Medicamentos
4 pág.

Medicamentos


DisciplinaFarmacologia I35.180 materiais639.230 seguidores
Pré-visualização2 páginas
ADRENALINA \u2013EPINEFRINA (Drenalin)
APRESENTAÇÃO: Ampolas de 1 ml (1,82 mg). Vidros (6 ml) para nebulização.
USO: IM, IV, SC e intranasal.
O QUE É: Antiasmático, vasopressor, broncodilatador, estimulante cardíaco [adrenalina (outro nome genérico); adrenérgico; estimulante adrenérgico; simpaticomimético; catecolamina].
PARA QUE SERVE: Asma brônquica, choque anafilático, parada cardíaca.
COMO AGE: Estimula de forma potente e diretamente receptores alfa e beta-adrenérgicos.
COMO SE USA: Uso injetável:
As aplicações podem ser feitas IM (glúteo, quadrante superior externo, profundamente), IV (lentamente, com monitoramento cardíaco) ou SC. Por via intravenosa usar apenas soluções a 1: 10.000 ou ainda mais diluídas.
CUIDADOS DE ENFERMAGEM
1-Inalação: instrua o paciente que é necessário intervalo de 1 a 2 min. entre as inalações.
2-Endotraqueal: se o paciente estiver intubado, a droga poderá ser injetada diretamente na árvore bronquial, através do tubo endotraqueal, execute 5 insuflações rápidas.
4-SC ou IM:logo após a aplicação massageie os locais de aplicação para aumentar a absorção da droga e diminuir a vasoconstrição local.
5-IV:administre cada 1 mg em, pelo menos, maior ou igual 1 minuto, administrações mais rápidas podem ser usadas durante RCP.
BROMETO DE IPRATRÓPIO (Atrovent, Alvent, AresIprabon)
APRESENTAÇÕES: Frascos de 20 ml de solução a 0,025 % para inalação. Frascos de 15 ml (0,020 mg / dose) de aerossol dosificador+ bocal + aerocâmera. Flaconetesde 2 ml.
USO: Inalatório.
O QUE É: Broncodilatador.
PARA QUE SERVE: Broncoespasmo associado com bronquite crônica, DPOC e enfisema pulmonar, asma, rinite alérgica ou não alérgica, resfriado comum.
COMO SE USA
Inalação oral (aerossol): Bronquite crônica, DPOC, enfisema pulmonar.
Inalação oral (solução para inalação): Bronquite crônica, DPOC, enfisema pulmonar
Uso nasal (no nariz): Rinorréia associada com rinite alérgica ou não alérgica:
CUIDADOS DE ENFERMAGEM
1-Antes da administração o paciente deverá urinar para evitar retenção urinária;
2-Nebulização: mantenha a droga ao abrigo da luz, dilua em 3 -5 ml de soro fisiológico 0,9%, a máscara de nebulização deve estar ajustada perfeitamente. O paciente com predisposição a glaucoma deve proteger os olhos.
CAPTOPRIL (Capoten, Capotrat, Captolin, Captotec, Hipoten, Hipocatril)
APRESENTAÇÕES: Comprimidos de 12,5 mg, 25 mg ou 50 mg.
USO: VO.
O QUE É: Anti-hipertensivo, vasodilatador (na ICC).
PARA QUE SERVE: Hipertensão arterial, ICC (tratamento adjunto com diuréticos e digitálicos).
COMO AGE: Como anti-hipertensivo, inibe competitivamente a ECA (enzima conversora da angiotensina), diminuindo assim a conversão da angiotensina I em angiotensina II que é um potente vasoconstritor.
COMO SE USA: Uso oral: tomar o medicamento 1 hora antes da refeição.
CUIDADOS DE ENFERMAGEM
1-VO: a medicação deve ser administrada 1 hora antes ou 2 horas após as refeições ou do uso de antiácidos.
HIDRALAZINA (Apresolina, Nepresol, Lowpress)
APRESENTAÇÕES: Comprimidos de 25 mg ou 50 mg. Ampolas de 1 ml (20 mg).
USO: VO, IM e IV.
O QUE É: Anti-hipertensivo, vasodilatador na ICC.
PARA QUE SERVE: Hipertensão arterial, ICC (em combinação com dinitratode isossorbida), pré-eclâmpsia ou eclampsia.
CUIDADOS DE ENFERMAGEM
1-VO:a medicação deve ser administrada sempre com alimentos para aumentar absorção da droga.
2-IM ou IV: a droga somente deverá ser administrada por estas vias, quando a VO for impraticável.
3-IV direta: não é necessário diluir a droga, após abertura da ampola, aspire com uma seringa e administre logo em seguida, para evitar descoloração da droga.
DIAZEPAM (Ansilive, Calmociteno, DiazepanNQ, Dienpax, Noan, Relapax, Valium)
APRESENTAÇÕES: Comprimidos de 5 mg ou 10 mg. Ampolas de 2 ml (10 mg) de solução injetável.
USO: VO, IM e IV.
