Manual de Licitação em Contratos TCU
270 pág.

Manual de Licitação em Contratos TCU


DisciplinaDireito Administrativo IV484 materiais1.272 seguidores
Pré-visualização50 páginas
que esteja em situação de inadimplência em contratação anterior com a 
Administração Pública.
Acórdão 979/2006 Plenário (Voto do Ministro Relator)
Aplique, quando necessário, as penalidades previstas no termo contratual 
e no art. 87 da Lei nº 8.666/1993, quando omitidas obrigações pactuadas 
pela contratada.
Acórdão 1727/2006 Primeira Câmara
De acordo com o art. 46, da Lei nº 8.443, de 1992, caso ocorra fraude 
comprovada à licitação, este Tribunal pode declarar a inidoneidade do licitante 
fraudador para participar, por até cinco anos, de licitação na Administração 
Pública Federal. Trata-se de um direito legal do Tribunal de Contas da União.
Tribunal de Contas da União
758
Acórdão 767/2005 Plenário (Relatório do Ministro Relator)
Com efeito, a declaração de inidoneidade requer estrita comprovação de que 
as entidades teriam contribuído para a prática de fraude à licitação e as provas 
coligidas nos autos não se mostram robustas o suficiente para formar minha 
convicção nesse sentido.
Acórdão 147/2005 Primeira Câmara (Voto do Ministro Relator)
Preveja, tanto no edital quanto no respectivo contrato, situações claras 
para aplicação das penalidades, estabelecendo gradações entre as sanções 
de acordo com o potencial de lesão que poderá advir de cada conduta a 
ser apenada, em atenção ao disposto no art. 55, incisos VII, VIII e Ix, da Lei 
nº 8.666/1993.
Acórdão 137/2010 Primeira Câmara (Relação)
Instaure processo administrativo, nos termos da Lei nº 9.784/1999, para 
decidir sobre a aplicação da penalidade prevista no art. 7º da Lei 10.520/2002 
à empresa licitante que utilizou documentação falsa em pregão presencial de 
2006, durante a fase de classificação desse certame.
Acórdão 3964/2009 Segunda Câmara (Relação)
Consulte também a Decisão: Plenário: 36/2001; os Acórdãos: Plenário: 2557/2007, 
480/2007, 2406/2006, 2060/2006, 1533/2006, 301/2005, 286/2002; Primeira Câmara: 
1727/2006 (Sumário), 1727/2006; Segunda Câmara: 254/2004. 
Condições de Importação, Data e 
Taxa de Câmbio para Conversão
Nos contratos que abranjam importação, devem estar definidas de modo preciso, 
principalmente: condições de importação, data em que ocorrerá o pagamento, 
moeda e taxa de câmbio para conversão.
Deve estar definido no contrato, por exemplo, que pagamento feito a contratado 
brasileiro será efetuado, em moeda nacional, à taxa de câmbio vigente no dia útil 
imediatamente anterior à data do efetivo pagamento.
Vinculação do Contrato ao Ato Convocatório 
É obrigatória vinculação do contrato à proposta do contratado e aos termos 
da licitação realizada, ou aos termos do ato de dispensa ou de inexigibilidade 
de licitação.
759
Licitações e Contratos - Orientações e Jurisprudência do TCU
DELIBERAÇÕES DO TCU
Nos termos do art. 41 da Lei nº 8.666/1993 a Administração não pode 
descumprir as normas e condições do edital, ao qual se acha estritamente 
vinculada.
Acórdão 1060/2009 Plenário (Sumário)
Observe, no que se refere a eventuais alterações propostas, o dever de 
manutenção do vínculo e compatibilidade estabelecidos inicialmente entre 
o ato convocatório, o cronograma físico-financeiro e a execução da obra.
Acórdão 1932/2009 Plenário
Abstenha-se de aceitar propostas de bens com características diferentes das 
especificadas em edital, em respeito ao princípio de vinculação ao instrumento 
convocatório, consoante o art. 3º da Lei nº 8.666/1993.
Acórdão 932/2008 Plenário
Faça constar dos termos de contratos cláusula que estabeleça sua vinculação 
ao edital de licitação, conforme o art. 55, xI, da Lei nº 8.666/1993.
