A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
6 pág.
Aula   Parasitas instestinais   esquistossomose (1)

Pré-visualização | Página 1 de 2

21/05/2018
1
Schistosoma mansoni e Esquistossomose
Faculdades Integradas de Três Lagoas
Aula 1- Introdução à parasitologia
PARASITOLOGIA BÁSICA O que é esquistossomose?
No Brasil é popularmente conhecida como 
“Xistose”, “barriga d’água” e “mal-do-
caramujo”.
Aula 1- Introdução à parasitologia
PARASITOLOGIA BÁSICA
A esquistossomose mansoni ou mansônica é uma doença
parasitária, causada pelo trematódeo Schistosoma mansoni,
cujas formas adultas habitam os vasos mesentéricos do
hospedeiro definitivo e as formas intermediárias se
desenvolvem em caramujos gastrópodes aquáticos do gênero
Biomphalaria.
Trata-se de uma doença, inicialmente assintomática, que pode
evoluir para formas clínicas extremamente graves e levar o
paciente ao óbito. A magnitude de sua prevalência, associada à
severidade das formas clínicas e a sua evolução, conferem a
esquistossomose uma grande relevância como problema de
saúde pública.
É caracterizada, na forma mais grave, a hepatoesplênica, pelo
aumento do fígado e do baço.
Características gerais
Esquistossomose mansônica
• SINONÍMIA
Esquistossomose, esquistossomiase, bilharziose
ou bilharziase mansonica, mansoni ou intestinal,
doenca de Manson-Piraja da Silva.
4
Aula 1- Introdução à parasitologia
PARASITOLOGIA BÁSICA Distribuição das esquistossomoses no mundo
Aula 1- Introdução à parasitologia
PARASITOLOGIA BÁSICA Histórico
21/05/2018
2
Aula 1- Introdução à parasitologia
PARASITOLOGIA BÁSICA Situação Epidemiológica no Brasil
Aula 1- Introdução à parasitologia
PARASITOLOGIA BÁSICA Morfologia
A morfologia do S. mansoni (é um trematódeo de sexos separados)
deve ser estudada nas várias fases que podem ser encontradas em
seu ciclo biológico:
• adulto (macho e fêmea),
• ovo,
• miracídio,
• esporocisto e
• cercária.
Aula 1- Introdução à parasitologia
PARASITOLOGIA BÁSICA Morfologia
O verme não possui órgão copulador e, assim, os espermatozoides passam pelos canais
deferentes, que se abrem no poro genital, dentro do canal ginecóforo, e aí alcançam a
fêmea, fecundando-a
Aula 1- Introdução à parasitologia
PARASITOLOGIA BÁSICA Morfologia
Aula 1- Introdução à parasitologia
PARASITOLOGIA BÁSICA
S. monsoni – casal em cópula
Morfologia
Aula 1- Introdução à parasitologia
PARASITOLOGIA BÁSICA
21/05/2018
3
Aula 1- Introdução à parasitologia
PARASITOLOGIA BÁSICA Morfologia
Aula 1- Introdução à parasitologia
PARASITOLOGIA BÁSICA Morfologia
• O miracídio é o primeiro estágio de vida livre do Schistosoma. 
Aula 1- Introdução à parasitologia
PARASITOLOGIA BÁSICA Morfologia
Aula 1- Introdução à parasitologia
PARASITOLOGIA BÁSICA
No ciclo da doença, estão envolvidos dois hospedeiros, um definitivo e o
intermediário
Hospedeiro definitivo
O homem é o principal hospedeiro definitivo e nele o parasita
apresenta a forma adulta, reproduz-se sexuadamente e por meio da
eliminação dos ovos do S. mansoni, no ambiente, pelas fezes,
ocasionando a contaminação das coleções hídricas.
Os primatas, marsupiais (gambá), ruminantes, roedores e
lagomorfos (lebres e coelhos), porém, não está clara a participação
desses animais na transmissão e epidemiologia da doença, apesar
da capacidade de todos em eliminar ovos nas fezes.
Ciclo Biológico
Aula 1- Introdução à parasitologia
PARASITOLOGIA BÁSICA
Hospedeiro intermediário
Ciclo Biológico
O ciclo biológico do S. mansoni depende da
presença do hospedeiro intermediário no ambiente
 são os organismos que possibilitam a
reprodução assexuada do platelminto.
Aula 1- Introdução à parasitologia
PARASITOLOGIA BÁSICA
No Brasil, as espécies Biomphalaria glabrata, Biomphalaria
straminea e Biomphalaria tenagophila estão envolvidas na
disseminação da esquistossomose. Há registros da distribuição
geográfica das principais espécies em 24 estados, localizados,
principalmente, nas regiões Nordeste, Sudeste e Centro-oeste.
