Incorporação Imobiliaria
921 pág.

Incorporação Imobiliaria

Disciplina:Administração Imobiliaria6 materiais83 seguidores
Pré-visualização50 páginas
■ A EDITORA FORENSE se responsabiliza pelos vícios do produto no que concerne à sua
edição, aí compreendidas a impressão e a apresentação, a fim de possibilitar ao
consumidor bem manuseá-lo e lê-lo. Os vícios relacionados à atualização da obra, aos
conceitos doutrinários, às concepções ideológicas e referências indevidas são de
responsabilidade do autor e/ou atualizador.

As reclamações devem ser feitas até noventa dias a partir da compra e venda com nota
fiscal (interpretação do art. 26 da Lei n. 8.078, de 11.09.1990).

■ Direitos exclusivos para o Brasil na língua portuguesa
Copyright © 2014 by
Arnaldo Rizzardo

■ EDITORA FORENSE LTDA.
Uma editora integrante do GEN | Grupo Editorial Nacional
Travessa do Ouvidor, 11 – Térreo e 6º andar – 20040-040 – Rio de Janeiro – RJ
Tel.: (0XX21) 3543-0770 – Fax: (0XX21) 3543-0896
forense@grupogen.com.br | www.grupogen.com.br

■ O titular cuja obra seja fraudulentamente reproduzida, divulgada ou de qualquer forma
utilizada poderá requerer a apreensão dos exemplares reproduzidos ou a suspensão da
divulgação, sem prejuízo da indenização cabível (art. 102 da Lei n. 9.610, de 19.02.1998).

Quem vender, expuser à venda, ocultar, adquirir, distribuir, tiver em depósito ou utilizar
obra ou fonograma reproduzidos com fraude, com a finalidade de vender, obter ganho,
vantagem, proveito, lucro direto ou indireto, para si ou para outrem, será solidariamente
responsável com o contrafator, nos termos dos artigos precedentes, respondendo como
contrafatores o importador e o distribuidor em caso de reprodução no exterior (art. 104 da
Lei n. 9.610/98).

■ CIP – Brasil. Catalogação na fonte.
Sindicato Nacional dos Editores de Livros, RJ.

R533c
Rizzardo, Arnaldo, 1942-

Condomínio edilício e incorporação imobiliária / Arnaldo Rizzardo. – 3. ed. – Rio de
Janeiro: Forense, 2014.

Inclui bibliografia e índice
ISBN 978-85-309-5339-3

1. Condomínios. 2. Edifícios de apartamentos. 3. Incorporação imobiliária. I. Título.

10-4806. CDU: 347.238.2

Índice sistemático

Obras do autor
Nota de introdução

PARTE PRIMEIRA
CONDOMÍNIO EDILÍCIO

1. Do condomínio geral ao condomínio edilício ou em edificações
2. Condomínio voluntário, condomínio necessário e condomínio edilício
3. Elementos históricos do condomínio edilício
4. Conceito e constituição

4.1. Documentos necessários para a constituição
5. Lei incidente em matéria de condomínio edilício
6. Natureza jurídica
7. Não incidência das normas do Código de Defesa do Consumidor nas

relações entre condôminos
8. A unificação e o desmembramento de terrenos e a coexistência da

propriedade individual e da propriedade comum no condomínio
edilício

9. Condomínio edilício com o significado de condomínio em edifícios
10. As modalidades de constituição do condomínio edilício
11. Modelo de constituição de condomínio pelo proprietário por meio de

escritura pública
12. Elementos que conterá a instituição do condomínio

a) A discriminação e individualização das unidades condominiais
b) A determinação da fração ideal de cada unidade e das partes

comuns
c) O fim a que se destinam as unidades

13. Ato de transformação de um imóvel em condomínio de edificações

14. Modelo de registro imobiliário de individuação das unidades e
instituição de condomínio

15. O elemento da fração ideal e sua designação no condomínio edilício
16. A formação de condomínio especial a partir da averbação da

construção no registro da incorporação
17. Modelo da averbação da construção
18. A finalidade da incorporação para a constituição de condomínio
19. Condomínio fechado, incidência da Lei n. 4.591/1964 e limites de área
20. Condomínio de terrenos e condomínio de fato na implantação de

serviços
21. O condomínio na multipropriedade ou time-sharing
22. A alienação das unidades e das partes comuns e acessórias
23. Locação de garagens ou espaços de estacionamento
24. Disciplina e limitações na utilização das partes comuns

