Resumo despesas públicas
89 pág.

Resumo despesas públicas


DisciplinaAdministração Financeira e Orçamentária I1.930 materiais16.572 seguidores
Pré-visualização20 páginas
atender à despesa no exercício em curso, bem assim cada parcela da despesa relativa à parte a ser executada em exercício futuro, com a declaração de que, em termos aditivos, indicar-se-ão os créditos e empenhos para sua cobertura.
§ 2º Somente poderão ser firmados contratos à conta de crédito do orçamento vigente, para liquidação em exercício seguinte, se o empenho satisfizer às condições estabelecidas para o relacionamento da despesa como Restos a Pagar.
Art . 31. É vedada a celebração de contrato, convênio, acordo ou ajuste, para investimento cuja execução ultrapasse um exercício financeiro, sem a comprovação, que integrará o respectivo termo, de que os recursos para atender as despesas em exercícios seguintes estejam assegurados por sua inclusão no orçamento plurianual de investimentos, ou por prévia lei que o autorize e fixe o montante das dotações que anualmente constarão do orçamento, durante o prazo de sua execução.
Art . 32. Os contratos, convênios, acordos ou ajustes para a realização de quaisquer serviços ou obras a serem custeadas, integral ou parcialmente, com recursos externos, dependem da efetiva contratação da operação de crédito, assegurando a disponibilidade dos recursos destinados ao pagamento dos compromissos a serem assumidos.
Art . 33. Os contratos, convênios, acordos ou ajustes, cujo valor exceda a CZ$2.000.000,00 (dois milhões de cruzados), estão sujeitos às seguintes formalidades:
I - aprovação pela autoridade superior, ainda que essa condição não tenha sido expressamente estipulada no edital e no contrato firmado;
II - publicação, em extrato, no Diário Oficial da União, dentro de 20 (vinte) dias de sua assinatura.
§ 1º Os contratos, convênios, acordos ou ajustes firmados pelas autarquias serão aprovados pelo respectivo órgão deliberativo.
§ 2º O extrato a que se refere este artigo, para publicação, deverá conter os seguintes elementos:
a) espécie;
b) resumo do objeto do contrato, convênio, acordo ou ajuste;
c) modalidade de licitação ou, se for o caso, o fundamento legal da dispensa desta ou de sua inexigibilidade;
d) crédito pelo qual correrá a despesa;
e) número e data do empenho da despesa;
f) valor do contrato, convênio, acordo ou ajuste;
g) valor a ser pago no exercício corrente e em cada um dos subsequentes, se for o caso;
h) prazo de vigência.
 i) data de assinatura do contrato.                     (Incluída pelo Decreto nº 206, de 1991)
§ 3º A falta de publicação imputável à administração constitui omissão de dever funcional do responsável, sendo punível na forma da lei se não tiver havido justa causa, assim como, se atribuível no contratado, faculta a rescisão unilateral, inclusive sem direito a indenização, por parte da Administração, que, todavia, poderá optar por aplicar-lhe multa de até 10% (dez por cento) do valor do contrato, o qual, assim mantido, deverá sempre ser publicado (Decreto-lei nº 2.300/86, art. 51, § 1º e art. 73, II).
§ 4º Será dispensada a publicação quando se tratar de despesa que deva ser feita em caráter sigiloso (Decreto-lei nº 199/67, art. 44).
Art . 34. Dentro de 5 (cinco) dias da assinatura do contrato, convênio acordo ou ajuste, e aditivos de qualquer valor, deverá ser remetida cópia do respectivo instrumento ao órgão de contabilidade, para as verificações e providências de sua competência.
Programação no MTO
Estrutura programática da despesa
Toda ação do Governo está estruturada em programas orientados para a realização dos objetivos estratégicos definidos para o período do PPA, ou seja, 4 anos.
A Lei do PPA 2016-2019 foi elaborada como um instrumento mais estratégico, no qual seja possível ver com clareza as principais diretrizes de governo e a relação destas com os Objetivos a serem alcançados nos Programas Temáticos. 
Com base nessas diretrizes, o PPA 2016-2019 contempla os Programas:
1- Programa Temático: aquele que expressa e orienta a ação governamental para a entrega de bens e serviços à sociedade; 
Exemplo: Um programa de reforma agrária e governança fundiária.
