A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
56 pág.
Do curso 62243 aula 11 v1

Pré-visualização | Página 7 de 14

e amortização de empréstimos concedidos; 
d) receita patrimonial e receita de alienação de bens; 
e) transferências correntes recebidas e amortização de empréstimos recebidos. 
Comentários 
Vamos classificar todos os itens presentes nas opções. 
a. Errado. 
Juros e encargos da dívida: Fluxo de Caixa das Atividades Operacionais 
Concessão de empréstimos: Fluxo de Caixa das Atividades de Investimento 
b. Certo. 
Receitas derivadas: Fluxo de Caixa das Atividades Operacionais 
Transferências correntes concedidas: Fluxo de Caixa das Atividades Operacionais 
c. Errado. 
Receitas originárias: Fluxo de Caixa das Atividades Operacionais 
Amortização de empréstimos concedidos: Fluxo de Caixa das Atividades de Investimento 
d. Errado. 
Receita patrimonial: Fluxo de Caixa das Atividades Operacionais 
Receita de alienação de bens: Fluxo de Caixa das Atividades de Investimento 
e. Errado. 
Transferências correntes recebidas: Fluxo de Caixa das Atividades Operacionais 
Amortização de empréstimos recebidos: Fluxo de Caixa das Atividades de Financiamento 
Gabarito: B 
12. (FGV/Técnico da Defensoria Pública/DPE-RO/Contabilidade/2015) Na Demonstração dos 
Fluxos de Caixa (DFC) os restos a pagar são sempre: 
a) evidenciados no momento da sua inscrição; 
Gilmar Possati
Aula 11
Contabilidade Pública p/ Concursos Contábeis - Curso Regular
www.estrategiaconcursos.com.br
341933
 
 
 
 
 
 
 
 27 
55 
b) classificados na atividade de investimento; 
c) classificados na atividade operacional; 
d) evidenciados no momento do seu pagamento; 
e) classificados na atividade de financiamento. 
Comentários 
Pessoal, quando estamos falando de DFC lembre-se que essa demonstração evidencia o fluxo de 
recebimentos e pagamentos. Assim, os restos a pagar são sempre evidenciados no momento do 
pagamento. Vale destacar que apenas com as informações fornecidas pela questão não há como 
classificarmos os restos a pagar em algum fluxo (operacional, investimentos ou financiamentos). 
Gabarito: D 
13. (FGV/Analista da Defensoria Pública/Analista Contábil/DPE-RO/2015) A Demonstração dos 
Fluxos de Caixa (DFC) tem o objetivo de contribuir para a transparência da gestão pública, pois 
permite um melhor gerenciamento e controle financeiro dos órgãos e entidades do setor público 
(MCASP/STN). De acordo com as orientações do MCASP, na elaboração da DFC, um item que compõe 
os fluxos de caixa das atividades de financiamento é: 
a) amortização de empréstimos concedidos; 
b) concessão de empréstimos; 
c) juros e correção monetária da dívida interna; 
d) operações de crédito; 
e) transferências intergovernamentais. 
Comentários 
Vamos classificar cada um dos itens. 
a. Errado. 
Amortização de empréstimos concedidos: Fluxo de Caixa das Atividades de Investimento 
b. Errado. 
Concessão de empréstimos: Fluxo de Caixa das Atividades de Investimento 
c. Errado. 
Juros e correção monetária da dívida interna: Fluxo de Caixa das Atividades Operacionais 
d. Certo. 
Operações de crédito: Fluxo de Caixa das Atividades de Financiamento 
e. Errado. 
Transferências intergovernamentais: Fluxo de Caixa das Atividades Operacionais 
Gabarito: D 
Gilmar Possati
Aula 11
Contabilidade Pública p/ Concursos Contábeis - Curso Regular
www.estrategiaconcursos.com.br
341933
 
 
 
 
 
 
 
