A FORMAÇÃO DE UM LIDER
313 pág.

A FORMAÇÃO DE UM LIDER


DisciplinaR110 materiais261 seguidores
Pré-visualização50 páginas
a ter sucesso. 
Os outros começam a admirá-lo. Mas, se ele se tornar orgulhoso, há duas coisas 
das quais uma precisa acontecer. 
Deus precisar disciplinar essa pessoa por causa do orgulho. Assim como 
Ezequias, ou a pessoa arrepende-se rapidamente e volta à condição de humildade, 
e Deus pode continuar abençoando-a grandemente, ou então se recusa a se 
humilhar e começa a perder a bênção de Deus, e, por fim, perderá também seu 
lugar de honra. 
Essa é uma questão-chave. Não há pessoa que esteja fazendo algo 
importante para o Senhor que não seja atacada e tentada por um espírito de 
orgulho. Por isso é que, embora a pessoa possa alcançar um coração reto, não 
conseguirá mantê-lo reto o tempo todo. Isso requer bastante esforço. Temos de 
ficar constantemente atentos. E uma das coisas mais poderosas da qual 
precisamos nos precaver é o espírito de justiça própria que está enraizado no 
orgulho. 
Temos de entender que nosso inimigo, Satanás, vai usar cada oportunidade 
que tiver para nos fazer cair numa área em que nosso oração esteja instável. 
Quando isso acontece, precisamos nos arrepender imediatamente. 
Se quisermos estar diante de Deus um dia e dizer como Jesus, em João 
17.4, Eu te glorifiquei na terra, consumando a obre que me confiaste para fazer, 
então precisamos ter o cuidado de manter o coração reto. O Salmo 101.5 nos diz 
que Deus não pode e não vai tolerar ninguém que tenha aparência arrogante e 
coração orgulhoso. 
 
6. Um coração soberbo 
O homem, pois, que se houver soberbamente, 
não dando ouvidos ao sacerdote, que está ali para servir 
ao Senhor, teu Deus, nem ao juiz, esse morrerá; 
e eliminarás o mal de Israel, para que todo o povo o ouça, 
tema [reverentemente] e jamais se ensoberbeça. 
Deuteronômio 17.12-13. 
 
No Antigo Testamento, Deus tratava seu povo de forma diferente da atual. 
Fico muito feliz por viver na dispensação da graça. Mas, se analisarmos como 
Deus lidava com o pecado na Antiga Aliança, veremos como a questão é séria, e 
não podemos simplesmente fazer vistas grossas e o tolerar. 
Nessa passagem, Deus está dizendo a seu povo que se um dos líderes 
agisse com soberba, devia ser morto. Como líderes, o que quer que façamos 
estaremos dizendo aos outros, por meio de nossas ações, que está certo fazer o 
que fazemos. Mas Deus está nos dizendo: "Se houver um líder soberbo entre 
vocês, não deixarei que permaneça com a soberba porque, se eu permitir, todos 
pensarão que está correto agir da forma que ele age". 
É exatamente por isso que devemos manter uma atitude correta no coração 
se quisermos que Deus continue a nos usar. Há uma grande responsabilidade na 
liderança. O ministério não consiste apenas em ficar de pé diante das pessoas e 
exercer os dons espirituais. Nossa vida precisa ser correta nos bastidores também. 
Devemos sempre nos guardar da soberba. 
A soberba causa atitude de desrespeito e rebelião à autoridade. Uma pessoa 
presunçosa acha que não deve ouvir aqueles que foram colocados como 
autoridade sobre ela. O dicionário define presunção como "ato de fazer algo sem 
uma permissão positiva; arrogância; ousadia irracional".13 Os soberbos falam 
quando deveriam se calar. Tentam dar orientação àqueles de quem deveriam 
recebê-la. Dão ordens, quando deveriam recebê-las. Agem sem pedir permissão. 
A soberba é um grande problema. Ela se origina de um coração que não é 
reto, como lemos em 2 Pedro 2.10-11: Especialmente daqueles que, seguindo a 
carne, andam em imundas paixões e menosprezam qualquer governo. Atrevidos 
[criaturas obstinadas que amam somente a si], arrogantes, não temem difamar 
autoridades superiores, ao passo que anjos, embora maiores em força e poder, 
não proferem contra elas juízo infamante na presença do Senhor. 
Deus não quer a soberba. Ele quer humildade. 
 
