Manual de Licitação em Contratos TCU
270 pág.

Manual de Licitação em Contratos TCU


DisciplinaDireito Administrativo IV484 materiais1.281 seguidores
Pré-visualização50 páginas
conclusão, de entrega, de \u2022	
observação e de recebimento definitivo, conforme o caso;
crédito pelo qual correrá a despesa, com a indicação da classificação funcional \u2022	
programática e da categoria econômica;
garantias oferecidas para assegurar a execução plena do contrato, quando \u2022	
exigidas no ato convocatório;
Tribunal de Contas da União
670
direitos e responsabilidades das partes;\u2022	
penalidades cabíveis e valores das multas;\u2022	
casos de rescisão;\u2022	
reconhecimento dos direitos da Administração, em caso de rescisão \u2022	
administrativa;
condições de importação, data e taxa de câmbio para conversão, quando \u2022	
for o caso;
vinculação ao ato convocatório ou ao termo que dispensou ou considerou a \u2022	
licitação inexigível e à proposta do contratado;
legislação aplicável à execução do contrato e especialmente aos casos \u2022	
omissos;
obrigação do contratado de manter as obrigações assumidas e as condições \u2022	
de habilitação e qualificação exigidas na licitação, durante toda a execução 
do contrato;
foro competente para solução de divergências entre as partes contratantes.\u2022	
Outros dados considerados pela Administração importantes em razão da 
peculiaridade do objeto devem constar do termo contratual, a fim de garantir 
perfeita execução do objeto e de resguardar os direitos e deveres das partes, evitando 
problemas durante a execução do contrato.
Condições apresentadas na proposta pelo licitante 
vencedor, se não estiverem previstas na licitação, 
mas forem adequadas, pertinentes e aceitas 
pela Administração, podem ser acrescentadas 
ao contrato a ser firmado. Exemplo: o prazo 
estipulado na licitação para entrega do objeto é de 
vinte dias, mas o licitante vencedor propõe fazê-
la em dez dias. Nesse caso, o prazo de entrega 
a constar do contrato será o da proposta.
Quando o termo de contrato for passível de substituição por outros 
instrumentos, deles deverão constar, no que couber, especialmente as cláusulas 
contratuais referentes à descrição do objeto, às obrigações e direitos das partes, às 
condições de pagamento, ao regime de execução, e outras previstas no art. 55 da 
Lei nº 8.666/1993.
671
Licitações e Contratos - Orientações e Jurisprudência do TCU
Carta-contrato, nota de empenho, autorização 
de compra ou ordem de execução de serviço são 
documentos mais simples utilizados para substituição 
de contratos. A esses instrumentos aplicam-se, no que 
couber, as exigências do termo de contrato. Exemplo: 
descrição do objeto, preço, prazos, condições de 
execução, dentre outras. 
 
Deve o gestor inserir claramente no contrato todas as 
condições determinadas pela Lei nº 8.666/1993, sem 
se descuidar do necessário cumprimento do princípio e 
dos limites da razoabilidade. 
 
