Direito das Coisas   Bevilaqua   Volume I
468 pág.

Direito das Coisas Bevilaqua Volume I


DisciplinaDireito Civil I66.300 materiais711.569 seguidores
Pré-visualização50 páginas
Direito Civil 
- í^ í i 
Direito 
das Coisas 
Vol . l 
Clóvis Beviláqua 
História do Direito 
Brasileiro i ,. \u2022 
Senado Federal 
Senador José Sarney, Presidente 
Senador Paulo Paim, 1-Vice-Presidente 
Senador Eduardo Siqueira Campos, 2- Vice-Presidente 
Senador Romeu Tuma, 1^ Secretário 
Senador Alberto Silva, 2^ Secretário 
Senador Heráclito Fortes, 3- Secretário 
Senador Sérgio Zambiasi, 4^ Secretário 
Senador João Alberto Souza, Suplente 
Senadora Serys Slhessarenko, Suplente 
Senador Geraldo Mesquita Júnior, Suplente 
Senador Marcelo Crivella, Suplente 
Superior Tribunal de Justiça 
Ministro Nilson Vital Naves, Presidente 
Ministro Edson Carvalho Vidigal, Vice-Presidente 
Ministro Antônio de Pádua Ribeiro 
Ministro Luiz Carlos Fontes de Alencar, Diretor da Revista 
Ministro Sálvio de Figueiredo Teixeira 
Ministro Raphael de Barros Monteiro Filho 
Ministro Francisco Peçanha Martins 
Ministro Humberto Gomes de Barros 
Ministro Francisco César Asfor Rocha, Coordenador-Geral da Justiça Federal 
Ministro Ruy Rosado de Aguiar Júnior 
Ministro Vicente Leal de Araújo 
Ministro Ari Pargendler 
Ministro José Augusto Delgado 
Ministro José Arnaldo da Fonseca 
Ministro Fernando Gonçalves 
Ministro Carlos Alberto Menezes Direito 
Ministro Felix Fischer 
Ministro Aldir Guimarães Passarinho Júnior 
Ministro Gilson Langaro Dipp 
Ministro Hamilton Carvalhido 
Ministro Jorge Tadeo Flaquer Scartezzini 
Ministra Eliana Calmon Alves 
Ministro Paulo Benjamin Fragoso Gallotti 
Ministro Francisco Cândido de Melo Falcão Neto 
Ministro Domingos Franciulli Netto 
Ministra Fátima Nancy Andrighi 
Ministro Sebastião de Oliveira Castro Filho 
Ministra Laurita Hilário Vaz 
Ministro Paulo Geraldo de Oliveira Medina 
Ministro Luiz Fux 
Ministro João Otávio de Noronha 
Ministro Teori Albino Zavascki 
Ministro José de Castro Meira 
Direito Civil 
Direito 
das Coisas 
Vol . l 
Clóvís Beviláqua 
Obra fac-similar 
Prefácio de 
Francisco César Asíor Rocha 
Brasília 
Agosto/2003 
BIBLIOTECA DO SENADO FEDERAL 
RESERVA TÉCNICA 
Consdho Editorial 
Senador José Sarney, Presidente 
Joaquim Campeio Marques, Více-Presidente 
Carlos Henrique Cardim, Consellieiro 
Carfyie Coutinho Madruga, Conselheiro 
Raimundo Pontes Cunha Neto, Conselheiro 
O Conselho Editorial do Senado Federal, criado pela Mesa Diretora em 31 de janeiro de 1997, 
buscará editar, sempre, obras de valor histórico e cultural e de relevância para a compreensão da 
história política, econômica e social do Brasil e reflexão sobre os destinos do país. 
Coleção História do Direito Brasileiro - Direito Civil 
AISÍTONIO JOAQUIM RIBAS JOSÉ DE ALENCAR 
Curso de Direito Civil brasileiro A Propriedade pelo Cons. José de Alencar -
ANTÔNIO MAGARINOS TORRES com uma prefação do Cons. Dr. Antônio 
Nota Promissória - estudos da lei, da doutrina Joaquim Ribas 
e da jurisprudência cambial brasileira LAf AYETTE RODRIGUES PEREIRA 
AUGUSTO TEIXEIRA DE FREITAS Direito das Coisas - adaptação ao Código 
Consolidação das Leis Civis Civil por José Bonifácio de Andrada e Silva 
AUGUSTO TEIXEIRA'DE FREITAS LAFAYETTE RODRIGUES PEREIRA 
Código Civil: esboço Direitos de Família - anotações e adaptações 
CLÓVIS BEVILÁQUA ao Código Civil por José Bonifácio de 
Direito das Coisas Andrada e SUva 
FRANCISCO DE PAULA LACERDA DE LOURENÇO TRIGO DE LOUREIRO 
ALMEIDA Instituições de Direito Civil brasileiro 
Obrigações: exposição systematica desta PEDRO ORLANDO 
parte do Direito Civil pátrio segundo o Direitos Autorais: seu conceito, sua prática e 
methodo dos 'T)ireitos de Família" e "Direito respectivas garantias em face das 
das Cousas" do Conselheiro Lafayette Convenções Internacionais, da legislação 
Rodrigues Pereira federal e da jurisprudência dos tribunais 
Comissão Organizadora do Superior Tribunal de Justiça 
Walkir Teixeira Bottecchia, Secretário-Geral 
Jefferson Paranhos Santos, Assessor de Articulação Parlamentar 
Marcelo Raffaelli, Assessor Jurídico 
Luciana Raquel Jáuregui Costandrade, Assessora Jurídica 
Judite Amaral de Medeiros Vieira, Núcleo de Redação e Revisão 
Mari Lúcia Del Fiaco, Núcleo de Redação e Revisão 
Stael Françoise de Medeiros Oliveira Andrade, Núcleo de Redação e Revisão 
Projeto Gráfico 
Carlos Figueiredo, Núcleo de Programação Visual 
Eduardo Lessa, Núcleo de Programação Visual 
Tais Villela, Coordenadora do Núcleo de Programação Visual 
Beviláqua, Clóvis, 1859-1944. 
