A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
55 pág.
FUND. TRIBUTOS(COMPLETOS)

Pré-visualização | Página 11 de 16

de qualquer culto;
c) o patrimônio, a renda ou serviços dos partidos políticos, inclusive suas fundações, das entidades sindicais dos trabalhadores, das instituições de educação e de assistência social, sem fins lucrativos, observados os requisitos fixados na Seção II deste Capítulo;       (Redação dada pela Lei Complementar nº 104, de 2001)
d) papel destinado exclusivamente à impressão de jornais, periódicos e livros.
	
	
	 
	
	 8a Questão
	
	
	
	
	A exigibilidade do crédito tributário será suspensa: I - pela moratória; II - por meio de reclamações e recursos administrativos; III - pelo depósito em montante integral; IV - pela concessão de decisão judicial. Pode-se afirmar:
		
	
	(b) apenas os itens II, III e IV estão corretos
	
	(c) todos os itens estão errados
	
	(a) apenas os itens II, III e IV estão errados
	
	Quando não existe atividade da administração pública e somente a previsão do serviço a disposição do contribuinte.
	 
	(d) todos os itens estão corretos
	
	
	 
	
	 1a Questão
	
	
	
	
	No que se refere as vedações impostas à União, aos Estados, ao Distrito Federal e aos Municípios, aponte a alternativa incorreta:
		
	 
	pode cobrar imposto sobre o patrimônio, a renda ou os serviços uns dos outros entes federativos;
	
	cobrar imposto sobre o patrimônio e a renda com base em lei posterior à data inicial do exercício financeiro a que corresponda;
	
	cobrar imposto sobre templos de qualquer culto;
	
	cobrar imposto sobre papel destinado exclusivamente à impressão de jornais, periódicos e livros;
	
	estabelecer limitações ao tráfego, no território nacional, de pessoas ou mercadorias, por meio de tributos interestaduais ou intermunicipais;
	
Explicação:
Segundo o CTN no Art. 9º É vedado à União, aos Estados, ao Distrito Federal e aos Municípios:
I - instituir ou majorar tributos sem que a lei o estabeleça, ressalvado, quanto à majoração, o disposto nos artigos 21, 26 e 65;
II - cobrar imposto sobre o patrimônio e a renda com base em lei posterior à data inicial do exercício financeiro a que corresponda;
III - estabelecer limitações ao tráfego, no território nacional, de pessoas ou mercadorias, por meio de tributos interestaduais ou intermunicipais;
IV - cobrar imposto sobre:
a) o patrimônio, a renda ou os serviços uns dos outros;
b) templos de qualquer culto;
c) o patrimônio, a renda ou serviços dos partidos políticos, inclusive suas fundações, das entidades sindicais dos trabalhadores, das instituições de educação e de assistência social, sem fins lucrativos, observados os requisitos fixados na Seção II deste Capítulo;       (Redação dada pela Lei Complementar nº 104, de 2001)
d) papel destinado exclusivamente à impressão de jornais, periódicos e livros.
	
	
	 
	
	 2a Questão
	
	
	
	
	As imunidades devem estar expressas:
		
	
	b) em Lei Complementar Federal
	
	e) em Resoluções do Senado Federal
	
	c) em Lei Complementar Estadual
	 
	d) na Constituição Federal
	
	a) em Convênios Interestaduais
	
Explicação:
Art. 150 da CF/88: Sem prejuízo de outras garantias asseguradas ao contribuinte, é vedado à União, aos Estados, ao Distrito Federal e aos Municípios:
 
VI - instituir impostos sobre:                              
a) patrimônio, renda ou serviços, uns dos outros;
b) templos de qualquer culto;
c) patrimônio, renda ou serviços dos partidos políticos, inclusive suas fundações, das entidades sindicais dos trabalhadores, das instituições de educação e de assistência social, sem fins lucrativos, atendidos os requisitos da lei;
d) livros, jornais, periódicos e o papel destinado a sua impressão.
	
	
	 
	
	 3a Questão
	
	
	
	
	IMUNIDADE. Veículo de propriedade do Município não pode ser submetido à incidência do imposto sobre a propriedade de automotores (IPVA) por força do princípio constitucional da:
		
	
	Não diferenciação tributária.
	 
