A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
31 pág.
APOL 1 2 3 4 5 e DISCURSIVAS

Pré-visualização | Página 7 de 8

– Necessidade de Capital de Giro (NCG). 
 
Justificativa 
a) e b) Erradas - Houve diminuição na liquidez corrente: 
Ativo Circulante (Operacional e Não Operacional) / Passivo Circulante (Operacional e Não 
Operacional) = Liquidez Corrente 
20X4: 550000/250000 = 2,2; 
20X5: 600000/350000 = 1,7; 
20X6: 650000/450000 = 1,4; 
c) Correta - Houve o aumento da necessidade do capital de giro. 
Ativo Operacional - Passivo Operacional = Necessidade de Capital de Giro 
20X4: 350000- 150000 = 200000 
20X5: 450000-200000 = 250000 
20X6: 550000-250000 = 300000 
d) Errada – Houve diminuição no capital circulante líquido. 
Ativo Circulante - Passivo Circulante = Capital Circulante Líquido 
20X4: 550000 - 250000 = 300000 
20X5: 600000 - 350000 = 250000 
20X6: 650000 - 450000 = 200000 
e) Errada – 
Capital Circulante Líquido – Necessidade de Capital de Giro = Saldo de Tesouraria 
20X4: 300000 – 200000 = 100000 
20X5: 250000 – 250000 = 0 
20X6: 200000 – 300000 = -100000 
 
D Houve aumento no capital circulante líquido. 
 
E Houve aumento no saldo de tesouraria. 
 
 
DISCURSIVA - ANÁLISE DE DEMONSTRATIVOS FINANCEIROS E 
ÍNDICES DE DESEMPENHO 
 
Questão 1 
Uma maior rotação dos estoques resulta no aumento da liquidez e na 
melhoria do desempenho empresarial. 
Uma maior rotação dos estoques também significa aumento nos lucros? 
Explique a sua resposta. 
Resposta esperada 
Apostila 5: Índices de Atividade – Rota 5: Prazos médios x rotações. 
Não, já que com o aumento da rotação dos estoques surgem alguns 
acréscimos de despesas derivantes do esforço adicional de venda (como 
despesas financeiras para empréstimos de capital de giro necessários para 
sustentar a venda adicional) que não são incluídas no custo dos produtos 
vendidos, ou seja, o efeito de um acréscimo da rotação ocorre sobre o lucro 
líquido. 
Questão 2 
Da empresa Comercial Ltda. foram extraídas as seguintes informações 
referentes aos prazos médios. 
 
Considerando estas informações qual o ciclo financeiro da empresa? Com está 
a gestão do fluxo de caixa? 
Resposta esperada 
Apostila 5: Índices de Atividade – Rota 1: Ciclo operacional, ciclo econômico 
e ciclo financeiro. 
Ciclo Econômico = Prazo Médio de Renovação de Estoques (PMRE) = 40 
dias 
Ciclo Operacional = Ciclo Econômico + Prazo Médio de Recebimento de 
Vendas (PMRV) = 98 dias 
Ciclo Financeiro = Ciclo Operacional - Prazo Médio de Pagamento de 
Compras (PMPC): 98 – 39 = 59 dias 
De acordo com as informações encontradas o giro financeiro da empresa é 
lento, já que a empresa paga aos seus fornecedores, antes de receber de 
seus clientes, ocasionando um desembolso desnecessário. 
Questão 3 
Com base nos dados da tabela a seguir responda, qual o quociente de 
Liquidez Imediata? Como podemos interpretar o resultado obtido? O 
quociente de Liquidez Imediata é obtido da seguinte maneira: 
Disponibilidades /Passivo Circulante. 
 