Direito das coisas / Clóvis Beviláqua ; prefácio de 
Francisco César Asfor Rocha. - Brasília : Senado 
Federal, Conselho Editorial, 2003. 
2 V. ~ (História do direito brasileiro. Direito civil) 
1. Direito das coisas. Brasil. I. Título. II. Série. 
CDDir. 342.12 
No prefácio de sua monumental A Pòíhica Exterior do Império, dizia 
Calógeras, referindo-se â história diplomática do país, que era preciso 
evitar se perdesse "o contato com esse passado tão fecundo em lições e 
tão cheio de seiva alentadora para quem o sabe consultar", Foi com a 
mesma finalidade, agora com foco na história das instituições jurídicas 
brasileiras, que o Senado Federal e o Superior Tribunal de Justiça 
celebraram convênio para a reedição de grandes obras do Direito Civil 
e Penal pátrio que comporão a coleção intitulada História do Direito 
Brasileiro, 
O projeto nasceu de sugestão que me fez o pesquisador Walter Costa 
Porto, advogado, professor universitário, ex-Mínistro do Superior 
Tribunal Eleitoral, emérito constitucionalista, personalidade 
merecedora do respeito de todos quantos o conhecem, a quem presto 
neste ensejo a justa homenagem que lhe é devida. 
Seu objetivo é atualizar, num corpo orgânico, parte da história de 
nosso Direito e, dessarte, colocar à disposição de especialistas e demais 
interessados obras da literatura jurídica nacional hoje esgotadas ou de 
difícil acesso. A importância da iniciativa é evidente: por um lado, 
contribuí para a preservação de nosso patrimônio cultural; por outro, 
ajudará os estudiosos da evolução das instituições do Direito brasileiro. 
Quer nos escritos, quer nas biografias, evidencia-se a magnitude 
das personalidades a serem reeditadas. Com efeito, não se trata apenas 
de jurisconsuttos e autores de obras de Direito, mas de luminares da 
cultura nacional, que foram também catedráticos, literatos, jornalistas, 
ocupantes de elevados cargos públicos e militantes da política. 
A coleção publicará onze livros de Direito Civil e dez de Direito 
Penal. Aqueles são os seguintes: 
- A Prõffriedade fdo Cons, José de Alencar - com uma prefação do 
Cons. Dr. Antônio Joaquim RibaS; trazendo de volta livro cujo autor, 
além de dar expressiva contribuição às letras brasileiras, teve importante 
carreira política e ocupou o Ministério da Justiça no gabinete Itaboraí. 
V 
1,1 
Acresce ser o livro prefaciado por Antônio Joaquim Ribas, jurista que 
também será reeditado na coleção. 
- Consolidação das Leis Civis, de 1858, e Código Civil: esboço, dois 
trabalhos de reconhecido valor histórico, da lavra de Augusto Teixeira 
de Freitas. O primeiro foi-lhe encomendado pelo governo imperial; a 
comissão encarregada de revê-lo, após dar o laudo aprobatório, 
acrescentou que sua qualidade recomendava a habilitação de Teixeira 
de Freitas "para o Projeto do Código Civil, do qual a Consolidação é 
preparatório importante". Seu esboço de Código Civil, não aproveitado 
no Brasil, serviu de base para o Código Civil da República Argentina. 
Quanto à Consolidação, seu mérito histórico é realçado pela visão da 
visceral repulsa ao escravismo manifestada pelo autor. 
- Curso de Direito Civil brasileiro, de Antônio Joaquim Ribas, que, 
como dito acima, prefaciou A Propriedade, de José de Alencar. No 
prefácio da 2^ edição do Curso de Direito Civil (1880), Ribas disse, em 
palavras que condizem com o objetivo da coleção História do Direito 
Brasileiro, que "Sem o