Gerenciamento de Projetos Estabelecendo Diferenciais Competitivos Ricardo Vargas (2009, Brasport)

Gerenciamento de Projetos Estabelecendo Diferenciais Competitivos Ricardo Vargas (2009, Brasport)


DisciplinaProtista31 materiais83 seguidores
Pré-visualização45 páginas
com as funções);
\u2022 orçamento, análise de custos e fluxos de caixa;
\u2022 necessidade de contratação e treinamento de pessoal;
\u2022 formas previstas de avaliação dos índices de qualidade e desempenho a serem atingidos pelo projeto;
\u2022 potenciais obstáculos a serem enfrentados pelo projeto e possíveis soluções;
\u2022 lista de pendências;
\u2022 planos das áreas de conhecimento (também considerados planos auxiliares)9:
\u2022 Plano de Gerenciamento de Escopo;
\u2022 Plano de Gerenciamento de Tempo;
\u2022 Plano de Gerenciamento de Custos;
\u2022 Plano de Gerenciamento da Qualidade;
\u2022 Plano de Gerenciamento de Recursos Humanos;
\u2022 Plano de Gerenciamento das Comunicações;
\u2022 Plano de Gerenciamento de Riscos;
\u2022 Plano de Gerenciamento das Aquisições.
 
 Gerenciamento de Projetos - Estabelecendo Diferenciais Competitivos (Portuguese Edition)
 
 
 
GERENCIAMENTO DE ESCOPO 
\u201cAqueles que se esquecem dos erros do passado estão condenados a repeti-los no futuro.\u201d
George Santayana
 
 Gerenciamento de Projetos - Estabelecendo Diferenciais Competitivos (Portuguese Edition)
 
 
 
 1.18 Definição
O gerenciamento de escopo tem como objetivo principal definir e controlar os trabalhos a serem realizados pelo projeto de modo a garantir que o produto, ou serviço, desejado seja obtido através da menor quantidade de trabalho possível, sem abandonar nenhuma premissa estabelecida no objetivo do projeto.
 
Uma importante diferenciação precisa ser estabelecida entre projeto e produto, no que diz respeito ao escopo. Kerzner afirma que a maior parte dos ciclos de vida de produtos e projetos são similares, exceto em um fator: os projetos têm um ciclo de vida predefinido, ao passo que o produto existe enquanto existir uma finalidade comercial para ele, ou seja, enquanto ele for lucrativo e interessante para a organização.
Portanto, o escopo de um projeto é definido como o trabalho que precisa ser desenvolvido para garantir a entrega de um determinado produto dentro de todas as suas especificações e funções.
 
Genericamente, o escopo pode ser subdividido em:
Escopo Funcional \u2013 Conjunto de características funcionais do produto, ou serviço, a ser desenvolvido pelo projeto, tais como capacidade, mercado, filosofia, etc. Normalmente são direcionados ao cliente e são também denominados requisitos funcionais;
Escopo Técnico \u2013 Características técnicas do projeto, destacando os padrões e as especificações a serem utilizadas, normas legais a serem obedecidas, procedimentos de qualidade (ISO) etc. Normalmente são direcionados para a equipe do projeto e são também denominados requisitos técnicos;
Escopo de Atividades \u2013 Trabalho a ser realizado para prover o escopo técnico e o escopo funcional do produto, ou serviços, do projeto, normalmente evidenciado na Estrutura Analítica do Projeto (EAP).
 
Um projeto com um detalhamento de escopo significativamente grande possui uma complexidade muito alta no que diz respeito ao gerenciamento de escopo. É importante trabalhar-se com um escopo que garanta o produto, ou serviço, do projeto, sem ser demasiadamente detalhado, para que seu gerenciamento não se torne excessivamente complexo.
Figura 5.1 \u2013 Detalhamento do Escopo x Complexidade no gerenciamento
 
 Gerenciamento de Projetos - Estabelecendo Diferenciais Competitivos (Portuguese Edition)
 
 
 
