A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
55 pág.
FUND. TRIBUTOS(COMPLETOS)

Pré-visualização | Página 16 de 16

e visando o bem-estar comum; são as licenças e as fiscalizações
	
Explicação:
aquele ato que envolve o poder que o Estado tem de disciplinar os direitos, a liberdade e a propriedade das pessoas, obedecidos os limites constitucionais, e visando o bem-estar comum; são as licenças e as fiscalizações
	
	
	 
	
	 7a Questão
	
	
	
	
	Assinale a alternativa correta em relação à exclusão do crédito tributário:
		
	
	o depósito do montante integral trata-se de causa de exclusão do crédito tributário, já que após o depósito, o crédito decorrente do depósito terá sua cobrança excluída.
	 
	o pagamento constitui uma modalidade de exclusão de crédito tributário, tendo em vista que como pagamento, considera-se excluída a necessidade de realização do pagamento.
	
	a moratória constitui uma das hipóteses de exclusão do crédito tributário, tendo em vista que se enquadra como causa de suspensão do crédito tributário.
	 
	a anistia é uma das hipóteses de exclusão tributária, uma vez que na anistia o crédito é constituído. Porém, trata-se de uma situação em que a lei determina a exclusão do pagamento.
	
	o parcelamento é uma modalidade de exclusão do crédito tributário, uma vez que se trata de uma hipótese em que o ordenamento jurídico exclui o pagamento dos valores parcelados.
	
Explicação:
GABARITO  -    a anistia é uma das hipóteses de exclusão tributária, uma vez que na anistia o crédito é constituído. Porém, trata-se de uma situação em que a lei determina a exclusão do pagamento.       A anistia é a hipótese de exclusão do crédito tributário, na qual o crédito já foi constituído e houve o inadimplemento por parte do contribuinte, cuja consequência é a imputação de multa. Nesse panorama, a anistia consiste, exatamente, na feitura de lei posterior com a finalidade de perdoar a multa.
	
	
	 
	
	 8a Questão
	
	
	
	
	A Prefeitura de São Luís concedeu dispensa do IPTU o imóvel de uso exclusivamente residencial do seu proprietário e familiares, localizado no Município de São Luís, de valor venal até R$ 50.000,00, calculado na data do lançamento do imposto. Esta é uma hipótese de:
		
	 
	isenção
	
	omissão
	
	anistia
	
	transação
	
	remissão
	
	
	
	
	 1a Questão
	
	
	
	
	Tal princípio é corolário do "due process of law":
		
	 
	Devido processo legal
	
	Supremacia do interesse público
	
	Tripartição de poder
	
	Celeridade
	
	Hermenêutica
	
Explicação:
Devido processo legal
	
	
	 
	
	 2a Questão
	
	
	
	
	A função fiscal é exercida no âmbito de um processo que, por ser desenvolvido pela Administração e por ter como finalidade o cumprimento de obrigações tributárias, acessória e principal, recebe o nome de:
		
	
	Processo Judiciário
	
	Processo Judicial
	
	Processo Administrativo
	
	Processo Fiscal
	 
	Processo Administrativo Fiscal.
	
Explicação:
Processo Administrativo Fiscal.
	
	
	 
	
	 3a Questão
	
	
	
	
	Exerce função predominantemente fiscal:
		
	
	Imposto de Exportação.
	
	Imposto sobre Produtos Industrializados.
	
	Imposto sobre Operações de Crédito, Câmbio e Seguros.
	 
	Imposto de Renda.
	
	Imposto de Importação.
	
Explicação:
Iem A.
Explicação:  Fiscal: Quando têm, como objetivo, a arrecadação de recursos financeiros para o Estado. Imposto sobre a Renda
	
	
	 
	
	 4a Questão
	
	
	
	
	Na fase do lançamento do crédito tributário, não há que se falar em processo administrativo, mas sim em:
		
	
	Processo Judicial.
	 
	Processo Tributário.
	 
	Procedimento Administrativo.
	
	Processo Legal.
	
	Procedimento Uniforme.
	