24.1. A utilização de partes comuns para uso individual do condômino
24.2. O reconhecimento de direitos de uso ou proveito, embora

contrários à convenção, com base nas teorias da suppressio e da
surrectio

25. A destinação de certas áreas comuns e equipamentos restritamente aos
condôminos

26. Unidades para guarda ou abrigo de veículos
27. A utilização do box ou espaço de estacionamento
28. A impenhorabilidade no box ou garagem
29. A existência de animais nos apartamentos
30. O exercício de atividades profissionais na unidade destinada à

habitação
31. A realização de obras e reparos
32. A construção de outro prédio ou de novo pavimento, ou de aumentos,

e alteração das frações ideais
33. A convenção condominial

33.1. O registro da convenção
34. A falta de registro da convenção e a cobrança das despesas

condominiais
35. Convenção não registrada e responsabilidade dos condôminos

36. Modelo de convenção de condomínio de edifício
37. O regimento interno
38. Modelo de regimento interno
39. Direitos dos condôminos
40. Deveres dos condôminos
41. As penalidades no descumprimento dos deveres pelos condôminos

a) Penalidades pela falta de pagamento de despesas do condomínio
b) Penalidades pela realização de obras proibidas, pela alteração da

fachada e pela mudança de destinação da unidade, e por conduta
prejudicial

c) Penalidade pelo reiterado descumprimento dos deveres
d) Penalidade pelo reiterado comportamento antissocial

42. As receitas e despesas do condomínio e os responsáveis pelo
pagamento
42.1. Despesas necessárias, úteis e voluptuárias e sua aprovação
42.2. Despesas ordinárias e extraordinárias
42.3. Os juros de mora e a multa por atrasos no pagamento de

despesas condominiais
42.4. A cobrança judicial dos encargos condominiais
42.5. Adjudicação da unidade pelo condomínio em venda judicial

verificada na cobrança de encargos condominiais
42.6. Renúncia à parte ideal para eximir-se das despesas comuns

43. A prescrição e a decadência no condomínio edilício
44. Fundo de reserva
45. Não incidência da impenhorabilidade na cobrança das taxas

condominiais
46. Responsabilidade pelas dívidas dos condôminos e pelas dívidas do

condomínio
47. Responsabilidade pelo pagamento das despesas por todos os

condôminos
48. Preferência das dívidas condominiais na execução hipotecária ou

comum contra o titular da unidade imobiliária
49. Responsabilidade pelas despesas de obras que favorecem aos

condôminos

50. Divisão das despesas de água
51. Responsabilidade do condomínio pelos danos causados por condômino

identificado e por condômino não identificado
52. Transferência da unidade condominial e responsabilidade pelos

encargos pendentes
52.1. Responsabilidade pelos encargos pendentes nas promessas de

compra e venda de unidades
53. Indenização por danos ocorridos em unidades condominiais causados

por defeitos de outras unidades e pelas partes comuns Condomínio
Edilício e Incorporação Imobiliária 3ed.indb

54. Responsabilidade pelos danos e furtos verificados nos condomínios
edilícios

55. Responsabilidade por atos prejudiciais em condomínio e cláusula de
não indenizar
55.1. Situações de proibição da cláusula de não indenizar e de outras

decorrências diante do inadimplemento das obrigações
55.2. Hipóteses de validade da cláusula de não indenizar

56. Seguro contra riscos de incêndio e destruição
57. A demolição ou alienação do edifício por motivos urbanísticos ou

arquitetônicos, por falta de segurança ou salubridade e por motivo de
desgaste do prédio

58. O direito da minoria dos condôminos discordantes da demolição para a
reconstrução ao recebimento do valor correspondente às suas unidades

59. Assembleia-geral do condomínio
59.1. Tipos de assembleias-gerais
59.2. A convocação para a assembleia
59.3. A convocação por ordem judicial
59.4. A sistemática da votação na assembleia, a representação de

condôminos e a participação de locatários