Resumo orçamento técnicas e conceitos
53 pág.

Resumo orçamento técnicas e conceitos


DisciplinaAdministração Financeira e Orçamentária I1.928 materiais16.547 seguidores
Pré-visualização13 páginas
inadequado: dizer que o objeto é construir X Km de rodovias asfaltadas. Os objetivos explícitos somente pelas metas físicas não são adequados , porque não fornecem maiores justificativas para os investimentos. 
O que é necessário: São necessárias indicações sobre os resultados substantivos do programa, que certamente estão ligados à rapidez e à segurança com que pessoas e bens são transportados de um ponto a outro. Nesse plano de considerações, objeto de análise, em cada projeto específico, os ganhos de percurso em relação aos itinerários existentes, a economia nos custos de transportes, especialmente de bens e mercadorias, a diminuição de acidentes etc. Esse tipo de avaliação, além de esclarecer sobre os objetivos, é um precioso auxiliar na ordenação das metas por prioridade.
Outro exemplo esclarecedor pode ser encontrado no Programa de Construção de Escolas:
Na grande maioria das vezes é apontado como objetivo do programa a construção de x escolas ou y salas de aula. Mesmo que se reconheça que está implícito um ganho substantivo em qualquer nova escola implantada, o programa estaria mais bem justificado se evidenciasse o seu grande objetivo: o número de novos alunos que passarão a ser atendidos com as novas salas de aula.
Outro requisito importante a ser observado na formulação dos objetivos É A COMPATIBILIZAÇÃO dos mesmos, isto é, os objetivos não devem conflitar entre si. As possibilidades de conflito são mais frequentes entre objetivos econômicos e aqueles do tipo social.
A origem desse risco está na multiplicidade de entidades formuladoras de programas e nas dificuldades de os escalões superiores desenvolverem adequada coordenação dos trabalhos executivos.
Visando fugir à centralização e buscando fórmulas mais ágeis de cumprimento de suas metas, o setor público tem procurado descentralizar-se, com ganhos de eficiência, mas com perdas na necessária unidade.
O Orçamento-programa acaba sendo um instrumento importante de COORDENAÇÃO COM VISTAS NA UNIDADE, pois reúne, para decisão superior, a programação de todas as entidades, oportunidade em que as necessárias avaliações e compatibilizações podem ser efetuadas.
A ANÁLISE DE PROGRAMAS é geralmente apontada como a mais original e importante das contribuições do PPBS e sua finalidade básica é exatamente possibilitar um processo mais criterioso de escolha entre programas alternativos cujos produtos finais concorrem para o alcance dos objetivos.
Na análise de programas compreende três etapas principais:
a) Definição dos objetivos do programa: As questões aqui envolvidas dizem respeito aos resultados em si do Programa, como esses resultados se relacionam com aqueles produzidos por organismos públicos e privados na mesma área e qual é o alvo do Programa, isto é, a clientela a ser beneficiada.
b) Identificação dos meios alternativos para atingir os objetivos do Programa: Na hipótese, por exemplo, de que um dos objetivos a ser alcançado em determinada região pobre seja a redução da mortalidade infantil, poderiam ser identificados diversos programas alternativos que contribuiriam para o alcance da meta: Programas de Cuidados Pré-natais, Programas de Cuidados Pós-natais, Treinamento de Pessoal Paramédico, Implantação de Postos de Saúde e outros mais. Nessa etapa, segundo Haldi, o essencial da análise é a maneira imaginativa com que são identificados os meios alternativos de consecução dos objetivos. Ser imaginativo significa ser crítico inclusive com os programas existentes. Defendendo o sistema das acusações de ser um processo demasiadamente \u201ctécnico\u201d, Haldi garante que \u201calternativas programáticas criativas não emergem de computadores ou de modelos matemáticos. Provêm de indivíduos imaginativos na totalidade dos casos\u201d.
c) Exame e ponderação das alternativas: Aqui interessam especialmente os custos e o grau de contribuição de cada alternativa para o alcance dos objetivos programáticos. Esse tipo de estudo, rotulado de \u201canálise de custo-eficácia\u201d, desenvolveu-se a partir da difusão do computador que facilitou a realização de simulações matemáticas, além do próprio processamento de grande quantidade de informações.
