Antonio Cesar amaru Maximiano   Introdução à Administração (1995)

Antonio Cesar amaru Maximiano Introdução à Administração (1995)


DisciplinaIntrodução à Administração32.641 materiais795.288 seguidores
Pré-visualização50 páginas
"É preciso amar as pessoas..."
(Renato Russo)
EDITORA ATLAS S.A.
Rua Conselheiro Nébias, 1384 (Campos Elísios) 
Tel.: (0111 221-9144 (PABX)
01203-90-1 SÃO PAULO (SP)
ANTONIO CESAR AMARU MAXIMIANO
Introdução
Va
Administração
4- Edição
Revista e Ampliada
SÃO PAULO
EDITORA ATLAS S.A. \u2014 1995
<0 1990 ny EDITORA ATLAS S.A.
Rua Conselheiro Nebias. 1384 (Campos Elísios) 
01203-904 São Paulo (SP)
Tel.: (0111221-9144 (PABX)
1. cd. 1981; 2. ed. 198:>; 3. ed. 1991; 4. ed. 1995; 3-liragem 1995
ISBN 85-224-1 181-6
Impresso no Bràsil/Printed in Brazil
Deposito legal na Biblioteca Nacional conforme Decreto n- 1.825. de 20 de dezembro de 1907.
TODOS Os DIREITOS RESERVADOS - É proibida a reprodução lotai ou parcial, de Qualquer lorma ou por qualquer 
meio. A violação dos direitos de autor (Lei »- 5.988/73) e crime estabelecido pelo artigo 184 do Código Penal.
Capa: Aklo Catelli
Composição: Formato Serviços de Editoração S/C Lula. 
Ilustrações: João Zero
Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP) 
(Câmara Brasileira do Livro, SP. Brasil)
Muximíano. Antonio Cesar Amaru, 1947 -
inirodução a administração / Antonio Cesar Amaru Maxumano. - 4. ed. rev. e atnpl.
- São Paulo: Atlas. 1995.
Bibliografia
ISBN 85-224-1181-6
1. Administração 2. Organização 1. Tíu>i°' 
94-2625 CDD-658
índice para catál«H° sistemático:
1. Administração c>58
2. Empresas: Administração b-8
Para Gilda
Sumário
Apresentação, 18
Parte I - CONCEITOS BÁSICOS
Apresentação da Parte I, 22
1 ORGANIZAÇÕES, 24
O que é uma organização, 25 
&quot;Ingredientes&quot; das organizações, 26 
Propósito, 27 
Divisão do trabalho, 27 
Coordenação, 28
Coordenação por meio da hierarquia, 28 
Coordenação por meio de comunicação, 28 
Coordenação por meio de planejamento, 29 
As organizações como burocracias, 29 
O tipo ideal de burocracia, 29 
Formalidade, 30 
Impessoalidade, 30 
Profissionalismo, 31 
Burocracia até que ponto?, 31 
Tecnologia, 32
Tipos de tecnologia, 33 
Para que serve a tecnologia?, 34 
Meios de obtenção de tecnologia, 34 
As organizações como grupos de pessoas, 35 
Cultura organizacional, 36 
Valores, 36 
Rituais, 37 
Hábitos técnicos, 37 
Clima organizacional, 38 
Grupos informais, 39
Estudo de caso: Quem é mais importante?, 40 
Questões para debate, 43
2 AS ORGANIZAÇÕES COMO SISTEMAS, 44
A organização como um sistema técnico e social, 45
A idéia de sistema, 46
INTRODUÇÃO À ADMINISTRAÇÃO
Entradas. 47 
Processo. 47 
Saídas, 47 
Feedback. 47
Aplicando o enfoque sistêmico. 48 
Compreensão da totalidade. 48 
Compreensão dos resultados. 49 
Eficácia do sistema, 49
A eficácia è especifica. 50 
Equilíbrio com o ambiente. 5]
Eficiência do sistema. 51 
Eficácia depende de eficiência. 52
Estudo de caso: Mais que um nome. um sistema de trabalho. 54 
Questões para debate. 58
QUE É ADMINISTRAÇÃO?, 59 
Quem administra?. 60
O processo administrativo, 61 
Dirigentes. 61
Administração individualizada versus colegiada, 62 
Administração participativa versus diretiva, 63 
Tipos de gerentes, 63
Níveis de administração. 64 
Alta administração. 64 
Gerência intermediária. 65 
Supervisores de primeira linha, 66 
Gerentes funcionais e gerentes gerais. 67 
Gerentes funcionais, 67 
Gerentes gerais. 67 
Apoio administrativo, 68 
Natureza do trabalho gerencial. 69
Mintzberg e os papéis gerenciais. 70 
Papéis interpessoais. 71 
Papéis de informação. 71 
Papéis de decisão, 71
Rosemary Stewart e as escolhas gerenciais. 72 
Exigências. 72 
Restrições. 72 
Escolhas, 73 
Funções gerenciais. 73 
Atributos gerenciais. 73 
Conhecimentos, 74 
Habilidades. 74 
Atitudes. 75
O maestro e o cirurgião. 76
Estudo de caso: O outro lado da mesa. 78
4 PROCESSO DECISÓRIO E RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS, 82 
