AVALIAÇÃO – AS TIC´S APLICADAS NO ENSINO SUPERIOR
3 pág.

AVALIAÇÃO – AS TIC´S APLICADAS NO ENSINO SUPERIOR

Disciplina:Educação4.336 materiais11.149 seguidores
Pré-visualização3 páginas
AVALI AÇ ÃO AS T IC ´S AP LIC AD AS N O EN S IN O S U PE R IOR
A nova e ra da tecno log ia está produzindo mudanças m undiais, e xce to .
Re sposta Marcada :
N a cult ura
TOT AL D E P ONTOS : 1PO NT OS RECEBI DOS 1
M arqu e o po nto Ne gativo do U so da s TIC.
Re sposta Marcada :
As cóp ias ou plá gios dos con teú dos disponib ilizados na int ernet em tra balh os escola res. N esse
ponto d e vista , a int ernet acab a facilit ando a vid a do alu no, p rejud icand o o seu
de senvolvime nto intele ctual (CRUZ , 2010 ).
TOT AL D E P ONTOS : 1PO NT OS RECEBI DOS 1
Col o que ve rdade iro ( V) o u fa ls o ( F) e ma rque a opçã o co rre tamente.
( ) Em s e tra tando de sala de a ula , as T IC s ão vis tas como mol as
pro puls oras e re cursos dinâmicos para a e ducação , uma vez que , quando
utilizadas de m aneira equ ivo cada pelo s educ ado res e ed uc ando s
permitem intensificar a melho ria das prática s pe dagó g icas desenvo lvidas
em s ala de aula e fora dela.
( ) São inúme ras as muda nças ainda nece ss árias pa ra a luno s e
pro fes so res a prende rem integ rar ess es recurso s em prol do b ene fício do
pro ces so de e nsino e aprendiza gem.
( ) É precis o que o s professo res e a luno s mudem os pró prio s co nceitos
de e ducação e co municação, no sentido de cria r pro po stas pe dagógica s
que inco rpo rem a s potencia lidades da tecnolo gia para a a prendizag em.
( ) O bs ervo u-se q ue us o das T IC na educação é uma ferramenta po s itiva
para o aux ílio do process o de e nsino e a pre ndiza gem e que a formação
co ntínua do s professo res é fundamental para que ele es teja pre para do
para atua r nes se no vo ce nário.
Re sposta Marcada :
F , V, F , V
TOT AL DE P ONTOS : 1PO NT OS R EC EBI DOS 1
“A evo lução da hu manidade e a glob alização , fez com que vá rias
fro nteiras fos se m diminuídas , a fim de amplia r e apro x imar os pro cesso s
culturais, so cia is e históricos . No mo mento de trans fo rmaçã o co nsta nte
da po lítica , da eco no mia e acima de tudo da educ ação, as a daptaçõe s
es truturais e pe dagó gicas da s esc olas direcio nam -se a um novo contex to
so cia l, onde a implantaçã o da te cno lo gia é muito impo rta nte.
De a co rdo co m o texto , a info rma ção a cima é:
Re sposta Marcada :
Ver dad ei ra
TOT AL D E P ONTOS : 1PO NT OS RECEBI DOS 1
So bre o papel do pro fe sso r na s ala de a ula é incorreta a opç ão :
Re sposta Marcada :
O pape l de don o do sab er ca be ao pr ofessor, p ois el e é o de tentor ab solu to da verdad e.
TOT AL D E P ONTOS : 1PO NT OS RECEBI DOS 1
O q ue c ara cteriza um cu rso de nível s uperior?
Re sposta Marcada :
O compr om isso com a c on stru ção do conhecim en to.
TOT AL D E P ONTOS : 1PO NT OS RECEBI DOS 1
O do ce nte do e nsino s uperio r a tualme nte s e ca racte riza po r se u _ _ __ _ _ de
fo rma ção pro fis sio nal em po der atuar em vá rias _ ___ __ _ da prática
peda gica, da pesquisa às ativida des administrativas. So ma dos a esse s
__ _ ___ __ dete rminantes , emergem ta mbém no ce nário a tual da edu caçã o
brasile ira no vo s valo res ___ ___ ___ _ pela gica da produtividade e do
mercado . I sto reme te à inces sa nte busca dos do centes do ensino superio r
po r publ icaçõ es, q ualificação , diploma ção, cursos de ape rfeiço a mento e
dema is indica dores de _ ___ ___ ___ ___ e avaliaç ão ins titucio na l.
Re sposta Marcada :
Asp ecto fun ções fatores ba lizados cl assificação;
TOT AL D E P ONTOS : 1PO NT OS RECEBI DOS 1
M arqu e a o pção co rre ta:
A prática pe dagó gic a no Ensino Superior deve ser encarada co m muita:
Re sposta Marcada :
Ser ied ade
TOT AL D E P ONTOS : 1PO NT OS RECEBI DOS 1
O us o das T IC no ensino superior precis a s er feito c om inte ncio nalida de
peda gica previame nte pla neja da , visa ndo al cança r o s objetivos
pro po sto s. Co m as co nsta ntes mudança s na s te cnolo gias, a pesquis a, o
es tudo, a fo rmação e o e nsino vão a co mpa nhar s empre o fa zer e o ino var
da prática pe dagó gica do docen te . As a tividades didáticas de se nvo lvidas
na dis ciplina co ntribu em pa ra a prática peda gica do do cente no ensino
supe rio r, dinamizando as au las, po ssib ilitando interação e ntre os
es tudantes e doce ntes.
Com o po de mo s c la ssificar e ss a a firma ção ?
Re sposta Marcada :
Ver dad eir a
TOT AL D E P ONTOS : 1PO NT OS RECEBI DOS 1
As cha madas habilidade s do s éculo XXI fazem co m que o papel do
pro fes so r sej a po s to em de staq ue, pelo fato de se r o pro tago nista de um
cená rio so cial que asso cia o pro cess o pe da gico à fluê ncia te cno gica ,
se ja do professo r, seja do aluno , re pres entando um desa fio significativo a
um país co m dificuldades giga ntescas no que diz respe ito à educa ção.
Re sposta Marcada :
Sécul o XXI
TOT AL D E P ONTOS : 1PO NT OS RECEBI DOS 1
Tot al