Resposta esperada 
Apostila 3: AH, AV e Índices de Liquidez – Rota 5: Indicador de Liquidez Seca 
e Indicador de Liquidez Imediata. 
O quociente de Liquidez Imediata é obtido da seguinte 
maneira: Disponibilidades /Passivo Circulante. 
Disponibilidades: Caixa R$ 12.000,00 + Banco c/ Movimento R$ 43.500,00 
+ Aplicações Financeira de Curto Prazo R$ 25.000,00 = R$ 80.500,00 
Passivo Circulante: Salários a Pagar R$ 23.900,00 + Fornecedores R$ 
45.690,00 + Impostos a Recolher R$ 12.000,00 = R$ 81.590,00 
Liquidez Imediata= 0,98 
Os resultados obtidos demonstram que a organização possui capacidade de 
quitar imediatamente as dívidas de curto prazo. 
Questão 4 
A análise das demonstrações contábeis pode ser dividida em três níveis: 
introdutório, intermediário e avançado. 
Discorra sobre as principais características dos três níveis de análise das 
demonstrações contábeis. 
Resposta esperada 
Apostila 2: Introdução a Análise das Demonstrações Contábeis – Rota 3: 
Amplitude e limitações. 
A análise das demonstrações contábeis pode ser dividida em três níveis: 
introdutório, intermediário e avançado. No nível introdutório, apenas alguns 
indicadores básicos são abordados. Poderíamos dizer, a princípio, que só 
teremos condições de conhecer a situação econômico-financeira de uma 
empresa por meio de três pontos fundamentais de análise: Liquidez (Situação 
Financeira), Rentabilidade (Situação Econômica) e Endividamento (Estrutura 
de Capital), chamado por Marion (2010) de tripé decisorial da empresa. 
No nível intermediário, por meio da abordagem do tripé (ex.: Liquidez, 
Rentabilidade e Endividamento), a análise pode ser aprofundada mediante 
outro conjunto de indicadores que melhor explica e detalha a situação 
econômico-financeira da empresa. Esse conjunto de indicadores, ainda que 
mais profundo que o primeiro grupo, está num nível intermediário, podendo 
avançar um pouco mais a análise. 
No nível avançado uma série de outros indicadores e instrumentos de análise 
poderia enriquecer ainda mais as conclusões referentes à situação 
econômico-financeira de uma empresa. Algumas ferramentas são: 
Indicadores combinados, análise da demonstração do valor adicionado, 
liquidez dinâmica, projeções das demonstrações contábeis e suas análises, 
EVA, MVA, Balanced Scorecard etc. 
Questão 5 
Técnicas contábeis correspondem aos procedimentos adotados para o alcance 
das metas estabelecidas pela contabilidade. São técnicas contábeis a 
escrituração, a demonstração, a auditoria e a análise das demonstrações 
contábeis. Tais métodos são constituídos com uma finalidade especifica. 
No que tange as demonstrações contábeis quais são os seus objetivos? 
Resposta esperada 
Apostila 1: Introdução as Demonstrações Contábeis - Rota 1: Demonstrações 
Contábeis: Objetivos e Abrangência. 
As demonstrações contábeis são uma representação estruturada da posição 
patrimonial e financeira e do desempenho da entidade. Seu objetivo é o de 
proporcionar informação acerca da posição patrimonial e financeira, do 
desempenho e dos fluxos de caixa da entidade que seja útil a um grande 
número de usuários em suas avaliações e tomada de decisões econômicas. 
Ademais, elas também objetivam apresentar os resultados da atuação da 
administração, em face de seus deveres e responsabilidades na gestão 
diligente dos recursos que lhe foram confiados. 
 
DISCURSIVA - ANÁLISE DE VIABILIDADE ECONÔMICO-
FINANCEIRA 
 
Questão 1 
O capital de uma empresa pode ser obtido por duas formas: (i) recursos de terceiros 
e (ii) recursos próprio. Com relação aos recursos de terceiros (= capital de terceiros), 
estes são aqueles que a empresa pode obter com personagens financeiros fora dos 
portões da empresa, por exemplo, empréstimo em bancos comerciais. Já os recursos 
próprios (=capital próprio) são aqueles que podem ser obtidos com os donos da 
empresa (cotistas ou acionistas), por exemplo, aporte de capitais e retenção de 
lucros. E independentemente da fonte, a questão chave é que o capital obtido tem 
custo para a empresa: o custo do capital (k). O qual, em sua forma mais primária é 
representado pelo total da soma entre custo de oportunidade (COP) dos agentes (um 
investimento tido como de baixo risco pelo mercado) com o prêmio de risco (Pr), um 
valor que eles acreditam cobrir o risco que incorremna escolha de um determinado 
projeto para investimento. 
Resposta esperada 
Custo de oportunidade (COP) é o valor da taxa Selic, pois, como foi visto no texto da 
disciplina, no Brasil este título é tido como de baixo risco, sendo assim: 
COP = 12% (valor da Selic) 
O prêmio de risco (Pr) pode ser obtido pela representação da fórmula citada na 
contextualização: K = COP + Pr 
Questão 2 
Os artefatos contábeis gerenciais permitem estabelecer

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.