Problemas e decisões, 83
Diferença entre situação real e ideal , 84 
Obstáculos ao atingimento de metas, 84 
Desvios dos padrões, 84 
Situação que oferece ou exige escolhas, 84 
Processo de resolução de problemas, 85
Fase 1: Constatação ou identificação do problema, 86 
Fase 2: Diagnóstico do problema, 86 
Fase 3: Geração e análise de alternativas de solução, 87 
Fase 4: Escolha e colocação em prática das alternativas, 87 
Fatores que afetam o processo decisório, 88
Reconhecimento do problema como problema. 88 
Disposição, 89 
Competência técnica, 89 
Tempo, 89
Perspectiva de solução, 90 
Confusão entre informação e opinião, 90 
Problemas na resolução de problemas, 90 
As piores decisões de todos os tempos, 92 
Estruturação do processo de resolução de problemas, 93 
Técnicas de diagnóstico, 93 
Princípio de Pareto, 94 
Diagrama de Ishikawa , 97 
Paradigma de Rubinstein, 98 
Geração e análise de alternativas, 100 
Brainstorming e brainwnting, 100 
Análise das alternativas, 100 
Análise do campo de forças, 101 
Decidindo como decidir, 102 
Estudo de caso: FON S.A., 104 
Questões para debate, 108
5 ADMINISTRAÇÃO: ARTE OU CIÊNCIA?, 109 
Diferença entre teoria e prática, 110
Explicações, 112 
Técnicas, 112 
Doutrinas, 112
Métodos de formação do conhecimento administrativo, 113 
Experiência prática, 113 
Métodos científicos, 115 
Experimento, 115 
Levantamento simples, 116 
Levantamento correlacionai, 116 
Método do caso, 117 
Incidente crítico, 117 
Organização da teoria, 118
Cronologia da administração, 119 
< i ui' : teoria e a prática evoluírem?, 121
)
)
)
)
)
)
)
)
)
)
Introdução
a
Administração
Concorrência, 122 
Evolução tecnológica, 123 
Pressões da força de trabalho, 123 
Mudança de valores na sociedade, 124 
Estudo de caso: Heinkell S.A., 125 
Questões para debate, 130
Parte H - TEORIA DA ADMINISTRAÇÃO
Apresentação da Parte II, 132
6 PIONEIROS DA ADMINISTRAÇÃO, 133 
Taylor e a administração cientifica, 134
Sistema de administração de oficinas de Taylor, 135 
Princípios de administração científica, 136 
Lênin divulga Taylor, 137 
Participantes do movimento, 138 
Ford e a linha de montagem, 139
Princípios da produção em massa, 139 
Linha de montagem móvel, 140 
' Fayol e o processo administrativo, 141 
Função administrativa, 142 
Papel do dirigente, 142 
Princípios de administração, 143 
Contribuição de Fayol, 144 
Escola comporiamental, 145
Experiência de Hawthome, 145 
Mayo e as relações humanas, 146 
Enfoque sistêmico, 147 
Gestalt, 148
Bertalanfiy e a teoria geral dos sistemas. 148 
Wiener e a cibernética, 149 
Aplicações modernas do enfoque sistêmico, 150 
Estudo de caso: Tempos modernos, 151 
Questões para debate, 154
7 O ENFOQUE DA QUALIDADE NA ADMINISTRAÇÃO, 155 
Que é o enfoque da qualidade, 156 
Definição de qualidade, 156 
Qualidade de projeto, 157 
Ausência de deficiências, 157
0 cliente em primeiro lugar, 158 
Evolução do enfoque da qualidade, 159
A era da inspeção, 160 
A era do controle estatístico, 160 
Qualidade total e qualidade assegurada, 160 
Pequena história da administração da qualidade. 161 
Surgem as cartas de controle e a amostragem. 161 
A guerra acelera a evolução, 162
1 i'rn ^ ç e r id a d e a b a l v í v i v e ! \u2019 67
A qualidade total de Feigenbaum, 164 
Enfoque sistêmico na administração da qualidade, 165 
Qualidade assegurada - a responsabilidade do fornecedor, 166 
Que é garantia da qualidade, 166 
Auditoria do sistema da qualidade, 167 
Que é a Norma ISO 9000?, 168
Estudo de caso: P Q T -a sigla que mudou a imagem da Fiat, 169 
Questões para debate, 171
8 O MODELO JAPONÊS DE ADMINISTRAÇÃO, 172 
Sistema Toyota de produção, 173
Eliminação de desperdícios, 174
Inverter a pirâmide, o primeiro passo, 175 
Just-in-time, 175 
Produção flexível, 177 
Controle de defeitos, 178 
Administração da qualidade, estilo japonês, 179 
A JUSE encontra Deming, 180 
Prêmios Deming, 181 
Juran, 184