Resumo Lei de Responsabilidade Fiscal
103 pág.

Resumo Lei de Responsabilidade Fiscal


DisciplinaAdministração Financeira e Orçamentária I1.930 materiais16.569 seguidores
Pré-visualização26 páginas
de gestão prevê que se estabeleçam objetivos e metas de desempenho, na forma da lei, a empresa estatal federal passa a dispor de autonomia gerencial, orçamentária e financeira, deixando de integrar o orçamento de investimento da União.
FALSO. Esse \u201csem prejuízo do inciso II do 165 significa que a empresa controlada mesmo celebrando o contrato de gestão VAI CONTINUAR INTEGRANDO o orçamento de investimento da União. 
Parágrafo único. A empresa controlada incluirá em seus balanços TRIMESTRAIS nota explicativa em que informará:
I - fornecimento de bens e serviços ao controlador, com respectivos preços e condições, comparando-os com os praticados no mercado;
II - recursos recebidos do controlador, a qualquer título, especificando valor, fonte e destinação;
III - venda de bens, prestação de serviços ou concessão de empréstimos e financiamentos com preços, taxas, prazos ou condições diferentes dos vigentes no mercado.
Transparência da gestão fiscal
Art. 48. SÃO INSTRUMENTOS DE TRANSPARÊNCIA DA GESTÃO FISCAL, aos quais será dada AMPLA DIVULGAÇÃO, inclusive em meios eletrônicos de acesso público: 
Os planos, orçamentos e leis de diretrizes orçamentárias; 
As prestações de contas e o respectivo parecer prévio; 
O Relatório Resumido da Execução Orçamentária (RREO) e o Relatório de Gestão Fiscal (RGF); e as versões simplificadas desses documentos.
Obs.: Questão perguntando quais documentos de transparência deverão ser dados ampla divulgação é para usar esse ROL aqui.
Q883456 O parecer prévio emitido pelo Tribunal de Contas da União sobre as contas prestadas anualmente pelo presidente da República está dispensado de divulgação nos meios eletrônicos de acesso público.
FALSO. Tanto o parecer quanto as contas, ambos serão dados ampla divulgação!
Q842416 Nas situações em que houver frustração de receitas e ficar evidenciado o não cumprimento das metas de resultado primário ou nominal estabelecidas em instrumento de transparência da gestão fiscal, os empenhos e a movimentação financeira deverão ser limitados.
CORRETO. Note que aqui ao invés de ele falar RREO (pois é o RREO que faz esse controle das metas bimestralmente) ele diz \u201cinstrumento de transparência da gestão fiscal\u201d, e justamente, o RREO é um deles.
Art. 48 § 1o   A transparência será ASSEGURADA TAMBÉM MEDIANTE:      
I \u2013 incentivo à participação popular e realização de audiências públicas, durante os processos de elaboração e discussão dos planos, lei de diretrizes orçamentárias e orçamentos;   
Q854471 A LRF incentiva a realização de audiências públicas com o objetivo de fomentar a participação popular na elaboração do orçamento anual, mas, em razão dos aspectos técnicos envolvidos, no desenvolvimento da lei de diretrizes orçamentárias, essa participação não é incentivada. 
FALSO. A população participa NAS 3 LEIS.
II - liberação ao pleno conhecimento e acompanhamento da sociedade, EM TEMPO REAL, de informações pormenorizadas sobre a EXECUÇÃO orçamentária e financeira, em meios eletrônicos de acesso público; e       
E MAIS EM BAIXO tem um artigo falando \u201cPARA OS FINS DE CUMPRIR O INCISO II (...)\u201d ai vem os detalhes de como deve ser detalhado a receita e a despesa nessas informações.
Q873998 Entre os instrumentos de transparência da gestão pública utilizados pelos servidores públicos e disponibilizados pelo poder público, encontram-se os meios eletrônicos de acesso público que asseguram ao cidadão o acesso a informações pormenorizadas sobre a gestão fiscal.
Q337487 Os entes da Federação devem liberar à sociedade, em tempo real, o acesso a informações pormenorizadas sobre o lançamento e o recebimento de toda a receita das unidades gestoras, inclusive aquelas referentes a recursos extraordinários.
Q893273 As informações pormenorizadas sobre a execução orçamentária e financeira de todos os entes da Federação devem ser divulgadas em meios eletrônicos de acesso público.
III \u2013 adoção de sistema integrado de administração financeira e controle, que atenda a padrão mínimo de qualidade estabelecido pelo Poder Executivo da UNIÃO e ao disposto no art. 48-A.   
Q898710 A transparência na gestão fiscal do município é assegurada, entre outras medidas, pela implantação de sistema integrado de administração financeira e de controle pautado em padrão mínimo de qualidade estabelecido pelo Poder Executivo estadual. 
FALSO. Deve atender ao padrão do executivo da UNIÃO.
Q386001A adoção de um sistema integrado de administração financeira e controle é obrigatória para todos os Municípios.
CORRETO. Todo município, não importa quantos habitantes, deve ter o sistema.
Art. 73-B.  Ficam estabelecidos os seguintes PRAZOS PARA O CUMPRIMENTO DAS DETERMINAÇÕES dispostas nos incisos II e III do parágrafo único do art. 48 e do art. 48-A:      
I \u2013 1 ano para a União, os Estados, o Distrito Federal e os Municípios com mais de 100.000 habitantes;        
II \u2013 2 anos para os Municípios que tenham entre 50.000 e 100.000 habitantes;
III \u2013 4 anos para os Municípios que tenham até 50.000 habitantes.
Parágrafo único.  Os prazos estabelecidos neste artigo serão contados a partir da data de publicação da lei complementar que introduziu os dispositivos referidos no caput deste artigo.
Art. 73-C.  O NÃO ATENDIMENTO, até o encerramento dos prazos previstos no art. 73-B, das determinações contidas nos incisos II e III do parágrafo único do art. 48 e no art. 48-A SUJEITA O ENTE À SANÇÃO PREVISTA no inciso I do § 3o do art. 23    
Art. 23  I - receber transferências voluntárias;
SE não fornecer as informações em tempo real OU não adotar o sistema de administração financeira e de controle A PUNIÇÃO que se aplica é de NÃO PODER receber transferência voluntária.
§ 2º A União, os Estados, o Distrito Federal e os Municípios disponibilizarão suas informações e dados contábeis, orçamentários e fiscais conforme periodicidade, formato e sistema estabelecidos pelo órgão central de contabilidade da União, os quais deverão ser divulgados em meio eletrônico de amplo acesso público.            
§ 3o Os Estados, o Distrito Federal e os Municípios encaminharão ao Ministério da Fazenda, nos termos e na periodicidade a serem definidos em instrução específica deste órgão, as informações necessárias para a constituição do registro eletrônico centralizado e atualizado das dívidas públicas interna e externa, de que trata o § 4o do art. 32.        
§ 4o A INOBSERVÂNCIA DO DISPOSTO NOS §§ 2O E 3O ensejará as penalidades previstas no § 2o do art. 51.       
Art. 51 § 2º O descumprimento dos prazos previstos neste artigo impedirá, até que a situação seja regularizada, que o ente da Federação receba transferências voluntárias e contrate operações de crédito, exceto as destinadas ao refinanciamento do principal atualizado da dívida mobiliária.
     
