Neurociência para Leigos   Frank Amthor
518 pág.

Neurociência para Leigos Frank Amthor


DisciplinaNeurociência1.878 materiais10.984 seguidores
Pré-visualização50 páginas
Neurociência Para Leigos
Por que a Neurociência é importante? A estrutura mais complexa do universo é
a massa de 1,36kg de células dentro de nosso crânio chamada cérebro. O
cérebro consiste de cerca de 100 bilhões de neurônios, o que é cerca da
mesma quantidade de estrelas na Via Láctea e o número de galáxias no
universo conhecido. Ele também contém cerca de um trilhão de células da glia,
que contribuem para o funcionamento adequado dos neurônios. Como qualquer
máquina complexa, o cérebro contém várias partes, cada qual com subpartes,
que também têm subpartes, seguindo até seus \u201celementos mais básicos\u201d \u2014 os
neurônios e a glia. Nesta Folha de Cola você encontra informações sobre as
partes-chave do cérebro e o papel e função das células que formam o sistema
nervoso.
NEUROCIÊNCIA: OS TIPOS E FUNÇÕES DAS
CÉLULAS NO SISTEMA NERVOSO CENTRAL
O sistema nervoso consiste do sistema nervoso central (cérebro e medula
espinhal), do sistema nervoso periférico (neurônios sensoriais e motores) e do
sistema nervoso autônomo (que regula os processos corporais como a digestão
e a frequência cardíaca).
Todas as divisões do sistema nervoso são baseadas universalmente nas
funções dos neurônios, células especializadas que processam informação.
Neurônios geram impulsos nervosos que causam a liberação de substâncias
químicas em junções especializadas chamadas sinapses, as quais permitem
que neurônios diferentes falem uns com os outros. O funcionamento adequado
dos neurônios depende de células especializadas da glia. Todos os sistemas
nervosos em todas as espécies animais têm sete tipos básicos de células
funcionais:
Neurônios sensoriais: Estes neurônios informam ao resto do cérebro sobre
o ambiente externo e interno.
Neurônios motores ou efetuadores: Neurônios motores contraem
músculos e medeiam comportamentos, e neurônios de outras saídas
estimulam glândulas e órgãos.
Neurônios de comunicação: Neurônios de comunicação transmitem sinais
de uma área do cérebro para a outra.
Interneurônios ou associativos: A grande maioria dos neurônios em
vertebrados é de neurônios de associação. Eles extraem e processam
informações vindas dos sentidos, comparam\u2013nas com o que está na
memória e as utilizam para planejar e executar o comportamento. Cada uma
das várias centenas de regiões do cérebro contém aproximadamente várias
dúzias de tipos distintos de neurônios de associação, que medeiam a função
dessa área do cérebro.
Mielina: Muitos axônios estão envolvidos em processamentos da célula da
glia que fornecem isolamento extra. Esse isolamento é composto de
oligodendrócitos, que formam a mielina, dando origem a axônios
mielinizados. As lacunas entre os envólucros de mielina são chamadas
nódulos de Ranvier. É aqui que o potencial de ação (impulso nervoso
elétrico) é repetido, permitindo, assim, que o sinal mantenha sua força por
longas distâncias. Axônios mielinizados têm velocidades rápidas de
condução em que os potenciais de ação viajam várias centenas de metros
por segundo. Muitos axônios menores no sistema nervoso não são
mielinizados e conduzem potenciais de ação mais lentamente.
Astrócitos: Astrócitos são células em formato de estrela que fornecem
suporte metabólico para neurônios, bem como formam a barreira
hematoencefálica. Astrócitos contribuem significativamente com a função
sináptica, mantendo a concentração adequada de substâncias químicas na
sinapse, e também são conhecidos por liberar gliotransmissores que podem
regular a transmissão sináptica. A habilidade dos astrócitos de integrar a
atividade sináptica e sua localização física próxima a sinapses deu origem
ao termo sinapse tripartite. A sinapse tripartite se refere a três entidades: o
terminal pré-sináptico do neurônio, o terminal pós-sináptico do neurônio e
o processo adjacente de um astrócito.