O QUE É: Tranquilizante, ansiolítico.
PARA QUE SERVE: Ansiedade, crise convulsiva, estado epilético, sedação antes de exames ou procedimentos médicos.
CUIDADOS DE ENFERMAGEM
1-VO:a medicação deve ser administrada com alimentos para evitar problemas GI.
2-IM:uso não recomendado devido a absorção irregular, lenta e dolorosa, se for realmente necessário, administre profundamente no músculo.
3-IV: a medicação não deve ser administrada em veia de fino calibre (dorso da mão e punhos), administre lentamente 5 mg / min. Evite o extravasamento, a droga não deve ser armazenada em seringas plásticas nem misturadas com outras substâncias devido à incompatibilidade.
ESCOPOLAMINA, HIOSCINA (Buscopan)
APRESENTAÇÃO: Drágeas de 10 mg. Frasco com 20 ml (10 mg / ml) de solução oral. Ampolas com 1 ml (20 mg) de solução injetável.
USO: VO, IM, IV e SC.
O QUE É: Antiespasmódico; anticolinérgico.
PARA QUE SERVE: Cólica, úlcera do estômago, úlcera duodenal.
CUIDADOS DE ENFERMAGEM
1-Informe ao paciente que a medicação apenas ameniza a dor, a qual deverá ser esclarecida para possibilitar o tratamento de sua causa.
2-Pode causar boca seca. Enxágues orais frequentes, balas ou gomas de mascar sem açúcar podem minimizar este efeito.
3-Pode causar sonolência. Recomende que o paciente evite dirigir e outras atividades que requerem estado de alerta durante a terapia.
4-Recomende ao paciente que evite o consumo de álcool.
5-Durante a administração parenteral, monitorize periodicamente a frequência cardíaca.
6-Periodicamente durante a terapia, avalie os sinais de retenção urinária.
7-IV: a droga deve ser infundida (gotejamento contínuo ou direto) lentamente e sempre diluída, conforme prescrição médica.
8-VO: drágeas não devem ser mastigadas, administrar com um pouco de líquido.
FENOTEROL (Berotec, Fenozan, Flux-air)
APRESENTAÇÕES: Frasco com 20 ml (5mg / ml) de solução oral (gotas). Frasco com 120 ml (5 mg / 10 ml [adulto] ou 22,5 mg / 10 ml [pediátrico]) de xarope. Frascos com 10 ml (200 doses) ou 15 ml (300 doses) de aerossol dosificador+ aerocamera. Comprimidos de 2,5 mg.
USO: VO e inalatório.
O QUE É: Broncodilatador.
PARA QUE SERVE: Tratamento de broncoespasmo associado com asma. Tratamento e profilaxia de broncoespasmo associado com bronquite crônica, enfisema pulmonar, DPOC.
CUIDADOS DE ENFERMAGEM
1-VO:a medicação deve ser administrada durante as refeições para minimizar as reações GI.
2-Nebulização: os acessórios utilizados (máscaras, tubos e conexões) devem ser lavados com água e sabão de coco ou detergente e imersos em solução de hipoclorito de sódio a 9% num recipiente com tampa até a administração da próxima dose.
DICLOFENACO DE SÓDIO (Artren, Benevran, Biofenac, Voltaren)
APRESENTAÇÃO: Comprimidos de 25 mg, 50 mg, 75 mg e 100 mg. Cápsulas de 100 mg. Frascos de 10 ml ou 20 ml (15 mg / ml) de solução (gotas). Ampolas de 2 ml e 3 ml (75 mg) de solução injetável. Supositórios de 50 mg. Cápsulas retais de 50 mg e 100 mg. Bisnagas com 30 g, 50 g ou 60 g de gel.
USO: VO, IM, retal e tópico (dermatológico).
O QUE É: Antiinflamatórionão esteróide; anti-reumático; analgésico; antigotoso; antidismenorréico; antienxaquecoso.
PARA QUE SERVE: Artrite reumatóide; crise aguda de gota; dor (leve e moderada), inflamação (em odontologia); enxaqueca; inflamação pós-operatória dolorosa; artrose; reumatismo não articular; síndrome dolorosa da coluna vertebral.
CUIDADOS DE ENFERMAGEM
1-A medicação não deve ser usada durante a gestação ou lactação. No caso de gravidez (confirmada ou suspeita) ou se a paciente estiver amamentando, o médico deverá ser comunicado imediatamente.
2-Informe ao paciente as reações adversas mais frequentemente (epigastralgia, náusea, vômito, diarréia, cólicas abdominais, prurido, eritema, anorexia, cefaléia, tontura, vertigem) relacionadas ao uso da medicação e que durante a ocorrência de qualquer uma delas, o médico deverá ser comunicado.
3-VO: a medicação deve ser administrada com um copo cheio de água durante ou após as refeições ou com um antiácido contendo alumínio ou magnésio para minimizar a irritação gástrica. As primeiras duas doses podem ser administradas com o estômago vazio para possibilitar um efeito mais rápido, os comprimidos