7. Um coração hipócrita 
Portanto, és indesculpável, ó homem, quando julgas, quem quer que sejas; 
porque, no que julgas a outro, a ti mesmo te condenas; pois praticas 
as próprias coisas que condenas. 
Romanos 2.1. 
 
Qualquer pessoa que julga e condena outra por fazer as mesmas coisas que 
ela faz certamente está enganada. Ainda assim, até certo ponto, todos fazemos 
isso. Temos a tendência de nos vermos através de lentes cor-de-rosa, enquanto 
olhamos para os outros com lente de aumento. Inventamos desculpas por nossos 
erros e má conduta, enquanto achamos que os outros que fazem as mesmas 
coisas que nós merecem condenação. Esse tipo de atitude do coração é hipócrita. 
Uma pessoa hipócrita é falsa. Aparentemente faz o bem, mas o coração não 
é reto para com Deus. Há pessoas que cometem erros tolos, mas, ainda assim, 
Deus as usa. E Ele o faz, apesar de seus erros humanos, porque elas têm um 
coração reto. É isso que Ele quer dizer quando afirma que julgamos pela aparência 
exterior, mas Ele olha o coração,14 por isso Davi era um homem segundo o 
coração de Deus. O Filho de Deus, Jesus, também olhou para o coração, e por 
isso disse aos escribas e fariseus de Sua época: 
 
Na cadeira [de autoridade] de Moisés, 
se assentaram os escribas e os fariseus. 
Fazei e guardai, pois tudo quanto eles vos disserem, 
porém não os imiteis nas suas obras; porque dizem e não fazem. 
Atam fardos pesados [e difíceis de carregar] 
e os põem sobre os ombros dos homens; entretanto, 
eles mesmos nem com o dedo querem movê-los. 
Mateus 23.2-4 
 
O que Jesus estava dizendo sobre essas pessoas? Estava dizendo que o 
coração delas estava apodrecido: 
 
Praticam, porém, todas as suas obras com o fim de serem vistos 
pelos homens; pois alargam os seus filactérios 
(pequenas bolsas guardando certas passagens bíblicas, 
usadas durante a oração no braço esquerdo e na fronte) 
e alongam as suas franjas. 
Amam o primeiro lugar em banquetes e as primeiras 
cadeiras nas sinagogas, as saudações nas praças 
e o serem chamados mestres pelos homens. 
Mateus 23.5-7. 
 
Jesus estava dizendo que essas pessoas eram hipócritas porque faziam 
uma grande encenação para parecerem santas, enquanto se recusavam a ajudar 
os outros; e ajudar as pessoas é os que os pastores e líderes devem fazer. 
Eram orgulhosas e arrogantes. Faziam boas obras somente para serem 
vistas pelas multidões e para serem consideradas boas e importantes. Em Mateus 
6.1-2,5, Jesus falou sobre toda a hipocrisia das obras dessas pessoas: Em 
verdade vos digo, eles já receberam a recompensa. 
Certa vez eu estava fazendo as unhas, num salão que freqüento 
regularmente. Na ocasião, eu estava usando um broche de imitação de diamante 
no qual estava escrito "Jesus". Deus me compeliu a dá-lo a uma enfermeira que 
estava falando sobre seu ministério num hospital para pacientes com câncer. Ela 
dizia que não tinha permissão de falar abertamente com eles, mas que gostaria de 
lhes dar algo. 
O Senhor falou ao meu coração para lhe dar o broche para que, quando ela 
o usasse na lapela enquanto passava pelos pacientes, o nome de Jesus 
ministrasse a eles. Hesitei, porque senti que o Senhor havia me pedido para fazer 
isso em particular, e não deveria entregar o broche na frente da manicura. 
De repente, a moça parou e disse: "Oh, o produto 'tal' acabou. Vou dar um 
pulo ali na loja ao lado e comprar mais. Já volto". Sabia que Deus estava criando 
uma oportunidade para eu dar o broche à moça em particular, sem fazer grande 
estardalhaço, mas minha vontade carnal de receber admiração foi mais forte. 
Então, ao invés de fazer o que Deus queria que eu fizesse, retardei a entrega, 
pensando comigo mesma: Acho que poderia ser uma grande bênção para a 
manicura se ela visse minha generosidade. 
Esperei que a moça voltasse. Então, tirei o broche com a inscrição "Jesus" e 
fiz um