CADERNO DE EXECUÇÃO PENAL   2018.1
39 pág.

CADERNO DE EXECUÇÃO PENAL 2018.1


Disciplina<strong>adminstraçao</strong>8 materiais1 seguidores
Pré-visualização39 páginas
2018.1

CS DE EXECUÇÃO PENAL \u2013 2018.1 1

DIREITO DAS EXECUÇÕES PENAIS 2018.1
APRESENTAÇÃO .......................................................................................................................... 8

LEI DE EXECUÇÃO PENAL (LEI 7.210/84) .................................................................................... 9

1. INTRODUÇÃO ......................................................................................................................... 9

2. REGRAS DE TÓQUIO ............................................................................................................. 9

2.1. ORIGEM ........................................................................................................................... 9

2.2. PROPOSTA ...................................................................................................................... 9

2.3. REFLEXOS NO BRASIL ................................................................................................. 10

2.4. EXEMPLOS NO BRASIL ................................................................................................ 10

2.5. CRÍTICAS ....................................................................................................................... 10

3. REGRAS DE MANDELA........................................................................................................ 11

3.1. PALAVRA DE ORDEM ................................................................................................... 11

3.2. OBJETIVO ...................................................................................................................... 11

3.3. ORIGINALIDADE ............................................................................................................ 12

3.4. PRÁTICAS PROIBIDAS ................................................................................................. 12

4. REGRAS DE BANGKOK ....................................................................................................... 12

4.1. CONCEITO ..................................................................................................................... 12

4.2. OBJETIVO ...................................................................................................................... 13

4.3. ALGEMAS x GESTANTES ............................................................................................. 13

5. REGRAS DE PEQUIM (BEIJING) .......................................................................................... 14

6. DIRETRIZES DE RIAD .......................................................................................................... 14

7. NATUREZA JURÍDICA DA EXECUÇÃO PENAL ................................................................... 14

8. INÍCIO DO PROCESSO DE EXECUÇÃO PENAL ................................................................. 15

9. FINALIDADES DA LEP (art. 1º) ............................................................................................. 15

9.1. \u201cEFETIVAR AS DISPOSIÇÕES DA SENTENÇA OU DECISÃO CRIMINAL\u201d .................. 15

9.2. \u201cINTEGRAÇÃO DO CONDENADO E DO INTERNADO AO CONVÍVIO SOCIAL\u201d:

RESSOCIALIZAÇÃO................................................................................................................. 16

10. PRINCÍPIOS DA LEI DE EXECUÇÃO PENAL ................................................................... 17

10.1. PRINCÍPIO DA LEGALIDADE (ART. 3º, CAPUT) ....................................................... 17

10.2. PRINCÍPIO DA IGUALDADE (ART. 3º, PARÁGRAFO ÚNICO) .................................. 17

10.3. PRINCÍPIO DA PERSONALIZAÇÃO DA PENA OU DA EXECUÇÃO (PRINCÍPIO DA

INDIVIDUALIZAÇÃO DA EXECUÇÃO PENAL)......................................................................... 18

10.3.1. Previsão constitucional/legal ................................................................................ 18

10.3.2. Comissão Técnica de Classificação ..................................................................... 19

10.3.3. Qual a diferença do exame de classificação para o exame criminológico? .......... 19

CS DE EXECUÇÃO PENAL \u2013 2018.1 2

10.4. PRINCÍPIO DA JURISDICIONALIDADE (ART. 194) ................................................... 20

10.5. PRINCÍPIO DO DEVIDO PROCESSO LEGAL ............................................................ 20

10.6. PRINCÍPIO REEDUCATIVO ....................................................................................... 20

10.6.1. Noção geral .......................................................................................................... 20

10.6.2. Instrumentos de ressocialização .......................................................................... 21

10.6.3. Órgãos da execução penal ................................................................................... 21

10.7. PRINCÍPIO DA HUMANIDADE DAS PENAS .............................................................. 23

11. PARTES DA EXECUÇÃO PENAL...................................................................................... 23

11.1. EXEQUENTE .............................................................................................................. 23

11.2. EXECUTADO OU REEDUCANDO ............................................................................. 23

11.2.1. Quem se submete à LEP ..................................................................................... 23

11.2.2. Preso provisório ................................................................................................... 24

11.2.3. Fundamentos da execução provisória (réu preso) ................................................ 25

11.2.4. Execução provisória de acordão de segundo grau ............................................... 25

11.2.5. Pode haver execução provisória de MEDIDA DE SEGURANÇA?........................ 29

11.2.6. Execução provisória de pena em ação penal originária ........................................ 29

11.2.7. Execução provisória e embargos de declaração .................................................. 29

11.2.8. Execução provisória e pena restritiva de direitos .................................................. 30

11.2.9. Execução provisória e falta de intimação da defesa ............................................. 31

12. COMPETÊNCIA ................................................................................................................. 31

12.1. INÍCIO DA COMPETÊNCIA DO JUIZO DA EXECUÇÃO ............................................ 31

12.2. COMPETÊNCIA TERRITORIAL DO JUÍZO DA EXECUÇÃO ..................................... 31

12.3. COMPETÊNCIA EM \u201cRAZÃO DA MATÉRIA\u201d (EM RAZÃO DO PRESÍDIO) ................ 31

12.4. COMPETÊNCIA PARA EXECUÇÃO DE SURSIS E PRD ........................................... 32

12.5. COMPETÊNCIA PARA EXECUÇÃO DE SENTENCIADO COM FORO POR

PRERROGATIVA DE FUNÇÃO ................................................................................................ 32

12.6. COMPETÊNCIA PARA EXECUÇÃO DE PENA DE MULTA ....................................... 32

12.7. COMPETÊNCIA PARA A EXECUÇÃO PROVISÓRIA ................................................ 33

12.8. COMPETÊNCIA PARA UNIFICAÇÃO DE PENAS ...................................................... 33

13. ESTATUTO DO PRESO .................................................................................................... 34

13.1. DEVERES DO CONDENADO ..................................................................................... 34

13.2. DIREITOS DO PRESO................................................................................................ 35

13.2.1. Noções gerais ......................................................................................................