 sobre	assunto	que	é	de	conhecimento	de	 todos	aqueles	que	militam	na
seara	 do	 Direito	 do	 Trabalho,	 aprofundando-se	 na	 análise	 minuciosa	 de	 cada	 aspecto	 que	 envolve	 a
figura	da	 justa	causa,	 a	ponto	de	dar	 em	muitos	momentos	a	 impressão	de	que	 se	está	analisando	uma
nova	figura	do	Direito	do	Trabalho.

O	 autor	 inicia	 a	 análise	 pela	 interessante	 imersão	 na	 história	 e	 evolução	 do	 Direito	 do	 Trabalho,
abordando	a	dignidade	humana	do	trabalhador	e	o	direito	social	ao	trabalho.

Foram	 analisados	 os	 princípios	 protetivos	 do	 trabalhador	 aplicáveis	 à	 justa	 causa,	 quais	 sejam,
aplicação	da	norma	mais	favorável	ao	trabalhador,	“in	dubio	operário”	e	“in	dúbio	pro	misero”,	primazia
da	realidade.

Na	 parte	 II	 foram	 abordados	 as	 generalidades	 da	 justa	 causa,	 sua	 terminologia,	 a	 diferenciação
terminológica	entre	resolução,	resilição	e	rescisão	do	contrato	de	emprego,	conceito	de	justa	causa,	seus
requisitos	e	a	forma	da	sua	comunicação.

Na	 parte	 III	 foram	 analisadas	 as	modalidades	 de	 justa	 causa,	 destacando-se	 os	 fatos	 tipificados	 no
artigo	482	da	CLT,	abordando-se	as	importantes	questões	da	embriaguez	como	doença	(alcoolismo)	e	não
como	motivo	de	justa	causa,	e	da	doença	da	compulsão	pelo	jogo.

Foram	abordadas	outras	hipóteses	de	 justa	causa,	geralmente	pouco	conhecidas	e	pouco	difundidas,
como	a	prática	de	ato	atentatório	à	segurança	nacional,	 recusa	do	ferroviário	em	prorrogar	horário	em
casos	 específicos,	 ausência	 de	 frequência	 ou	 aproveitamento	 do	 aprendiz	 em	 curso	 de	 aprendizagem,
excessos	praticados	por	grevistas,	recusa	do	empregado	em	cumprir	as	regras	relativas	à	segurança	do
trabalho,	declaração	falsa	ou	uso	indevido	do	vale-transporte	–	algo	infelizmente	muito	comum	na	prática
trabalhista	–	a	absurda	e	inconstitucional	hipótese	de	justa	causa	por	incapacidade	total	e	permanente	do

empregado	rural	e	a	situação	do	bancário	devedor	contumaz.
Por	 fim,	 na	 parte	 IV,	 o	 autor	 expôs	 as	 consequências	 da	 aplicação	 da	 justa	 causa,	 destacando-se	 a

perda	 do	 direito	 ao	 aviso	 prévio	 cumprido	 ou	 indenizado,	 a	 controvérsia	 sobre	 a	 perda	 das	 férias
proporcionais	em	razão	do	artigo	146	da	CLT	e	Súmula	171	do	TST	em	contraponto	à	Convenção	132	da
OIT,	 responsabilidade	 social	 do	 empregador,	 os	 contornos	 da	 análise	 da	 justa	 causa	 pelo	 Poder
Judiciário,	 fato	 bastante	 comum	 e	 presente	 em	 grande	 parte	 dos	 processos	 trabalhistas,	 aplicação	 da
multa	do	artigo	477	da	CLT,	hipótese	de	condenação	do	empregador	ao	pagamento	de	 indenização	por
dano	 moral	 ao	 ex-empregado	 nos	 casos	 em	 que	 a	 justa	 causa	 é	 revertida	 pelo	 Poder	 Judiciário,
adentrando	 na	 análise	 das	 consequências	 da	 justa	 causa	 na	 esfera	 íntima	 do	 trabalhador	 e	 os	 seus
impactos	emocionais	e	psicológicos,	a	supressão	de	pagamento	das	verbas	 indenizatórias	e	o	dever	de
indenizar.

Em	 suma,	 este	 livro	 analisa	 de	 maneira	 minuciosa,