 1.19 Mindmap dos Processos de Gerenciamento de Escopo
Os processos de gerenciamento de escopo se decompõem conforme o mapa mental a seguir.
Figura 5.2 \u2013 Mapa mental do Gerenciamento de Escopo
 
 Gerenciamento de Projetos - Estabelecendo Diferenciais Competitivos (Portuguese Edition)
 
 
 
1.20 Processos de Gerenciamento de Escopo
O PMBOK subdivide o gerenciamento de escopo em cinco processos, a saber:
\u2022 Coletar os requisitos (5.1);
\u2022 Definir o escopo (5.2);
\u2022 Criar a EAP (5.3);
\u2022 Verificar o escopo (5.4);
\u2022 Controlar o escopo (5.5).
Figura 5.3 \u2013 Processos de Gerenciamento de Escopo distribuídos ao longo das fases do projeto
Coletar os requisitos
 - Processo de definir e documentar as funções e funcionalidades do projeto e do produto necessárias para atender às necessidades e expectativas das partes interessadas.
Figura 5.4 \u2013 Mapa mental do processo Coletar os requisitos
Definir o escopo - Definir o escopo é processo de desenvolvimento de uma descrição detalhada do projeto e do produto. A preparação detalhada da declaração do escopo é crítica para o sucesso e baseia-se nas entregas principais, premissas e restrições que são documentadas durante a iniciação do projeto.
Figura 5.5 \u2013 Mapa mental do processo Definir o escopo
Criar a EAP - Criar a EAP é o processo de subdivisão das entregas e do trabalho do projeto em componentes menores e de gerenciamento mais fácil.
Figura 5.6 \u2013 Mapa mental do processo Criar a EAP
Verificar o escopo - Verificar o escopo é o processo de formalização da aceitação das entregas concluídas do projeto. Inclui a revisão das entregas com o cliente ou patrocinador para assegurar que foram concluídas satisfatoriamente e obter deles a aceitação formal das mesmas.
Figura 5.7 \u2013 Mapa mental do processo Verificar o escopo
Controlar o escopo \u2013 É o processo de monitoramento do andamento do escopo do projeto e do produto e gerenciamento das mudanças feitas na linha de base do escopo.
Figura 5.8 \u2013 Mapa mental do processo Controlar o escopo
 
 Gerenciamento de Projetos - Estabelecendo Diferenciais Competitivos (Portuguese Edition)
 
 
 
1.21 Documento de Requisitos do Projeto
É o documento que registra os requisitos necessários para atender às necessidades do projeto. Ele pode ser construído a partir de requisitos de alto nível, sendo detalhado progressivamente com o projeto.
 
Normalmente o Documento de Requisitos do Projeto contém:
\u2022 título do projeto;
\u2022 nome da pessoa que elaborou o documento;
\u2022 descrição básica do projeto e da oportunidade;
\u2022 objetivo do projeto;
\u2022 requisitos funcionais desejáveis (priorizados);
\u2022 requisitos não funcionais (relacionados ao desempenho, segurança, confidencialidade etc.);
\u2022 requerimentos principais de qualidade (serão detalhados no Plano de Qualidade);
\u2022 critérios de aceitação do projeto;
\u2022 potenciais impactos do projeto em outras áreas;
\u2022 restrições consideradas na criação dos requerimentos;
\u2022 premissas consideradas na criação dos requerimentos;
\u2022 registro de alterações no documento de requisitos;
\u2022 aprovações.
 
 Gerenciamento de Projetos - Estabelecendo Diferenciais Competitivos (Portuguese Edition)
 
 
 
 1.22 Plano de Gerenciamento dos Requisitos do Projeto
O Plano de Gerenciamento dos Requisitos do Projeto é auxiliar ao plano de gerenciamento de projetos e descreve os procedimentos que serão utilizados para documentar como os requerimentos serão analisados, documentados e gerenciados através do projeto.
 
No plano, deve estar documentado:
\u2022 título do projeto;
\u2022 nome da pessoa que elaborou o documento;
\u2022 critério de priorização dos requisitos;
\u2022 critérios de rastreabilidade dos requisitos;
\u2022 sistema de controle