Psicologia e Aprendizagem
258 pág.

Psicologia e Aprendizagem


DisciplinaPsicologia e Aprendizagem28 materiais105 seguidores
Pré-visualização45 páginas
Psicologia e Aprendizagem
???????????
Psicologia e 
Aprendizagem
Organizado por Universidade Luterana do Brasil
Universidade Luterana do Brasil \u2013 ULBRA
Canoas, RS
2018
Bianca Rocha Gutterres
Hellen Callegari Cardia Lorenzoni
Lourdes da Silva Gil
Luciana Schermann Azambuja
Renato Garcia dos Santos
Selma França e Silva da Costa
Ursula Boeck
Conselho Editorial EAD
Andréa de Azevedo Eick
Ângela da Rocha Rolla
Astomiro Romais
Claudiane Ramos Furtado
Dóris Gedrat
Honor de Almeida Neto
Maria Cleidia Klein Oliveira
Maria Lizete Schneider
Luiz Carlos Specht Filho
Vinicius Martins Flores
Obra organizada pela Universidade Luterana do Brasil. 
Informamos que é de inteira responsabilidade dos autores 
a emissão de conceitos.
Nenhuma parte desta publicação poderá ser reproduzida 
por qualquer meio ou forma sem prévia autorização da 
ULBRA.
A violação dos direitos autorais é crime estabelecido na Lei 
nº 9.610/98 e punido pelo Artigo 184 do Código Penal.
Dados técnicos do livro
Diagramação: Marcelo Ferreira
Revisão: Geórgia Píppi
Este livro foi construído para auxiliar todo acadêmico que atravessa o campo da Licenciatura com prospectivas de atuar como professor em 
seu curso favorito. Nos dez capítulos que o compõe, denominado de Psico-
logia e Aprendizagem, a preocupação está no ser humano, na sua vivência 
em sociedade e, interligando-se estes dois campos: Psicologia e Aprendi-
zagem.
O primeiro capítulo estuda o desenvolvimento humano em suas ca-
racterísticas consideradas comuns a cada faixa etária, sendo permeadas 
pela interação de fatores que compuseram ou que comporão a história 
de cada um e da própria história da humanidade sob a perspectiva da 
Psicologia como estudo da \u201calma\u201d originária da Filosofia e na procura de 
estabilidades e harmonias a cada faixa/fase e suas mudanças advindas. 
Entrelaçam-se desenvolvimento humano e aprendizagem, mesclando-se 
como resultados das estruturas mentais e meio ambiente, suas influências 
e aquisições individuais.
Para entender a aprendizagem humana, no segundo capítulo, são des-
tacados o Cérebro e suas estruturas e funções principais como a \u201cmáqui-
na fascinante\u201d, conectado pelo sistema nervoso, que vai gerenciando a 
capacidade física, mental e conduzindo as informações entre os órgãos 
receptores de estímulos. Nesse entremeio, a maturação vai ocorrendo no 
ser humano, que evolui, chegando aos bancos escolares, estendendo-se às 
suposições sobre o aprendizado cotidiano escolar, às formas de conviver, 
legislar e gerir políticas educacional, econômica e social, abordadas no 
terceiro capítulo sob o prisma de diferentes teorias que tentaram explicar a 
aprendizagem, oportunizando uma reflexão a respeito das formas diferen-
tes de perceber o processo de ensino-aprendizagem ao longo da própria 
Apresentação
Apresentação v
evolução humana: Inato-maturacionista; empirista; cognitivista e interacio-
nista, com destaque aos seus principais idealizadores e expoentes.
Chega-se, no quarto capítulo, ao estágio adolescência, analisado sob 
o seu desenvolvimento biopsicossocial e naturalmente cognitivo, que re-
fletirá no seu mundo adulto, perpassando o sujeito conservador para o 
reflexivo, chegando à juventude (adulto-jovem), marcando as gerações X, 
Y e Z no mundo ocidental e, para esse entendimento estará, certamente, 
o professor envolvido. Mas o mundo sofre a influência desse adolescente 
à medida que ele atinge, também, a idade adulta e muitos até a envelhe-
cência, com curiosidades a serem desvendadas ou entendidas pelo leitor 
acadêmico.
