por mat 5a8
6 pág.

por mat 5a8


DisciplinaProva1.783 materiais2.151 seguidores
Pré-visualização2 páginas
pcimarkpci MjgwNDowMTRkOjFhODQ6ODg0ZTpmNGQyOjQ1Njg6NjYyOTo5NjU5:TW9uLCAwNCBGZWIgMjAxOSAwMDowNToxNCAtMDIwMA==
Prefeitura Municipal de
Queimados
As páginas deste caderno de questões estão numeradas seqüencialmente e contêm 30 questões.
ATENÇÃO !
1 - Verifique se a paginação deste caderno está correta.
2 - Verifique no cartão de respostas se seu nome, número de inscrição, data de nascimento e cargo/área de atividade
para o qual concorre estão corretos .
3 - Observe as recomendações impressas no cartão de respostas.
4 - Leia atentamente cada questão e assinale no cartão de respostas a opção que a responde corretamente.
5 - Se você precisar de algum esclarecimento solicite a presença do chefe de local.
6 - Você dispõe de 3h (três horas) para fazer a prova, inclusive a marcação do cartão de respostas. Faça-a com
tranqüilidade, mas controle o seu tempo.
7 - Após o término da prova, entregue ao fiscal o cartão de respostas devidamente assinado no verso.
INSTRUÇÕES:
CALENDÁRIO PREVISTO
Divulgação do Gabarito - 03/09/2001no Boletim Oficial de Queimados
Prazo de Recurso - 04 e 05/09/2001
Para encaminhamento de recurso deverá ser
observado o disposto no Título VIITítulo VIITítulo VIITítulo VIITítulo VII do Edital que
regulamenta o concurso ( página 5 do Manual do Candidato ).
GOVERNOGOVERNOGOVERNOGOVERNOGOVERNOCOMPROMISSOCOMPROMISSOCOMPROMISSOCOMPROMISSOCOMPROMISSO
Núcleo de Computação Eletrônica
Universidade Federal do Rio de Janeiro
RealizaçãoRealizaçãoRealizaçãoRealizaçãoRealização
Auxiliar de Cozinha
Cozinheiro
Bombeiro Hidráulico
Auxiliar de Serviços Gerais \u2013 Manilheiro
Operador de Máquinas Pesadas
Pedreiro
Pintor de Parede e Artífice em Alvenaria e Pintura
Vigia
www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MjgwNDowMTRkOjFhODQ6ODg0ZTpmNGQyOjQ1Njg6NjYyOTo5NjU5:TW9uLCAwNCBGZWIgMjAxOSAwMDowNToxNCAtMDIwMA==
Prefeitura Municipal de Queimados 2001
2
LÍNGUA PORTUGUESA
TEXTO \u2013 ESTRANHA AVENTURA DE UM MENINO
 Zero Hora, 10/1/97
Com apenas três anos, o menino Frederico de
Medeiros Serra viveu esta semana uma história mais
perigosa que a de qualquer conto de fadas. Transpôs a
cerca da fazenda de seu avô, na zona do alto Paranaíba,
oeste de Minas Gerais, e embrenhou-se sozinho pelas
matas e montanhas no final da tarde de terça-feira,
passando toda a madrugada de quarta-feira perambulando
e dormindo entre cobras, ariranhas e outros bichos, até
ser encontrado às 11 horas da manhã por um cabo do
corpo de bombeiros. Ontem, finalmente, ele chegou a
Belo Horizonte, onde mora num confortável apartamento
na região central da cidade. Levado a vários médicos,
não foi constatado nenhum arranhão, nenhuma picada
de inseto sequer, enquanto os pais não descansam os
joelhos do chão e as mãos levantadas para o céu,
\u201crezando em agradecimento a Deus pelo milagre\u201d.
Frederico também não apresentou nenhum sinal
de trauma psicológico pelos apuros que passou. Seu
pai, Alfredo Santoro, comerciante, conta que ele foi
encontrado tranqüilo e absorto, após a noite passada
\u201csabe-se lá como\u201d, a seis quilômetros da sede da fazenda,
depois de andar tantos outros quilômetros em círculo.
1 - O título do texto fala que a aventura do menino foi
\u201cestranha\u201d; de fato, ela pode ser considerada \u201cestranha\u201d
porque o menino:
a) viveu uma história de conto de fadas;
b) nada lembra das aventuras vividas;
c) ficou sem ferimentos e traumas;
d) andou por toda a noite em círculos;
e) ficou intranqüilo com as dificuldades vividas.
2 - O texto jornalístico informa ao leitor o nome do menino,
sua idade, o local onde ocorreu a aventura, o nome do
pai do menino e o horário em que foi encontrado; todas
essas informações pretendem:
a) mostrar que os fatos são verdadeiros;
b) indicar a estranheza dos fatos narrados;
c) ajudar a polícia na investigação dos fatos;
d) mostrar a ordem em que ocorreram os fatos;
e) causar emoção nos leitores.