Os planorbídeos são caramujos pulmonados e hermafroditas, que habitam água doce,
com pouca correnteza ou parada.
Ciclo Biológico
Concha discoidal
21/05/2018
4
Aula 1- Introdução à parasitologia
PARASITOLOGIA BÁSICA Ciclo Biológico
1
Obs. Quando ingeridas com água, as que chagam ao estômago são destruídas pelo suco
gástrico, as que penetram na mucosa bucal desenvolvem-se normalmente. Aula 1- Introdução à parasitologia
PARASITOLOGIA BÁSICA Modo de transmissão
Aula 1- Introdução à parasitologia
PARASITOLOGIA BÁSICA Patogenia
Está ligada a vários fatores, tais como cepa do parasito, carga
parasitária adquirida, idade, estado nutricional e resposta
imunitária da pessoa.
Aula 1- Introdução à parasitologia
PARASITOLOGIA BÁSICA Patogenia
Eritema  vermelhidão da pele, devido à
vasodilatação dos capilares cutâneos.
Pápula é uma lesão sólida da pele,
elevada, com menos de 1 cm de
diâmetro
Esquistossomose aguda
Aula 1- Introdução à parasitologia
PARASITOLOGIA BÁSICA
http://lineu.icb.usp.br/~farmacia/ppt/Esquisto
ssomose_2012.pdf
Patogenia
Aula 1- Introdução à parasitologia
PARASITOLOGIA BÁSICA Patogenia
21/05/2018
5
Aula 1- Introdução à parasitologia
PARASITOLOGIA BÁSICA
Esquistossomose crônica
Patogenia
Aula 1- Introdução à parasitologia
PARASITOLOGIA BÁSICA Patogenia
Aula 1- Introdução à parasitologia
PARASITOLOGIA BÁSICA Diagnóstico
Aula 1- Introdução à parasitologia
PARASITOLOGIA BÁSICA Tratamento
É um derivado da isoquinolinapirazino, ativo nas três esquistossomoses humanas e
nas teníases. Produz paralisia espástica nos vermes e, em dose elevada, lesões no
tegumento.
Aula 1- Introdução à parasitologia
PARASITOLOGIA BÁSICA Tratamento
Aula 1- Introdução à parasitologia
PARASITOLOGIA BÁSICA Tratamento
21/05/2018
6
Aula 1- Introdução à parasitologia
PARASITOLOGIA BÁSICA Tratamento
Aula 1- Introdução à parasitologia
PARASITOLOGIA BÁSICA
Exercício 7
1- Assinale V para proposição verdadeira e F para falsa.
( ) O protozoário Schistosoma mansoni provoca no homem a esquistossomose,
caracterizada por aumento abdominal, popularmente conhecido como “barriga d’água”.
( ) Na esquistossomose as formas adultas do Schistosoma mansoni habitam os vasos
mesentéricos do hospedeiro definitivo (homem) e as formas intermediárias se
desenvolvem em caramujos gastrópodes aquáticos do gênero Biomphalaria.
( ) Os esquistossômulos se reproduzem sexuadamente antes de serem despejados na
água para infectar ou reinfectar novas vítimas humanas; assim, eliminar os caramujos é a
única medida profilática eficaz no combate à esquistossomose.
( ) O Schistosoma mansoni é um animal pequeno, com machos e fêmeas idênticos,
reconhecidos por sua morfologia externa e sistemas sexuais apresentando ausência de
dimorfismo sexual.
( ) Os esquistossomos que infectam seres humanos se reproduzem em moluscos
aquáticos, sendo uma das medidas para sua erradicação a eliminação de lesmas, caracóis
e caramujos de água doce.
Aula 1- Introdução à parasitologia
PARASITOLOGIA BÁSICA
( ) O Schistosoma mansoni é um animal pequeno, com machos e fêmeas idênticos,
reconhecidos por sua morfologia externa e sistemas sexuais apresentando ausência de
dimorfismo sexual.
( ) Os esquistossomos que infectam seres humanos se reproduzem em moluscos
aquáticos, sendo uma das medidas para sua erradicação a eliminação de lesmas, caracóis
e caramujos de água doce.
( ) O Schistosoma mansoni é um importante parasita humano que vive nos planorbídeos,
caramujos pulmonados de hábitat dulcícola.
( ) Os ovos do Schistossoma mansoni são liberados pelo intestino do hospedeiro
intermediário junto com as fezes. Na água, cada ovo libera uma larva ciliada, chamada de
miracídeo.
( ) No ciclo biológico, os ovos do Schistossoma mansoni são ingeridos por caramujos.
Reproduzem-se sexuadamente e liberam larvas na água.
( ) Através das picadas do