Explicação:
Procedimento Administrativo.
	
	
	 
	
	 5a Questão
	
	
	
	
	Sempre que houver uma obrigação tributária, seja ela principal ou acessória, que espontaneamente não tenha sido satisfeita pelo contribuinte, ou por aquelas pessoas a quem a lei transfere ou incumbe essas obrigações, pode ser exigido pelo Fisco o pagamento do tributo ou a penalidade pecuniária decorrente, mediante:
		
	 
	a sua obrigação tributária
	
	a sua obrigação pecuniária
	 
	o seu lançamento
	
	o seu pagamento
	
	o seu crédito tributário
	
Explicação:
o seu lançamento
	
	
	 
	
	 6a Questão
	
	
	
	
	Compete aos Municípios instituir: I. ITBI (Imposto sobre Transmissão inter vivos, a qualquer títulos, por ato oneroso, de bens imóveis, por natureza ou acessão física, e de direitos reais sobre imóveis, exceto ou de garantia, bem como cessão de direitos a sua aquisição). II. IPTU (Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana). III. ITCMD (Imposto sobre a Transmissão causa mortis e doação de quaisquer bens ou direitos). IV. IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores). Marque a alternativa certa de acordo com as assertivas acima:
		
	 
	Estão corretas I e II.
	
	Estão corretas I e III.
	
	A lei tributária sempre aplica-se a ato ou fato consumado.
	
	Estão corretas II e III.
	 
	Estão corretas III e IV.
	
Explicação:
Item: A.
Explicação: 
ITBI (Imposto sobre Transmissão inter vivos, a qualquer títulos, por ato oneroso, de bens imóveis, por natureza ou acessão física, e de direitos reais sobre imóveis, exceto ou de garantia, bem como cessão de direitos a sua aquisição).
I. IPTU (Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana)
	
	
	 
	
	 7a Questão
	
	
	
	
	A Administração Tributária faz valer a função fiscal no âmbito da obtenção das receitas (tributos), ou seja, o cumprimento:
		
	
	do crédito tributátrio
	
	da extinção do crédito tributário
	
	da exclusão tributária
	 
	da obrigação tributária.
	
	do lançamento
	
Explicação:
obrigação tributária.
	
	
	 
	
	 8a Questão
	
	
	
	
	(FCC - 2012)Uma pessoa adquiriu bem imóvel, localizado em área urbana de município paulista, sem exigir que o vendedor lhe exibisse ou entregasse documento comprobatório da quitação do IPTU, relativo aos cinco exercícios anteriores ao da data da referida aquisição. Nada constou a respeito dessa quitação no título por meio do qual foi feita a transmissão da propriedade do referido imóvel. Desse modo, esse adquirente
		
	 
	é responsável tributário pelo pagamento do IPTU somente em relação aos fatos geradores ocorridos após a aquisição do imóvel.
	 
	é responsável tributário pelo pagamento do IPTU devido até o momento da transmissão da propriedade.
	
	não é responsável tributário pelo pagamento do IPTU anterior à aquisição do imóvel, pois nada constou, no título aquisitivo, sobre a existência desses créditos tributários não pagos.
	
	não é responsável tributário pelo pagamento do IPTU anterior à aquisição do imóvel, pois não há ilícito algum na aquisição de imóvel em transmissão inter vivos.
	
	tornou-se contribuinte do IPTU em relação aos créditos tributários referentes aos exercícios anteriores ao de sua aquisição, cabendo a ele quitá-los nessa condição
	
Explicação:
Item A.
Explicação.Na responsabilidade por transferência, o legislador determina que outra pessoa será responsável pelo recolhimento do tributo em virtude de fato diverso do fato jurídico tributário (fato gerador do tributo). Nesse caso, com a prática do fato gerador pelo contribuinte, surge para este (ou para um responsável por substituição) a responsabilidade originária pelo pagamento do tributo; com a ocorrência de fato jurídico distinto, desloca-se a obrigação para o responsável por transferência, seja para responder solidariamente ou não.