3 - \u201cSeu pai, Alfredo Santoro, comerciante, conta que
ele foi encontrado tranqüilo e absorto, após a noite
passada \u201csabe-se lá como\u201d, a seis quilômetros da sede
da fazenda, depois de andar tantos outros quilômetros
em círculo\u201d; lendo esse segmento do texto, vemos que
o menino andou, em número de quilômetros:
a) 6;
b) 10;
c) 12;
d) 18;
e) 60.
4. \u201cCom apenas três anos...\u201d; ao incluir a palavra apenas
nesse segmento do texto, o autor quis dizer que
considera três anos:
a) muitos;
b) poucos;
c) suficientes;
d) ideais;
e) necessários.
5 - \u201c...o menino Frederico de Medeiros Serra viveu esta
semana...\u201d; ao escrever esta, o autor do texto se refere
à semana em que está escrevendo e, por tratar-se de
uma notícia de jornal, à semana da publicação do jornal.
Como nós só estamos lendo essa notícia hoje, depois
de 4 anos, o pronome esta não tem mais esse valor. Se
você fosse, hoje, interpretar literalmente a frase, esse
pronome se referiria:
a) à semana de realização da prova;
b) à semana em que os fatos ocorreram;
c) à semana em que o jornal foi publicado;
d) à semana em que o menino se perdeu;
e) à semana em que o menino foi encontrado.
6 - \u201c...viveu esta semana uma história mais perigosa
que a de qualquer conto de fadas.\u201d; em outras palavras,
pode-se dizer que:
a) viveu uma história perigosíssima e real;
b) viveu uma história tão perigosa quanto a de um con-
to de fadas;
c) viveu uma história menos perigosa que a de um con-
to de fadas;
d) a história de um conto de fadas é menos perigosa
que a que o menino viveu;
e) a história de um conto de fadas é tão perigosa quanto
a que foi vivida pelo menino.
www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MjgwNDowMTRkOjFhODQ6ODg0ZTpmNGQyOjQ1Njg6NjYyOTo5NjU5:TW9uLCAwNCBGZWIgMjAxOSAwMDowNToxNCAtMDIwMA==
Prefeitura Municipal de Queimados 2001
3
7 - \u201cTranspôs a cerca da fazenda...\u201d; se fossem dois os
meninos, em lugar de um, a forma verbal do verbo transpor
correta seria, nesse mesmo tempo e modo:
a) transpõem;
b) transpusemos;
c) transpuseram;
d) transponham;
e) transpunham.
8 - As preposições são vocábulos que indicam
circunstâncias diversas; o item abaixo em que a
preposição destacada indica uma circunstância de forma
correta, em relação ao texto em que está inserida é:
a) \u201cCom apenas três anos,...\u201d- companhia;
b) \u201cTranspôs a cerca da fazenda de seu avô...\u201d- posse;
c) \u201c...perambulando e dormindo entre cobras...\u201d- modo;
d) \u201c...até ser encontrado...\u201d- lugar;
e) \u201c...ele chegou a Belo Horizonte...\u201d- tempo.
9 - \u201cFrederico também não apresentou nenhum sinal de
trauma psicológico...\u201d; o emprego de também significa
que o menino:
a) apresentou sinais de outros traumas antes;
b) já sofrera traumas psicológicos anteriormente;
c) nunca sofreu nada semelhante;
d) outras pessoas acompanhavam o menino e também
nada sofreram;
e) não apresentou traumas de outros tipos.
10 - \u201c...pelos apuros que passou...\u201d; no contexto, o
sentido da palavra sublinhada eqüivale a:
a) momentos;
b) medos;
c) necessidades;
d) dificuldades;
e) cansaço.
11 - A expressão \u201crezando em agradecimento a Deus
pelo milagre\u201d está colocada entre aspas porque é:
a) um exemplo de linguagem religiosa;
b) sinal de respeito em relação a Deus;
c) reprodução da fala dos pais do menino;
d) uma construção gramaticalmente errada;
e) um sinal de ironia textual.
12 - \u201c...na zona do alto Paranaíba...\u201d; nesse caso,
\u201cParanaíba\u201d deve referir-se a um:
a) rio;
b) Estado;
c) monte;
d) sertão;
e) planalto.
13 - \u201cnão foi constatado nenhum arranhão, nenhuma
picada de inseto sequer\u201d; se o verbo fosse colocado após
o sujeito, sua forma adequada seria:
a) foi constatado;
b) foi constatada;
c) foram constatadas;
d) foram constatados;
e) foi constatados.
14 - O texto foi inserido como notícia por seu caráter:
a) sensacionalista;
b) trágico;
c) cômico;
d) realista;
e) informativo.
15 - Num texto narrativo,