Micróglia: Estas células são as únicas células imunes residentes no
cérebro. Elas agem como a primeira linha de defesa imunológica no
cérebro. As micróglias são células de limpeza que removem células mortas
e agentes infecciosos por um processo chamado fagocitose. Embora a
micróglia possa ser ativada em estados de doença para liberar substâncias
químicas nocivas que danificam neurônios, ela demonstrou fornecer suporte
trófico para neurônios. Estudos mais recentes demonstraram que a
micróglia suprime sinapses desnecessárias durante o desenvolvimento, o
que é requerido para uma maturação adequada do sistema nervoso central.
Há diferenças estruturais óbvias entre os neurônios e a maioria das outras
células. Enquanto a maior parte das células não neuronais lembra esferoides
achatados, os neurônios normalmente têm uma \u201cárvore dendrítica\u201d de ramos
(ou processos) surgindo do corpo celular (ou soma), além de um único
processo, chamado de axônio, que também emana do corpo celular, mas que
percorre grandes distâncias (às vezes até vários metros) antes de ramificar.
Enquanto os dendritos recebem entradas sinápticas de outras células, o axônio
envia o resultado da célula para outras células.
Neurociência
Neurociência
Tradução da
2a Edição
Frank Amthor, Ph.D.
Neurociência Para Leigos® \u2014 Tradução da 2a Edição
Copyright © 2017 da Starlin Alta Editora e Consultoria Eireli. ISBN: 978-85-508-0173-5
Translated from original Neuroscience For Dummies®, 2nd Edition. Copyright © 2016
by John Wiley & Sons, Inc. ISBN 978-1-119-22489-1. This translation is published and
sold by permission of John Wiley & Sons, Inc., the owner of all rights to publish and sell
the same. PORTUGUESE language edition published by Starlin Alta Editora e
Consultoria Eireli, Copyright © 2017 by Starlin Alta Editora e Consultoria Eireli.
Todos os direitos estão reservados e protegidos por Lei. Nenhuma parte deste livro, sem
autorização prévia por escrito da editora, poderá ser reproduzida ou transmitida. A violação
dos Direitos Autorais é crime estabelecido na Lei n° 9.610/98 e com punição de acordo
com o artigo 184 do Código Penal.
A editora não se responsabiliza pelo conteúdo da obra, formulada exclusivamente pelo(s)
autor(es).
Marcas Registradas: Todos os termos mencionados e reconhecidos como Marca
Registrada e/ou Comercial são de responsabilidade de seus proprietários. A editora informa
não estar associada a nenhum produto e/ou fornecedor apresentado no livro.
Publique seu livro com a Alta Books. Para mais informações envie um e-mail para
autoria@altabooks.com.br
Obra disponível para venda corporativa e/ou personalizada. Para mais informações,
fale com projetos@altabooks.com.br
Erratas e arquivos de apoio: No site da editora relatamos, com a devida correção,
qualquer erro encontrado em nossos livros, bem como disponibilizamos arquivos de
apoio se aplicáveis à obra em questão.
Acesse o site www.altabooks.com.br e procure pelo título do livro desejado para ter
acesso às erratas, aos arquivos de apoio e/ou a outros conteúdos aplicáveis à obra.
Suporte Técnico: A obra é comercializada na forma em que está, sem direito a suporte
técnico ou orientação pessoal/exclusiva ao leitor.
Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP)
Vagner Rodolfo CRB-8/9410
A528n Amthor, Frank
Neurociência para leigos / Frank Amthor; traduzido por Samantha
Batista. - Rio de Janeiro : Alta Books, 2017.
384 p. : il.; 17cm × 24cm.
Tradução de: Neuroscience for dummies
Inclui índice.
ISBN: 978-85-508-0173-5
1. Neurociências. I. Batista, Samantha. II. Título.
CDD 612.8 
CDU 612.8 
Rua Viúva Cláudio, 291 \u2014 Bairro Industrial do Jacaré
CEP: 20.970-031 \u2014 Rio de Janeiro (RJ)
Tels.: (21) 3278-8069 / 3278-8419
www.altabooks.com.br \u2014 altabooks@altabooks.com.br
www.facebook.com/altabooks \u2014 www.instagram.com/altabooks
Sobre o Autor
Frank Amthor é professor de psicologia na Universidade do Alabama, em
Birmingham, onde também integra o UAB Medical School Department of
Neurobiology, a School of Optometry e o Department of Biomedical
Naiara
Naiara fez um comentário
Tambem queria
0 aprovações
André
André fez um comentário
Você tem o link do pdf para baixar?
0 aprovações
Carregar mais