Só se pode contratar o que foi licitado e o 
que constou da proposta vencedora.
DELIBERAÇÕES DO TCU
Atente para a inclusão de cláusulas, nos contratos que venha a celebrar 
com empresas prestadoras de serviços de informática, prevendo o repasse 
obrigatório de informações e documentações do prestador de serviço para a 
autarquia, de forma a evitar dependência em relação ao prestador, bem assim 
garantir a segurança das informações.
Acórdão 1937/2003 Plenário
Identifique de forma completa os contratantes, fazendo constar no termo 
contratual o CPF e o endereço dos representantes legais das empresas.
Acórdão 286/2002 Plenário
Observe, na elaboração de contratos, a necessidade de estipular cláusulas 
que estabeleçam de forma clara e concisa as atribuições da contratada, bem 
assim o preço do ajuste.
Acórdão 5276/2009 Segunda Câmara
Faça mencionar, nos instrumentos contratuais, a sujeição das partes 
contratantes às normas da Lei nº 8.666/1993, nos termos do art. 62, caput, da 
Lei nº 8.666/1993.
Acórdão 142/1996 Segunda Câmara
Tribunal de Contas da União
672
Observe, quando da elaboração dos contratos e termos de aditamento, a 
necessária coerência e a requerida correção, evitando a inserção de cláusulas 
equivocadas ou conflitantes que possam levar à interpretação dúbia quanto 
às disposições nelas estabelecidas.
Acórdão 1077/2004 Segunda Câmara (Relação)
CláusulAs neCessáriAs Aos ContrAtos
Serão descritas com detalhes, a seguir, as cláusulas necessárias aos contratos, 
relacionadas no art. 55 da Lei Licitações.
Objeto
Objeto da licitação é condição essencial do ato convocatório e do contrato. Deve 
conter descrição detalhada do bem, da obra ou do serviço. A partir do objeto são 
definidas as demais condições licitatórias e contratuais.
DELIBERAÇÕES DO TCU
A definição precisa e suficiente do objeto licitado constitui regra indispensável 
da competição, até mesmo como pressuposto do postulado de igualdade 
entre os licitantes, do qual é subsidiário o princípio da publicidade, que 
envolve o conhecimento, pelos concorrentes potenciais das condições básicas 
da licitação. Na hipótese particular da licitação para compra, a quantidade 
demandada é essencial à definição do objeto do pregão.
Súmula 177
Observe a necessidade de apresentação de cláusulas contratuais específicas 
e precisas, sobretudo quanto à definição do objeto da avença, do preço 
acordado, do tempo de execução e da atualização monetária do negócio 
jurídico, vedada a possibilidade de sub-rogação do pacto, conforme exigem 
os arts. 40, incisos xI e xIV, alíneas \u201cc\u201d e \u201cd\u201d, 54, 55, caput, inciso III, 56, 61, 72 e 
78, inciso VI, todos da Lei nº 8.666/1993.
Acórdão 1837/2009 Plenário
Defina o objeto de forma precisa, suficiente e clara, não se admitindo 
discrepância entre os termos do edital, do termo de referência e da minuta 
de contrato, sob pena de comprometer o caráter competitivo do certame, em 
atendimento aos arts. 3º, inciso II, e 4º, inciso III, da Lei nº 10.520/2002 c/c art. 
8º, inciso I do Decreto nº 3.555/2000.
Acórdão 531/2007 Plenário
673
Licitações e Contratos - Orientações e Jurisprudência do TCU
Discrimine, de forma precisa, no edital de licitação e no respectivo contrato, 
o objeto a ser adquirido, fornecendo todos os elementos necessários à sua 
caracterização, tanto quantitativa como qualitativamente, em observância ao 
disposto no art. 55, inciso I, da Lei nº 8.666/1993. Do mesmo modo, elabore 
o projeto básico do serviço a ser prestado previamente ao certame, no grau 
de detalhamento exigido nos arts. 6º, inciso Ix, e 7º da Lei nº 8.666/1993, 
especificando, para os contratos que lidarem com o fornecimento de mão-
de-obra, a relação das atividades que serão desempenhadas pelos agentes da 
empresa contratada, não sendo suficiente nestes casos a simples enumeração 
dos recursos humanos a serem alocados.
Acórdão 682/2006 Plenário 
Abstenha-se de firmar contrato com objeto amplo e indefinido, do tipo guarda-
chuva, em desconformidade com o ou em observância aos termos do art. 54, 
§ 1º, da Lei nº 8.666/1993.
Acórdão 717/2005 Plenário
Evidente que esta prática caracteriza, de fato, a falta de definição precisa 
do objeto, o que fere o disposto no art. 55, inciso I, da Lei nº 8.666/93. Essa 
questão é defendida pelo administrativista Marçal Justen Filho em sua obra 
\u2018Comentários à Lei de Licitações e Contratos Administrativos\u2019, 8ª edição, SP, 
pág. 507, in verbis:
\u2018O objeto do contrato é seu núcleo. Consiste nas prestações que as partes 
se obrigam a realizar. O objeto imediato do contrato administrativo é 
a conduta humana (consistente em dar, fazer, ou não fazer). O objeto 
mediato do contrato administrativo é o bem jurídico sobre o qual versa 
a prestação de dar, fazer ou não fazer. O ato convocatório, ao definir o 
\u2018objeto da licitação\u2019, estabelece uma delimitação geral e precisa do \u2018objeto 
do contrato (...)\u2019.
Acórdão 1066/2004 Plenário (Relatório do Ministro Relator)
A Licitação promovida pelo Poder Público