A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
311 pág.
História

Pré-visualização | Página 6 de 50

c) a religião tinha apenas influência na vida da família dos reis, que a usava como forma
de manter o povo submetido a sua autoridade;
d) o período conhecido como antigo Egito constitui o único em que a religião foi quase
inteiramente esquecida, e o rei como também o povo dedicaram-se muito mais a
seguir a tradição dos seus antepassados, considerados os únicos povos ateus da An-
tiguidade;
e) a religião do povo no antigo Egito era bastante distinta da do rei, em razão do
caráter supersticioso que as camadas mais pobres das sociedades antigas tinham,
sobretudo por não terem acesso à escola e a outros saberes só permitidos à famí-
lia real.
38. UFRS Na formação da cidade grega, a pólis esteve vinculada ao processo de desintegra-
ção dos clãs patriarcais, os genos. A constituição da pólis grega, com isto, supôs a desa-
gregação desta estrutura tradicional e a formação de uma nova composição social repre-
sentada pela existência de duas classes sociais antagônicas:
a) a dos proprietários de terras e de escravos e a dos escravos;
b) a dos comerciantes e a dos escravos;
c) a dos comerciantes e a dos artesãos;
d) a dos navegadores e a dos comerciantes;
e) a dos proprietários de terras e de escravos e a dos eclesiásticos.
HISTÓRIA - O modo de produção asiático, Grécia antiga e mundo romano
IM
PR
IM
IR
Voltar
GA
BA
RI
TO
Avançar
13
39. UFSC No século IV, a sociedade escravista grega, em meio a graves crises, foi subme-
tida pelos macedônios, povo que habitava o norte da Península Balcânica. A partir disso,
a Macedônia tornou-se o centro de um vasto império, que foi superado em extensão
somente pelo Império Romano, séculos mais tarde. Sobre a cultura helenística, produto
desse momento, assinale o que for correto.
01. Preocupada com o teatro, as artes plásticas e a filosofia, e empenhada em viabilizar
locais para a criação e divulgação desses saberes, como escolas, museus e bibliote-
cas, a cultura helenística apresentou poucos avanços técnicos e científicos, limitan-
do-se a compilar e sistematizar descobertas de períodos anteriores.
02. Embora tenha assimilado elementos orientais, a identidade grega prevaleceu e per-
sistiu até a dominação romana, quando então se expandiu, ultrapassando barreiras
geográficas e cronológicas.
04. Através do intercâmbio de idéias e de produtos comerciais, a unidade política e cul-
tural conquistada por Alexandre da Macedônia permaneceu viva e dinâmica por um
longo tempo, criando um novo mundo, de Gibraltar ao Punjab.
08. As cidades foram os grandes centros de florescimento da cultura helenística. Atenas conti-
nuou servindo de modelo e tornou-se importante pólo cultural de caráter internacional.
16. Um aspecto significativo e, de certa forma, inovador foi a oficialização da cultura,
ou seja, a intervenção do governo nas atividades culturais, mediante a criação de
centros de produção cultural e escolas, concebidas como espaços voltados para a
realização de um processo educativo sistemático.
Dê, como resposta, a soma das alternativas corretas.
40. UFGO-PS Na Antigüidade, havia diversos padrões de apropriação dos bens e recursos
necessários à sobrevivência, entre os quais se destacava a terra.
Sobre tais padrões, julgue os itens abaixo, colocando (c) para as certas e (e) para as erradas.
( ) Na Mesopotâmia, os camponeses trabalhavam terras que eram consideradas pro-
priedade dos deuses. Corporações de sacerdotes administravam a produção, a par-
tir de cada uma das cidades-estado que disputavam entre si as terras cultiváveis.
( ) Durante a expansão romana, os soldados (advindos do campesinato) e a elite (tanto
a aristocracia como os novos ricos) disputavam a propriedade das terras conquista-
das. Tais conflitos ficam evidenciados nas tentativas de reforma dos irmãos Graco
e nas disputas de poder nos dois triunviratos.
( ) Em Atenas, a aristocracia de origem dórica mantinha o monopólio da propriedade
territorial, o que exigia uma política de expansão, como o atestam a fundação de
colônias (Tarento) e a conquista do Peloponeso (seus habitantes foram transforma-
dos em escravos do Estado).