O quinto capítulo parte do embasamento do capítulo anterior e faz 
uma análise rápida da evolução do processo de humanização para chegar 
ao adulto. Agora é o campo do próprio acadêmico como ser humano que 
se desenrola no desenvolvimento do conhecimento, do conhecer-se, fazen-
do desfilar a origem recente do estudo sobre o adulto e das especializações 
que se geraram para ser uma pessoa saudavelmente humana, ou melhor, 
na contemporaneidade.
Isto posto, no sexto capítulo, há uma retomada analítica sobre a apren-
dizagem em diferentes contextos: formal ou não formal, envolvendo a aqui-
sição de habilidades e competências desde a criança até o adulto como 
evidência de maleabilidade e de plasticidade cerebral, principalmente.
A comunicação pede passagem no sétimo capítulo para desfilar pers-
pectivas históricas e didáticas objetivando a compreensão da necessidade 
de esclarecimentos sobre a integração dessa área de conhecimento à área 
da Educação, por meio da narrativa de inovações apresentadas pelas mí-
dias digitais, agora ao alcance de todos e, em especial, daqueles que estão 
em situação de aprendizagem.
Nessa \u201caldeia\u201d, no oitavo capítulo, a \u201ccasa ou tribo\u201d familiar e suas 
tipologias, constituições sociais, arranjos de convivência são tratados sob 
vi Apresentação
aspectos de relação ajustada ou não, ressaltada a importância da afetivi-
dade usada, seu grau, suas implicações e consequências.
Então, aparece o lúdico e as artes, no nono capítulo, aplicados nessa 
convivência, com possibilidades de levar a sonhar com o potencial artístico 
mais inato e, respondendo a necessidades de quem possui determinadas 
habilidades transformando em competências o belo, o criativo, o artístico, 
até mesmo vantajosamente econômico-social-cultural e a autorrealização; 
como trabalhar é questionamento feito e tentativa de resposta para quem 
deseja aplicar em educação e em diferentes idades.
Com o desenrolar deste trabalho e para finalizar, no décimo capítulo, 
procura-se dialogar com certos desconhecimentos que o ser humano possa 
ter em relação a dogmas, aos preconceitos, aos apegos, às perdas ne-
cessárias ou inconscientes, que podem conduzir a experiências inusitadas, 
além de constituir em aprendizagem social e emocional.
Não esqueça que este livro é um roteiro de leitura e condutor para o 
estudo de assuntos que não pretendem se esgotar aqui. Pesquise mais a 
respeito para que você possa participar dos fóruns e contribuir com algo 
novo ou não pensado, mas importante.
Desejamos muito bom estudo, bom desempenho na interligação de 
experiências pessoais importantes com os temas trazidos nas páginas que 
ora se descortinam.
 1 Desenvolvimento Humano e Aprendizagem ..........................1
 2 As Concepções de Desenvolvimento e Aprendizagem 
Humana e suas Repercussões na Prática Pedagógica - Teorias 
do Desenvolvimento ...........................................................18
 3 Abordagens Inatista, Empirista, Cognitivista e Interacionista 38
 4 Adolescência: Seu Desenvolvimento Biopsicossocial e 
Cognitivo, que se Reflete no Comportamento Adulto ...........59
 5 Mundo Adulto: Um Desenvolvimento a ser Percorrido 
Chegando na Contemporaneidade .....................................96
 6 Construção da Aprendizagem em Diferentes Contextos: 
Formal e não Formal ........................................................123
 7 Tecnologia da Comunicação: Os Desafios Cotidianos da 
Aprendizagem ..................................................................143
 8 Grupo Familiar: Um Contexto, Várias Realidades ..............173
 9 Desenvolvimento Humano Através de Processos 
Lúdicos e das Artes ...........................................................201
 10 Desenvolvimento Humano na Perspectiva das Emoções: 
Perdas ao Longo da Vida ..................................................231
Sumário
Luciana Schermann Azambuja1
Capítulo 1
Desenvolvimento 
Humano e 
Aprendizagem1
1 Psicóloga. Doutora em Neurociências. Professora na Universidade Luterana do 
Brasil.
2 Psicologia e Aprendizagem
Introdução
Vamos instigar o seu pensamento para torná-lo mais conscien-
te sobre o que vivemos todo dia, conosco e, com todos ao 
nosso redor: o desenvolvimento humano!
Com