No caso dos Programas Temáticos, admite-se que ações padronizadas (que possuem o mesmo código) possam vincular-se a objetivos DIFERENTES. 
Exemplo: ação 4641 é \u201cPublicidade de Utilidade Pública\u201d. Esta ação pode estar vinculada a um Programa X ou a um Programa Y).
O OBJETIVO será o elo entre o Plano e o Orçamento quando se tratar de Programas Temáticos
Sobre os Objetivos: Considerando que as metas regionalizadas para a Administração Pública estão retratadas no PPA 2016-2019 na categoria Objetivos, essa categoria deverá servir de referencial para a avaliação das ações. Caso seja necessária a criação de novas ações que não possam ser vinculadas aos Objetivos existentes, o órgão setorial deverá solicitar à área responsável pelo acompanhamento do PPA a criação dessa nova categoria.
2- Programa de Gestão, Manutenção e Serviços ao Estado: aquele que expressa e orienta as ações destinadas ao apoio, à gestão e à manutenção da atuação governamental.
3- Existem ainda programas de operações especiais, mas estes são inseridos EXCLUSIVAMENTE NA LOA, eles não integram o PPA.
Obs.: Já vi em prova afirmando exatamente isso, que existem programas que não estão inseridos no PPA mas estão inseridos na LOA. Lembrar que as operações especiais integram apenas a LOA, e é correto SIM chamá-los de \u201cprogramas de operações especiais\u201d.
Na base de dados do SIOP , o campo que identifica o programa contém 4 dígitos.
ESTRUTURA DO PPA: 
1- Dimensão estratégica: Visão de futuro, Eixos e diretrizes estratégicas
2- Programas: Retratam a agenda do governo, organizada por recortes de políticas públicas
3- Objetivos: expressa as escolhas de políticas públicas, orientando a atuação do Governo para o que deve ser feito
4- iniciativas: Entregas de bens e serviços (intermediários ou finais) resultantes da atuação do Estado ou os arranjos de gestão necessários ao alcance dos objetivos.
ESTRUTURA DA LOA: 
1- Programas: 
2- Ações: Produção pública: bens e serviços ofertados à sociedade ou ao Estado
3- Subtítulos: informa a localização do Gasto.
CONCLUSÕES: 
1- A Ação Orçamentária integrará EXCLUSIVAMENTE a LOA. 
2- Os programas, que constam em ambos os instrumentos, são subdivididos em Programas Temáticos e Programas de Gestão. 
CUIDADO: Todavia, na LOA, há alguns programas que não constam no PPA, que são os Programas compostos exclusivamente por OPERAÇÕES ESPECIAIS.
Programas de operações especiais: são aqueles formados por ações orçamentárias de operações especiais - \u201cDespesas que não contribuem para a manutenção, expansão ou aperfeiçoamento das ações de governo, das quais não resulta um produto e não geram contraprestação direta sob a forma de bens ou serviços.\u201d
Ações orçamentárias
Q593804 Caso um prefeito, no primeiro ano de seu mandato, ao elaborar o plano plurianual, nele inclua a construção de escola de ensino fundamental para aumentar a oferta de vagas à população local, essa construção deverá ser qualificada, na classificação programática, como atividade, visto que ela está relacionada com a manutenção das ações do governo.
FALSO. Vai ser um PROJETO, pois é um empreendimento limitado no tempo \u2013 ele só quer construir a escola e acabou.
Q18170 Os programas, conforme suas características, podem ser classificados em atividades, projetos e operações especiais
FALSO. Os programas são classificados em dois tipos: temáticos e de apoio.
I) Quem são classificados em atividades, projetos e operações especiais são as ações orçamentárias.
Q126165 O projeto envolve um conjunto de operações a serem realizadas de modo contínuo e permanente, das quais resulta um produto necessário à manutenção da ação do governo
FALSO. Projetos são limitados no tempo (lembrar da gestão de projetos). Quem é continuo e permanente são as atividades.
Q377408 Na estrutura programática da despesa, as despesas decorrentes de sentenças judiciais, por não gerarem produtos, podem ser classificadas