Acórdão 2387/2007 Plenário 
Observe rigorosamente o princípio da vinculação ao edital, previsto nos 
arts. 3º e 41, da Lei nº 8.666/1993, abstendo-se de efetuar prorrogações de 
contratos não previstas.
Acórdão 1705/2003 Plenário
Observe que o instrumento de contrato vincula-se aos termos da 
licitação, conforme disposto no art. 54, § 1º, da Lei nº 8.666/1993, não 
podendo acrescentar direitos ou obrigações não previstos no instrumento 
convocatório.
Acórdão 392/2002 Plenário
Observe a obrigatoriedade de vinculação entre o edital e o contrato prevista 
no art. 41 da Lei nº 8.666/1993.
Acórdão 286/2002 Plenário
Deve ser cumprido o disposto no art. 54, § 1º, da Lei nº 8.666/1993, no que 
tange à conformidade entre os contratos assinados com os termos das 
respectivas licitações e propostas a que se vinculam.
Decisão 168/1995 Plenário
Abstenha-se de modificar, mediante tratativas com as empresas participantes 
do certame, a natureza e as características do objeto licitado, em atendimento 
Tribunal de Contas da União
760
ao princípio da vinculação ao instrumento convocatório, estabelecido no art. 
3º da Lei nº 8.666/1993.
Acórdão 3894/2009 Primeira Câmara
Observe, na elaboração dos contratos, os termos da licitação e da proposta a 
que se vinculam, bem assim do ato que autorizou a dispensa ou inexigibilidade 
e respectiva proposta, conforme disposto no art. 54 da Lei nº 8.666/1993.
Decisão 107/1995 Segunda Câmara
Legislação Aplicável
Contratos administrativos regulam-se por suas cláusulas, pelas normas da Lei de 
Licitações e pelos preceitos de direito público. 
Nos casos em que a legislação for omissa, os contratos serão regidos 
supletivamente por princípios da teoria geral dos contratos e pelas disposições de 
direito privado.
DELIBERAÇÕES DO TCU
O art. 15, inciso III, da Lei nº 8.666/93 é claro quando aduz que as compras 
efetuadas pela Administração, sempre que possível, deverão submeter-se às 
condições de aquisição e pagamento semelhantes às do setor privado.
Além do dispositivo precitado, o art. 54 da mesma lei determina que os 
contratos administrativos devem ser regulados por suas cláusulas e pelos 
preceitos de direito público, aplicando-se supletivamente os princípios da 
teoria geral dos contratos e as disposições de direito privado.
Assim, devem ser aplicadas aos contratos administrativos as regras do Código 
de Defesa do Consumidor, bem assim as demais disposições de direito privado, 
no que couber e o que não atentar às normas de direito público.
Acórdão 2056/2008 Plenário (Voto do Ministro Relator)
De relevo notar, ainda, quanto à aplicação de dispositivos do Código Civil de 
2002, que apenas supletivamente aplicam-se aos contratos administrativos os 
princípios da teoria geral dos contratos e as disposições do direito privado. Por 
outro lado, a irregularidade apontada se deu em momento anterior à fase de 
execução do contrato, especificamente quando da não-realização do devido 
procedimento licitatório para a aquisição do equipamento secador de roupas 
hospitalar. Nesse sentido, não há que se falar em onerosidade excessiva para a 
761
Licitações e Contratos - Orientações e Jurisprudência do TCU
contraparte, função social na aplicação do contrato, fato superveniente, pacta 
sunt servanda, rebus sic stantibus, abuso de direito.
Por último, os argumentos de que deve ser preservada, na análise do fato, a 
manifestação concreta da autonomia substancialmente consentida, bem assim 
não se pode impor subordinação radical aos preceitos aplicados em tempos 
historicamente diferentes, não são suficientes para elidir a irregularidade 
apontada. De fato, o administrador público, conforme leciona hely Lopes 
Meirelles (in \u2018Direito Administrativo Brasileiro\u2019, 25ª ed., Malheiros Editores, 2000, 
p. 82), encontra-se, \u2018em toda a sua atividade funcional, sujeito aos mandamentos 
da lei e às exigências do bem comum, e deles não se pode afastar ou desviar, 
sob pena de praticar ato inválido e expor-se a responsabilidade disciplinar, 
civil e criminal, conforme o caso.\u2019 Nesse sentido, a \u2018manifestação concreta 
da autonomia substancialmente