ESTRUTURA PROGRAMÁTICA:
O elemento básico da estrutura do Orçamento-programa é o PROGRAMA, definido genericamente como o campo em que se desenvolvem ações homogêneas que visam ao mesmo fim
A formulação de Programas não é tarefa fácil, pois há a questão da amplitude que muitas vezes faz com que, na realidade, um Programa esteja dentro de outro.
Exemplo: Um programa de desenvolvimento urbano pode envolver ações de saneamento básico , que poderiam ser parte de um programa próprio de saneamento básico , mas estarão integrando o programa de desenvolvimento urbano.
No plano teórico tem havido muita discussão sobre os critérios a serem observados para a estruturação dos Programas, sem muitos resultados, é verdade. Resta a adoção de definições convencionais como a do manual da ONU:
O programa é o nível máximo de classificação do trabalho executado por uma unidade administrativa de nível superior no desempenho das funções que lhes são atribuídas. Utiliza-se a palavra para designar o resultado do trabalho, ou seja, um produto ou serviço final, representativo dos propósitos para que a unidade foi criada.
Segundo o conceito acima, o PROGRAMA É CARACTERIZADO por 3 aspectos:
a) representa o nível máximo de classificação do trabalho a cargo das unidades administrativas superiores do governo (ministérios, autarquias, fundações, empresas etc.);
b) É traduzido por um produto final;
c) Produto este que representa os objetivos para os quais a unidade foi criada.
Gonzalo Martner define Programa como um instrumento destinado a cumprir as funções do Estado, através do qual são estabelecidos os objetivos e metas, quantificáveis ou não (em termos de um resultado final), que serão cumpridos através da integração de um conjunto de esforços com recursos humanos, materiais e financeiros a ele alocados, com um custo global determinado e cuja execução está, em princípio, a cargo de uma unidade administrativa de alto nível dentro do governo. 
Na concepção do Orçamento-programa, o outro elemento essencial de sua estrutura É A ATIVIDADE.
A atividade pode ser definida como uma divisão do esforço total, dentro de um programa ou subprograma, em um tipo de trabalho razoavelmente homogêneo, cujo propósito é contribuir para a realização do produto final de um programa. A atividade representa um agrupamento de operações de trabalho ou tarefas geralmente executadas por unidades administrativas de nível secundário dentro de uma organização a fim de alcançar as metas e objetivos do programa da unidade.
CUIDADO: É COM BASE NA CLASSIFICAÇÃO POR ATIVIDADES que o Orçamento-programa é elaborado e apresentado, bem como executado e controlado. Ao contrário do Programa, cuja utilidade maior está em propiciar análises e avaliações ao nível dos escalões superiores, a Atividade é o instrumento de operacionalização do orçamento e peça básica das funções administrativas e gerenciais.
DEFINIÇÕES DAS CATEGORIAS PROGRAMÁTICAS SEGUNDO O MANUAL DA ONU
MENSURAÇÃO E CUSTOS
A mensuração das operações a cargo do governo é outro elemento-chave do Orçamento-programa. 
Obs.: Desde as primeiras concepções do performance budget americano, a medição dos resultados do trabalho governamental tem se constituído numa das preocupações centrais. 
Já que o orçamento expressa os objetivos, é natural que haja um sistema que meça o rendimento do trabalho mediante o qual os objetivos são buscados.
No processo orçamentário programado, a mensuração tem utilidade em TODAS as suas etapas \u2013 elaboração, execução e avaliação \u2013 e em todos os níveis organizacionais. 
Segundo o manual da ONU, OS OBJETIVOS BÁSICOS DA MENSURAÇÃO são:
Medir fisicamente o trabalho e seus resultados e estabelecer relações pertinentes com o emprego dos recursos a fim de obter dados que sejam úteis para formular e apresentar as propostas orçamentárias
Dotar pessoal e distribuir