( ) A mudança na estrutura da propriedade fundiária (a transformação do camponês
romano em escravo) é o principal indício da crise que abalou o Baixo Império
Romano (séculos III, IV, e V da nossa era).
41. UFSE Analise as proposições sobre os egípcios e povos mesopotâmicos:
( ) A religião monoteísta foi o elemento cultural mais atuante em todos os períodos da
história política do Egito Antigo.
( ) A medicina, a arquitetura e a engenharia no Egito foram pouco utilizadas e insigni-
ficantemente estimuladas pelo poder central.
( ) Estimulados pelos faraós e pelos sacerdotes, técnicos e artistas, atuando como ver-
dadeiros funcionários do Estado, buscaram, em vão, através dos estudos da astro-
nomia, elaborar um calendário.
( ) Mesopotâmia – nome dado pelos gregos e que significa “terra entre dois rios” –
compreendia os vales e planícies irrigados pelos rios Tigre e Eufrates, onde hoje é
o território do Iraque e terras próximas.
( ) Durante o reinado de Nabucodonosor (604 a.C. – 561 a.C.), o Segundo Império
Babilônico viveu o seu apogeu. Foi a época das grandes construções públicas como
os templos para vários deuses, especialmente o de Marduk, as grandes muralhas da
cidade e os palácios, a exemplo dos “Jardins Suspensos da Babilônia”, considera-
dos pelos gregos como uma das maiores – “maravilhas do mundo”.
HISTÓRIA - O modo de produção asiático, Grécia antiga e mundo romano
IM
PR
IM
IR
Voltar
GA
BA
RI
TO
Avançar
14
42. Unb-DF/PAS
“Sócrates tornara-se um perigo, pois fazia a juventude pensar. Por isso, eles o acusaram de
desrespeitar os deuses, corromper os jovens e violar as leis. Levado perante a assembléia,
Sócrates não se defendeu e foi condenado a tomar um veneno – a cicuta – e obrigado a
suicidar-se.”
CHAUÍ, Marilena. Convite à Filosofia.
Com o auxílio do texto, julgue os itens seguintes, referentes à Grécia Clássica, colocando
(C) para as certas e (E) para as erradas.
( ) Lançando algumas das principais bases da civilização ocidental, os gregos produ-
ziram uma cultura antropocêntrica e racionalista, que teve na Filosofia uma de suas
expressões mais eloqüentes.
( ) Voltada para a reflexão em torno da vida, a Filosofia grega passou da tentativa de
explicação física do universo para a abordagem dos aspectos essenciais que envol-
vem o ser humano.
( ) Conferindo à Filosofia um sentido marcantemente humanista e moral, Sócrates
acabou por atingir os interreses dos detentores do poder estabelecido, sendo por
eles condenado.
( ) O alto grau de desenvolvimento cultural atingido pela Grécia Clássica, especial-
mente em função do trabalho dos filósofos, tornou impraticável a existência da
escravidão, considerada como a negação da essência humana.
43. UFRN As sociedades que, na Antiguidade, habitavam os vales dos rios Nilo, Tigre e
Eufrates tinham em comum o fato de:
a) terem desenvolvido um intenso comércio marítimo, que favoreceu a constituição de
grandes civilizações hidráulicas;
b) serem povos orientais que formaram diversas cidades-estado, as quais organizavam e
controlavam a produção de cereais;
c) haverem possibilitado a formação do Estado a partir da produção de excedentes, da
necessidade de controle hidráulico e da diferenciação social;
d) possuírem, baseados na prestação de serviço dos camponeses, imensos exércitos que
viabilizaram a formação de grandes impérios milenares.
44. UFPB Sobre o Egito antigo, é correto afirmar que:
a) a religião desempenhava um papel fundamental na cultura egípcia, com o culto ao
Deus Shiva da fertilidade da terra;
b) os egípcios inventaram o alfabeto, composto de 22 letras consonantais, influenciando
o alfabeto grego, base de várias línguas modernas;
c) as obras literárias baseadas em princípios morais e religiosos circulavam