	Imunidade tributária recíproca.
	 
	Isenção tributária.
	
	Imunidade tributária original.
	
	Isenção tributária condicionada.
	
Explicação:
De acordo com o artigo 150, inciso VI, aliena a¿,évedadoàUnião,aosEstados-Membros,aoDistri→FederaleaosMunicíπos∈stituirimpos→ssobrepatrimônio,rendaouserviços,unsdosoutros,bemcomoasautarquiasefundaçõesmantidaspeloPoderPúblic⊙Essadisposiçãoconstitucionalvisaàproteçãodofederalism⊙
	
	
	 
	
	 4a Questão
	
	
	
	
	Acerca do Lançamento por Homologação, analise as assertivas abaixo e marque a alternativa INCORRETA:
		
	
	Não se aplica, em nenhuma hipótese, qualquer penalidade.
	 
	No Lançamento por Homologação o sujeito antecipa o pagamento em relação ao lançamento, sem prévio exame da autoridade tributária, ficando a declaração sujeita à confirmação posterior da autoridade administrativa.
	
	Constitui exemplo do Lançamento por Homologação: O IR, o ICMS, o IPI e o ISS.
	
	São características do Lançamento por Homologação: 01. O sujeito passivo antecipa o pagamento; 02. Não há prévio exame da autoridade tributária; 03. A autoridade tributária faz a homologação posterior; 04. Pode ocorrer homologação tácita, não confirmação após 5 anos.
	 
	São características do Lançamento por Homologação: 01. O sujeito passivo fornece informações à autoridade tributária; 02. A autoridade tributária lança após receber as informações.
	
	
	 
	
	 5a Questão
	
	
	
	
	A atenção ao momento correto que entra em vigor uma lei em matéria tributária está diretamente ligado ao principio da:
		
	
	Impessoalidade.
	
	Eficiência.
	
	Moralidade.
	 
	Anterioridade.
	
	Igualdade.
	
Explicação:
Item A.
Explicação: Princípio da Anterioridade - 
O princípio da anterioridade é especificamente tributário, já que se projeta, apenas, no campo da tributação (federal, estadual, municipal e distrito federal).
Este princípio está contido no art. 150, III, ¿b¿, da Constituição Federal.
¿Art. 150 ¿ Sem prejuízo de outras garantias asseguradas ao contribuinte, é vedado à União, aos Estados, ao Distrito Federal e aos Municípios...
	
	
	 
	
	 6a Questão
	
	
	
	
	Acerca dos tipos de lançamentos tributários, analise as assertivas abaixo e marque a alternativa INCORRETA:
		
	
	No Lançamento por declaração, a declaração configura uma obrigação formal ou instrumental do sujeito passivo, e destina-se a registrar dados fáticos relevantes para o êxito, pela autoridade administrativa, do ato de lançamento.
	
	No lançamento por declaração e homologação, o sujeito passivo declara/ homologa e extingue os tributos sem a necessidade da participação do Estado.
	
	Existem três tipos de Lançamentos: Lançamento de Ofício, Lançamento por Declaração e Lançamento por Homologação.
	
	No Lançamento por declaração, o sujeito passivo presta declarações sobre os fatos pertinentes à imposição tributária, cabendo ao sujeito ativo, valendo-se das informações do contribuinte, verificar a ocorrência do fato gerador, identificar o sujeito passivo, realizar o cálculo do montante devido, formalizar o crédito e notificar o sujeito passivo para pagamento.
	 
	No Lançamento por Declaração cabe ao sujeito ativo tomar a iniciativa e realizar, por si só, a verificação da ocorrência do fato gerador, identificação do sujeito passivo, cálculo do montante devido, formalização do crédito e notificação do sujeito passivo para pagamento.
	
	
	 
	
	 7a Questão
	
	
	
	
	A Administração tributária, atividade afeta à fiscalização e cobrança de tributos é da alçada da(do):
		
	 
	Poder Legislativo
	
	Defensor Público
	
	Poder judiciário
	
	Magistrado Federal
	 
	Poder Executivo
	
Explicação:
De acordo com a