TESTE DE CONHECIMENTO RESPONSABILIDADE CIVIL
4 pág.

TESTE DE CONHECIMENTO RESPONSABILIDADE CIVIL


DisciplinaIntrodução ao Direito I88.027 materiais522.174 seguidores
Pré-visualização2 páginas
pelo dano causado por seu
preposto médico.
 verifica-se uma relação de consumo, e o Centro Hospitalar responderá objetivamente pelo fato do serviço;
verifica-se uma relação de consumo, e o Centro Hospitalar, como fornecedor, responderá subjetivamente pelo vício do
serviço prestado;
verifica-se uma relação de consumo, e o médico responderá objetivamente como fornecedor do serviço viciado;
 
 
 
 8a Questão
(OAB/VIII /2012/adaptada) - João dirigia seu veículo respeitando todas as normas de trânsito, com velocidade inferior à permitida
para o local, quando um bêbado atravessou a rua, sem observar as condições de tráfego. João não teve condições de frear o veículo
ou desviar\u2010se dele, atingindo\u2010o e causando\u2010lhe graves ferimentos.
 A partir do caso apresentado, assinale a afirmativa correta.
Inexistiu um dos requisitos essenciais para caracterizar a responsabilidade civil: o dano indenizável e, por isso, não deve ser
responsabilizado.
Houve responsabilidade civil, devendo João ser considerado culpado por sua conduta.
 Houve rompimento do nexo de causalidade, em razão da conduta da vítima, não restando configurada a responsabilidade
civil.
 Houve responsabilidade criminal, devendo João ser considerado culpado por sua conduta.
Faltou um dos elementos da responsabilidade civil, qual seja, a conduta humana, não ficando configurada a responsabilidade
civil.
 
 
Explicação:
Ensina Silvio de Salvo Venosa que "Quando se trata de responsabilidade civil, a conduta do agente é a causadora do dano, surgindo
daí o dever de reparação. Para que se configure o dever de indenizar advindo da responsabilidade civil, deverá haver a conduta do
agente e nexo de causalidade entre o dano sofrido pela vítima e a conduta do agente".
O nexo causal ou a relação de causalidade é um dos pressupostos fundamentais para a configuração da responsabilidade civil e do
dever de indenizar. A relação de causalidade é o liame entre o ato lesivo do agente e o dano ou prejuízo sofrido pela vítima. Se o
dano sofrido não for ocasionado por ato do agente, inexiste a relação de causalidade. 
Sílvio de Salvo Venosa (2003, pag. 28) afirma que: ¿Somente haverá possibilidade de indenização se o ato ilícito ocasionar dano".
24/11/2018 EPS
http://simulado.estacio.br/alunos/ 4/4