agornegocio cavalo2018
38 pág.

agornegocio cavalo2018


DisciplinaEquideocultura191 materiais1.084 seguidores
Pré-visualização2 páginas
Complexo do Agronegócio de 
Equídeos no Brasil
Profa. Dra. Kate Moura da Costa Barcelos
kate@ufg.br
(Figura: https://www.facebook.com/snigri?ref=ts&fref=ts)
EQUINOS-FAO 2014
País Equinos
Estados Unidos 10.260.000 
México 6.355.000 
China 6.029.780 
Brasil 5.450.601 
Argentina 3.600.000 
4
FAO (Food and Agriculture Organization of the United Nations)
(Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura).
País Muares
México 3.286.000 
China 2.303.500 
Brasil 1.256.000 
Marrocos 450.000 
Etiópia 400.329 
Peru 307.000 
MUARES-FAO 2014
3
FAO (Food and Agriculture Organization of the United Nations).
País Asininos
Etiópia 7.428.037 
China 6.033.500 
Paquistão 4.900.000 
Egito 3.356.000 
México 3.281.000 
Niger 1.731.450 
Irã 1.600.000 
Afganistão 1.441.000 
Nigéria 1.270.000 
Burkina Faso 1.136.900 
Mali 958.630 
Marrocos 940.000 
Brasil 927.000 
Yemen 718.000 
Peru 640.000 
ASININOS- FAO 2014
13
FAO (Food and Agriculture Organization of the United Nations).
Estimativa do Efetivo de Equinos
Classificação Cabeças
Animais para esporte, lazer e criação 1.100.000
Animais para lida (trabalho) 3.900.000
Total de Animais 5.000.000
Tropa de equinos Nacional é superior
5 milhões (lida, criação, lazer e trabalho)
(MAPA,2016)
TAMANHO E DISTRIBUIÇÃO DA TROPA
(MAPA, 2016)
P
LA
N
T
E
L 
D
E
 E
Q
U
IN
O
S 
P
O
R
 R
A
Ç
A
 (
2
0
1
3
)
P
LA
N
T
E
L 
D
E
 E
Q
U
IN
O
S 
P
O
R
 R
A
Ç
A
 (
2
0
1
3
)
\u2022 Movimenta 16,15 bilhões de reais /ano (PIB)
\u2022 Gera 610 mil empregos diretos
\u2022 2.430.000 indiretos
\u2022 TOTAL: ~3 milhões de empregos
(Flavio Obino Filho- Pres. Câmara Equideocultura do MAPA
In: Revisão Estudo Complexo do Agronegócio 2016)
Agronegócio do Cavalo no Brasil
7,3 bi (ESALQ,MAPA,2006) Valor Bruto da Produção
Complexo do Agronegócio Cavalo 
(LIMA, SHIROTA e BARROS, 2006)
(MAPA, 2016)
\u2022 Destacar a importância da Equideocultura como 
atividade Pecuária no Brasil
\u2022 Identificar oportunidade de aperfeiçoamento nas 
ações já realizadas em cada \u201csegmento empresarial \u201c 
envolvido
\u2022 Traçar ações de fomento ao setor
\u2022 Atrair Investimentos e Políticas Públicas 
\u2022 2016-> Atualizar o valor da \u201cIndústria do Cavalo\u201d
OBJETIVOS
Complexo do Agronegócio Cavalo 
(MAPA, 2016)
\u201cSepultar definitivamente o estigma do
elitismo e escancarar para a sociedade
brasileira a força da atividade como geradora
de renda e postos de trabalho, com o
componente adicional da fixação do homem
no campo.\u201d (Flavio Obino Filho, 2016)
Cadeia Produtiva de Setores Diversos
(Lima, 2011)
Complexo do Agronegócio Cavalo 
(LIMA, SHIROTA e BARROS, 2006)
\u2022 Não é uma cadeia produtiva linear. São cadeias entrelaçadas
denominadas complexo do Agronegócio;
\u2022 Uma determinada atividade pode ter papel duplo:
Ex: escola de equitação pode ser consumidor final do cavalo ou
elo anterior ao frigorifico;
\u2022 É diferente do complexo agroindustrial, onde este último
(agroindustrial) seria um conjunto de cadeias produtivas
relativamente independentes de outros complexos. No
agronegócio cavalo é necessária a existência de articulações
inter-setoriais da agropecuária com a indústria para a
formação do complexo.