§ 5o Nos casos de envio conforme disposto no § 2o, para todos os efeitos, a União, os Estados, o Distrito Federal e os Municípios cumprem o dever de ampla divulgação a que se refere o caput.      
§ 6o Todos os Poderes e órgãos referidos no art. 20, incluídos autarquias, fundações públicas, empresas estatais dependentes e fundos, do ente da Federação devem utilizar sistemas únicos de execução orçamentária e financeira, mantidos e gerenciados pelo Poder Executivo, resguardada a autonomia.          
Art. 48-A.  Para os fins a que se refere o inciso II do parágrafo único do art. 48, OS ENTES DA FEDERAÇÃO disponibilizarão a qualquer pessoa física ou jurídica o acesso a INFORMAÇÕES referentes a:     
Isso vale para TODOS OS ENTES. 
Art. 48 II - liberação ao pleno conhecimento e acompanhamento da sociedade, EM TEMPO REAL, de informações pormenorizadas sobre a EXECUÇÃO orçamentária e financeira, em meios eletrônicos de acesso público;
I \u2013 quanto à despesa: TODOS os atos praticados pelas unidades gestoras no decorrer da execução da despesa, no momento de sua realização, com a disponibilização mínima dos dados referentes ao número do correspondente processo, ao bem fornecido ou ao serviço