Resumo - Introdução a Servomecanismos

Resumo - Introdução a Servomecanismos


DisciplinaServomecanismo247 materiais537 seguidores
Pré-visualização1 página
CAMPUS SÃO JOÃO DA BOA VISTA 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Resumo: 
Servomecanismos 
 
 
 
 
 
 
 
 
ALUNO: Gilberto Vicente Prandi 
PROFESSOR: Muriell Freire 
 
 
18 DE FEVEREIRO DE 2019 
Servomecanismos são sistemas mesclados entre estruturas eletrônicas e 
mecânicas, com base em controle de malha fechada, controlar variáveis como torque, 
velocidade, aceleração ou torque. Apesar de outrora esses sistemas serem utilizados para 
controles pneumáticos ou hidráulicos, mas recentemente estão sendo amplamente 
utilizados em robótica e máquinas CNC. 
Um servomecanismo é composto tipicamente, apesar de não exclusivamente, 
por quatro partes, são elas: Uma fonte de energia, moduladores de potência, atuadores e 
transdutores (sensores). 
Os atuadores desses sistemas, mais recentemente, são compostos por um motor 
AC ou DC, e um sistema transmissor com engrenagens e ou outros sistemas mecânicos 
de transmissão. 
Os sensores, são basicamente sistemas para indicar o posicionamento para a 
malha de retroalimentação, podem ser desde simples potenciômetros soldados ao eixo do 
motor, a até sensores de vibração e estabilidade. 
A fonte de energia se faz necessária para alimentar esses sistemas, contudo, 
moduladores de potência são extremamente necessários para filtrar ruídos, controlar a 
tensão e corrente da fonte de energia, além de poder efetuar controle do mesmo. 
Os servomecanismos podem ser dos tipos: Hobby, brushless, AC ou DC. 
Os servos de hobby, são muito utilizados para prototipagem e ou projetos em 
pequena escala, normalmente associados a projetos que utilizam sistemas 
microcontrolados, ou aqueles que recebem controle das placas de prototipagem arduino. 
 
Fig 1.0 \u2013 Servomecanismo para prototipagem MG995 da TowerPro. 
Os servomotores a base de motores brushless (BLDC), utilizam do princípio dos 
motores sem escovas e principalmente, da altíssima velocidade de rotação obtida no eixo, 
através dos módulos de controle ESC (Electronic speed control). 
 
Fig 2.0 \u2013 Vista em corte de um motor BLDC. 
 
Os motores DC e AC necessitam de adaptações para serem utilizados como 
servomecanismos, normalmente para isso são inseridos controles microcontrolados, ou 
ainda controlados por CLP\u2019s, um sensor a fim de monitorar a posição, velocidade e ou 
torque de eixo. 
 
Fig 3.0 \u2013 Motor AC com módulos para atuar como servomotor. 
Apesar de na maioria das vezes os servomecanismos serem utilizados como 
aplicação rotativa, por meio dos servomotores, os atuadores lineares também são muito 
utilizados pela indústria de modo geral. 
 
Fig 4.0 \u2013 Servomecanismos lineares de ação dupla e simples. 
 
Assim, graças a ampla gama de aplicações dos servomecanismos, lineares ou 
rotativos, além de seu controle apurado, esses estão se tornando fortemente utilizados na 
indústria e em áreas que necessitam de ajustes de precisão, como a indústria aeronáutica, 
a robótica e a área biomédica.