A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
4 pág.
AV2  Mec. dos solos

Pré-visualização | Página 1 de 1

Avaliar os acréscimos de pressões verticais sobre planos horizontais a 3, 6 e 10 m de profundidade, com afastamentos laterais de 0,1 e 3 m, causados por uma sobrecarga de 1500 tf aplicada na superfície do terreno e considerada como carga concentrada. Utilizar a solução de Boussinesq
R=0 e z=3
Oz= 3P/2pi * Z³/R a 5 R= Raiz de Z²+r²
R= Rais de (3)² + (0)² = 3,0 m
Oz= 3*1500/2pi * (3)²/(3) a 5 – 80,0 tf/m² ------8 kgf/cm²
R=1 e z=6
Oz= 3P/2pi * Z³/Ra 5 R= Raiz de Z²+r²
R= Rais de (6)² + (1)² = 7,0 m
Oz= 7*1500/2pi * (3)²/(3) a 5 – 610,86 tf/cm² ------- 61,08kgf/m²
R= 3 e z= 10
Oz= 3P/2pi * Z³/Ra 5 R= Raiz de Z²+r²
R= Rais de (10)² + (3)² = 19,0 m
Oz= 19*1500/2pi * (3)²/(3) a 5 – 1.658,06 tf/cm² ----- 135,80kgf/m²
Explique com suas palavras o que é ruptura de um solo.
A ruptura dos solos é quase sempre um fenômeno de cisalhamento. A resistência ao cisalhamento de um solo pode ser definida como a máxima tensão de cisalhamento que o solo pode suportar sem sofrer ruptura.
Explique pelo menos uns dos métodos de sondagens explicados em classe, identificando seus pontos positivos e negativos de utilização.
Conhecida como sondagem SPT  teste de penetração padrão ou simples reconhecimento, esse é um processo muito usual para conhecer o tipo de solo fornecendo informações importantes para a escolha do tipo de fundação.
Por meio da sondagem à percussão tipo SPT é possível determinar o tipo de solo atravessado pelo amostrador padrão, a resistência (N) oferecida pelo solo a cravação do amostrador e a posição do nível de água se encontrada água durante a perfuração.
Vantagens: amostragem contínua, a equipamento de perfuração a trado é relativamente móvel; a perfuração é moderadamente rápida
Desvantagens: amostras do solo trazidas à superfície pela hélice do trado são modificadas, pode ocorrer a desagregado proveniente da perfuraçãomistura de água subterrânea com o material com o trado
Explique graficamente o Ciclo de Mohr. Como podemos extrair, na forma gráfica, as tensões cisalhantes do solo
(círculo de Mohr) traduz todos os valores de coordenadas correspondentes a todos os possíveis planos inclinados, em relação aos planos principais, que podemos passar no ponto O e que fazem um ângulo α qualquer, com o plano principal maior (ou em termos de nossa referência inicial com a horizontal). O lugar geométrico, círculo de Mohr, identifica os pontos definidores do estado de tensões no ponto O para qualquer plano referencial aos possíveis α e, esse ângulo será definido pela posição do ponto no círculo.
Uma placa circular de 4,00m de raio, apoiada sobre a superfície do terreno, está uniformemente carregada com 2,5 kgf/cm². Determinar a máxima diferença de acréscimo de pressão vertical sob o carregamento e a 5,00m de profundidade, comparando os resultados obtidos pelo método de Love e pelo método de aproximado adotando-se ângulo de espraiamento φo = 45º
R= 4 
Q= 2,5 kgf/cm²
Diam = 45°
Z= 5 m
Oz=q0-[1-(1/1+(r/z) 5/2] = Oz= 2,5-[1-(1/1+(4/5) 5/2] = Oz= 1,77kgf/cm² 
Aproximado
Oz = 2l/2l+2z*tgo = Oz = 2(4)/2(4)+2(5)*tg45° = Oz = 0,44 kgf / cm² 
Uma sapata corrida com 2,0 m de largura e grande comprimento é carregada uniformemente com uma pressão de 2,5 kgf/cm². Determinar o acréscimo de pressão vertical correspondente, em um ponto a 3,0 m de profundidade e sob o centro da fundação, adotando a solução devida a Carothers
Beta=0
Tga= 1/3 ------ a= 18,43°
2ª = 36,86° = 0,643 rad
Sen2a= 0,600 -------------------------- Oz= 2,5/pi * ( 0,600+0,643) = 0,989 tf/m²
Qual será o acréscimo de pressão no ponto A, indicado na figura, com a aplicação das sobrecargas esquematizadas, segundo o método de Steinbrenner? Na área I está aplicada uma carga uniformemente distribuída 2,0 Kgf/cm², e na área II, 2,5 Kgf/cm². Estes valores referem-se apenas às cargas aplicadas, devendo levar ainda em consideração o alívio devido às escavações previstas
Sapata1 
A=b=2 z/b = 2,4/2 = 1,2
Z= 3-0,6 = 2,4
Ysolo= 1,7 tf/cm² a/b = 2/2 =1
Q= 2 kgf/cm2
Io= 0,45
Sapata 2
Oz=qo/io Oz= 0,30*10.000/ 1000 = Oz= 3tf/m²
Oz=2*0,45
Oz= 0,30 kgf/cm²
Sapata1 
A=4 z/b = 2,2/2 = 1,9
B=2 a/b = 4/2 = 2
Z= 3-0,8 = 2,2m
Oz= q*io
Oz= 2,5*0,19 = Oz = 0,475 kgf/cm² = Oz= 4,75 tf/m²
Sapata II
q/b = 2/2 = 1 z/b = 2,2/2 = 1,1 = io=0,16
Oz= 2,5*0,16 = Oz=0,4 kgf/cm² = Oz= 4tf/m²
. Uma carga de 405 tf é aplicada sobre uma fundação superficial quadrada de 4,50m de lado. Utilizando a solução de Steinbrenner, determinar:
O acréscimo de pressão vertical a 10 m de profundidade, sob o centro da fundação (ponto C na figura);
a = 2,25 m 
b = 2,25 m a/b = 1,0 
a = 10,0 m z/b = 4,4
σ z/p = 0,032 
σ zc= p 0,032 * 4 = 20 * 0,032 * 4 
σ zc= 2,6 tf / m² p 
 b) O acréscimo de pressão vertical a 3 m de profundidade, e a 4 m do seu centro sobre o eixo de simetria (ponto M na figura)
Área A
 a/b= 2,8 z/b= 1,3
a = 4,50 + 1,75 = 6,25 m 
b=2,25 m 
z = 3,00 m 
σz/p= 0,18
Área B
 a/b= 1,3 z/b= 1,7
a = 2,25 
b=1,75 m 
z = 3,00 m 
σz/p= 0,13
σ z/p = 0,18- 0,13= 0,05 
Uma área de 10x10 m sobre a superfície do terreno é carregada por uma pressão uniforme igual a 1 kgf/cm². A que profundidade sob o centro da superfície carregada, o acréscimo de pressão será de 0,1 kgf/cm²? Utilize a fórmula de Boussinesq
Oz+ 3P/ 2pi*z² * cosa5O
Q= 1kgf/cm² = 10 tf/m²
Oz= 0,1 kgf/cm² = 1 tf/m²
O = zero
Z= ?
Q=p/A = p=q.a 1 = 3*(1000)/ 2*pi*z² * cos 0
P= 10*100 1 = 3000/2*pi*z²*1
P=1000 tf z²= 3000/2pi --------------------- z= 21,85m