 28 
55 
14. (FUNDEP/Analista/Contabilista/Uberaba/2016) De acordo com a Norma Brasileira de 
Contabilidade Aplicada ao Setor Público NBC T 16.6 à? Demonstrações Contábeis, a Demonstração 
dos Fluxos de Caixa: 
a) deve ser elaborada tanto pelo método direto como pelo método indireto. 
b) deve evidenciar as movimentações das operações, dos investimentos e dos financiamentos. 
c) deve evidenciar apenas as transações que afetam o patrimônio líquido 
d) não se aplica ao setor público. 
Comentários 
Vamos analisar as opções. 
a. Errado. Segundo a NBC T 16.6, a Demonstração dos Fluxos de Caixa PODE ser elaborada ou pelo 
método direto ou pelo método indireto. Não há obrigatoriedade de a DFC ser elaborada pelos dois 
métodos. 
b. Certo. A DFC evidencia os seguintes fluxos: 
ƒ Atividades Operacionais: Compreende os ingressos e os desembolsos relacionados com a 
ação pública. 
ƒ Atividades de Investimento: Inclui os recursos relacionados à aquisição e à alienação de ativo 
não circulante, adiantamentos ou amortização de empréstimos concedidos. 
ƒ Atividades de Financiamento: Inclui os recursos relacionados à captação e à amortização de 
empréstimos e financiamentos. 
c. Errado. A demonstração que evidencia apenas as transações que afeta o PL é a DMPL e não a DFC. 
d. Errado. A DFC se aplica tanto no setor privado como no setor público. 
Gabarito: B 
15. (IBFC/Analista de Registro do Comércio/JUCEB/2015) A Demonstração dos Fluxos de Caixa 
aplicada ao Setor Público identificará: 
I. As fontes de geração dos fluxos de entrada de caixa. 
II. Os itens de consumo de caixa durante o período das demonstrações contábeis. 
III. O saldo do caixa na data das demonstrações contábeis. 
Com base nas informações acima, está correto afirma que: 
a) Apenas as afirmativas I e II estão corretas. 
b) Apena a afirmativa III está correta. 
c) Apena as afirmativas II e III estão corretas. 
d) As afirmativas I, II e III estão corretas. 
e) As afirmativas I, II e III estão incorretas. 
Comentários 
Gilmar Possati
Aula 11
Contabilidade Pública p/ Concursos Contábeis - Curso Regular
www.estrategiaconcursos.com.br
341933
 
 
 
 
 
 
 
 29 
55 
Segundo o MCASP, 
A Demonstração dos Fluxos de Caixa (DFC) identificará: 
a. as fontes de geração dos fluxos de entrada de caixa; 
b. os itens de consumo de caixa durante o período das demonstrações contábeis; e 
c. o saldo do caixa na data das demonstrações contábeis. 
Observe que todos os itens estão corretos, pois transcrevem literalmente o disposto no MCASP. 
Gabarito: D 
16. (FUNCAB/Técnico/Contabilidade/CRF-RO/2015) A Demonstração dos Fluxos de Caixa permite 
aos usuários projetar cenários de fluxos futuros de caixa e elaborar análise sobre eventuais 
mudanças em torno da capacidade de manutenção do regular financiamento dos serviços públicos. 
Os ingressos, inclusive decorrentes de receitas originárias e derivadas, e os desembolsos 
relacionados com a ação pública, caracterizam o seguinte fluxo de caixa: 
a) dos investimentos. 
b) dos financiamentos. 
c) das operações. 
d) dos custos e despesas identificados com a execução da ação pública. 
e) do resultado econômico apurado. 
Comentários 
A DFC evidencia os seguintes fluxos: 
ƒ Atividades Operacionais: Compreende os ingressos e os desembolsos relacionados com a 
ação pública. 
ƒ Atividades de Investimento: Inclui os recursos relacionados à aquisição e à alienação de ativo 
não circulante, adiantamentos ou amortização de empréstimos concedidos. 
ƒ Atividades de Financiamento: Inclui os recursos relacionados à captação e à amortização de 
empréstimos e financiamentos. 
Gabarito: C 
Da Demonstração dos Fluxos de Caixa Consolidada de um determinado Estado referente ao exercício 
financeiro de 2016, foram extraídas as seguintes informações, em Reais: 
Alienação de Bens Imóveis 184.000.000,00 
Aquisição de Ativo Imobilizado 10.000.000,00 
Juros da Dívida Fundada Interna 5.700.000,00 
Operações de Crédito Obtidas 5.370.000,00 
Outras Receitas Derivadas e Originárias 7.900.000,00 
Despesa Corrente com Pessoal e Encargos Sociais 3.500.000,00 
Gilmar Possati
Aula 11
Contabilidade Pública p/ Concursos Contábeis - Curso Regular
www.estrategiaconcursos.com.br
341933
 
 
 
 
 
 
 
 30 
55 
Receita Patrimonial 2.000.000,00 
Receita Tributária