Divisão de atividades:
\u201cAntes DA PORTEIRA (insumos para o campo e 
serviços);
Dentro (Toda produção) ;
Depois da porteira - Ex: exportação, importação , 
leilões, frigorifico e curtume.)\u201d
Complexo do Agronegócio Cavalo
(Modificado: Mapa, 2016)
Atividades 
divididas: base nos 
aspectos funcionais 
Atividades Antes da Porteira
EDUCAÇÃO
M
E
R
C
A
D
O
D
E
T
R
A
B
A
L
H
O
Ração (Concentrado Comercial)
(Lima, 2006-2011)
Fábricas de ração por Estado/Região
(MAPA,2016)
Volume de vendas de ração tonelada/ano 
(Coop.Goiás)
comerciais
(MAPA,2016)
Estimativa de custos com Alimentos
\u2022 R$ 220 milhões em Ração formulada nos haras
\u2022 R$ 96 milhões em aveia
\u2022 R$ 83 milhões em sal mineral e suplementos
\u2022 R$ 193 milhões em feno (exceto de alfafa) 
\u2022 R$ 45 milhões em alfafa
\u2022 Milho e outros produtos produzidos na fazenda não 
foram estimados 
(MAPA,2016)
Selaria
\u2022 Produção estimada 15.000 selas/mês
\u2022 Valor das selas (ano): R$ 87.300.000
\u2022 Tralhas (ano): R$ 87.300.000
\u2022 Subtotal R$ 174.600.000
\u2022 Mão-de-obra: R$ 95.760.000 (12.000 empregos-med 2 salarios)
Total: R$ 270.360.000
(ESALQ,2006 e Lima,2011)
Casqueamento e Ferrageamento
\u2022 Produtividade média de ferradores habilitados (qualificados) 
90 jogos de ferraduras/mês
\u2022 Valor médio cobrado: R$ 70,00. (varia de R$ 20 a 150,00)
\u2022 Rendimento bruto médio mensal R$ 6.300,00.
\u2022 Deste total: 40% custo das ferraduras e cravos.
\u2022 Durabilidade de uma ferradura varia de 30 a 45 dias.
\u2022 Pessoas ocupadas: 2.100 (90% são ferradores)
\u2022 A atividade \u2013 incluindo ferradores, indústrias e comércios de 
equipamentos e ferragens \u2013 deve movimentar (estimativa) 
cerca de R$ 143.640.000,00, anualmente.
(Lima, Shirota e Barros, 2006)
Dentro da Porteira
Atividade Produtiva- Criação
Objetivo da Criação
\u2022 Lida com Gado
\u2022 Militar
\u2022 Esportes
\u2022 \u201cEquoterapia\u201d
\u2022 \u201cTurismo rural e atividades de Lazer equestre\u2019\u2019
\u2022 \u201cEscolas de Equitação\u201d
\u2022 Jockey
\u2022 Exposições e Eventos
\u2022 Segmento consumidor (ex.Passeio) (outros tipos de 
estabelecimentos equestres)
24
(ESALQ,2006)PÓLO, Jockey, Trote
Esporte e Lazer
\u2022 DOMA, TREINAMENTO (cavalo e cavaleiro), Preparo para 
Exposições/Concursos
\u2022 Plantel de Animais para esporte e lazer
\u2022 800.000 (2006) -> 1.100.000 (2016)
\u2022 Movimentação Econômica R$5,84 bilhões 
Equoterapia
\u2022 2500 pessoas empregadas (ESALQ,2006)
\u2022 ~R$ 44 milhões (ESALQ,2006)
\u2022 6 mil praticantes
\u2022 Valores:
Gratuita, Planos, SUS, > R$500/mês
Fonte: ANDE-BRASIL (2015)
Distribuição geográfica dos centros de equoterapia ligados à 
ANDE-BRASIL.
O Brasil tem cerca de 12.748.663 
pessoas portadoras de deficiência
Turismo rural e atividades de Lazer equestre
\u2022 Em 2004 o Brasil recebeu 4.724.623 Turistas -> US$3,91 bilhões 
(gastaram) 
Segmento consumidor 
(tipos de estabelecimentos equestres)
(ESALQ,2006)
Foco nos 800.000 cavalos que não estão na lida com gado
Objetivos: comerciais (criação para vender produtos); profissionais (prestação de 
serviços para terceiros, ex: escolas de equitação); e, particular (criação para uso
próprio).
\u2022 Estimativa de contribuição p valor bruto R$1.654.400.000,00
Pós Porteira(2006)
\u2022 \u201cFora da porteira \u201c
\u2022 São atividades que encerram o ciclo do cavalo, e que podem 
ocorrer através de três formas: 
\u2022 1)VENDA INTERNA (leilão)-> R$19,1milhões/ano (EMPRESA 
LEILOEIRA)
Pós Porteira(2006)
\u2022 2)VENDA EXTERNA (exportação)
\u2022 3)Importação e Exportação : R$ 9 milhões/ano
3.1- Animais vivos: CAVALOS DE CORRIDA (Segmento mais ativo)
Pós Porteira(2006)
\u2022 3.2- ABATE
(FRIGORIFICO E CURTUME)
Atividades de Apoio
\u2022 Agentes que contribuem para adequado desempenho do 
complexo Agronegócio do Cavalo, interferindo e facilitando as 
diversas transações que ocorrem antes, dentro e pós porteira
\u2022 Seguros
\u2022 Instituições Financeiras (crédito)
\u2022 Serviços Veterinários e AGRODEFESA
(Lima, Shirota e Barros, 2006)
Outras ???
\u2022 Insumos e acessórios para pastagens, 
\u2022 Equipamentos e acessórios para equitação e esportes equestres;
\u2022 Equipamentos de atrelagem;
\u2022 Construções para manejo animal e prática de esportes;
\u2022 Tecnologias e produtos para estábulos;
\u2022 Equipamentos e serviços para eventos, 
\u2022 Tecnologias: softwares 
\u2022 Etc...
\u201cANTES OU DENTRO DA PORTEIRA\u201d
Entraves