A FORMAÇÃO DE UM LIDER
313 pág.

A FORMAÇÃO DE UM LIDER


DisciplinaR110 materiais261 seguidores
Pré-visualização50 páginas
recomendo 
a leitura do capítulo 6 de Romanos. 
Outra coisa necessária para alcançarmos o desenvolvimento pleno do nosso 
potencial é a paciência. 
 
Seja Paciente 
Meus irmãos, tende por motivo de toda alegria o passardes 
por várias provações, sabendo que a provação da vossa fé, 
uma vez confirmada, produz perseverança. 
Ora, a perseverança deve ter ação completa, 
para que sejais [indivíduos] perfeitos e íntegros, 
em nada deficientes. 
Tiago 1.2-4. 
 
Por que ficamos com raiva? Geralmente é porque os outros não fazem o que 
queremos com a rapidez que desejamos. Mas se tivéssemos paciência, não 
ficaríamos chateados. Se não aprendermos a ter paciência, nunca alcançaremos a 
realização plena de nosso potencial. 
Se temos falta de paciência, devemos permitir a Deus que a desenvolva em 
nós. Neste livro, um dos assuntos que abordamos é como os líderes se 
desenvolvem em meio às provações e amadurecem, e durante esse processo 
Deus vai moldando o caráter deles. 
Tiago nos fala na Bíblia que devemos ter grande alegria quando passarmos 
por todo tipo de tentação e provação, sabendo que nossa fé, sendo testada, 
produzirá em nós a paciência.6 
Descobri que antes de a tribulação produzir paciência, traz muitas outras 
coisas indesejadas. Mas essas coisas precisam ser tiradas de nós; caso contrário, 
iremos sair por aí usando máscaras, pois dentro de nós haverá todo tipo de lixo 
que nunca encaramos e do qual nunca nos livramos. O motivo pelo qual não 
lidamos devidamente com o lixo e não o retiramos é o fato de que, em vez de 
enfrentarmos e superarmos algumas dificuldades, preferimos achar um modo de 
rugir delas. 
Em Isaías 43.2, o Senhor nos diz que estará conosco quando passarmos 
pelas águas e pelo fogo. Isso significa que haverá tribulações e provações das 
quais não poderemos fugir e dificuldades pelas quais teremos de passar. 
A Bíblia fala de purificação, santificação, sacrifício e sofrimento. Essas 
palavras não são muito bem aceitas por nós, mas não importa: o fato é que elas 
estão na Bíblia, e se quisermos realizar nosso potencial, devemos estar pre-
parados para passar por tais coisas. 
Houve épocas em que tive de enfrentar a solidão e o trabalho árduo; 
momentos em que minha vontade era desistir e abandonar tudo. E Deus continuou 
colocando pessoas em meu caminho com as quais eu não queria lidar, mas Ele as 
colocou ali porque sabia que eu precisava delas. Elas eram o "esmeril" que servia 
para me lapidar. 
Você sente que Deus colocou alguém ou algo em sua vida que é como um 
esmeril para você? Km caso afirmativo, algum dia você irá aprender que a situação 
ou pessoa que você considerava seu pior inimigo acabou sendo seu melhor amigo, 
simplesmente porque foi justamente aquela pessoa ou situação que Deus usou 
para mudar você. 
Deus tem de nos transformar para poder nos usar. E preciso que nos 
tornemos semelhantes a Cristo no caráter, seguindo o seu exemplo e aprendendo 
a agir como Ele. 
Eu mesma resisti ao processo de mudança durante muito tempo, mas por 
fim percebi que se continuasse assim Deus não iria agir em minha vida. () que 
Deus esperava de mim não eram justificativas para não mudar. Ide simplesmente 
queria me ouvir dizer: "Sim, Senhor, seja feita a Tua vontade". 
Logo aprendi que não adiantava fugir de uma pessoa ou situação difícil, pois 
na esquina seguinte encontraria outras duas. Espero que o leitor aprenda essa 
lição mais depressa do que eu. Se o fizer, será poupado de muito sofrimento. 
Quando lutamos contra Deus, sempre perdemos. 
Podemos muito bem lidar tranqüilamente com as pessoas e as 
circunstâncias que Deus coloca em nossa vida. Queremos amar as pessoas 
difíceis, mas ninguém quer conviver com elas. Mas essa convivência também faz 
parte da nossa preparação para a liderança e tem um propósito. 
 
Faça o Melhor Que Puder da Vida 
Não abandoneis, portanto, a vossa confiança; 
ela tem grande galardão. 
Com efeito, tendes necessidade de perseverança, 
para que, havendo feito a vontade de Deus, 
alcanceis [plenamente] a promessa. 
Hebreus 10.35-36. 
 
Com quem temos de ter paciência? Primeiramente, com nós mesmos, pois 
às vezes somos lentos em aprender. Também precisamos ser pacientes em 
relação a Deus, pois o ritmo de ação dEle muitas vezes é diferente do nosso. Além 
disso, temos de ser pacientes com os outros, pois não é culpa deles se estamos 
em pontos diferentes na trajetória da vida. 
As vezes, quando o nosso sonho não se realiza, ficamos com raiva de tudo e 
de todos; porém temos de ser pacientes com a vida e aprender a aceitar cada dia 
como ele é, aproveitando ao máximo o que ele oferece. 
Esta é uma das características do líder: a capacidade de aceitar a vida como 
ela é e tirar o máximo proveito dela. 
Temos de fazer isso porque haverá dias difíceis, nos quais colheremos 
apenas limões. Mas, se formos sábios, pegaremos os limões e faremos uma 
gostosa limonada. 
 
Equilíbrio entre Trabalho e Lazer 
Mas ele lhes disse: 
Meu Pai trabalha até agora, 
[ele nunca pára de trabalhar; continua trabalhando] 
e eu trabalho [fazendo a obra divina] também. 
João 5.7 
 
Jesus disse aqui que tanto Ele quanto o seu Pai operavam e continuam 
operando. Mais à frente, em João 9.4, Ele diz a seus discípulos: "K necessário que 
façamos as obras daquele que me enviou, enquanto é dia; noite vem, quando 
ninguém pode trabalhar". 
Se nós, cristãos, realmente cremos que Jesus está voltando, então por que 
queremos passar três quartos do nosso tempo nos divertindo? "Mas, Joyce", 
alguém poderia dizer, "você é contra o lazer?" 
Não; é claro que sou a favor dele. Acredito que devemos dar boas risadas, 
nos divertir, descansar e levar uma vida equilibrada. Na realidade, prego sobre 
tudo isso com muita freqüência, principalmente para pastores que têm dificuldade 
de levar uma vida equilibrada. Assim, não estou dizendo que temos de ser viciados 
em trabalho, mas sim que às vezes perdemos o equilíbrio indo para um ou outro 
extremo. 
Como, então, podemos achar o ponto de equilíbrio entre os dois extremos? 
Bem, para tudo na vida precisamos de sabedoria. 
 
Oportunidades Iguais 
Então, o reino dos céus será semelhante a 
dez virgens que, tomando as suas lâmpadas, 
saíram a encontrar-se com o noivo. 
Cinco dentre elas eram néscias 
(descuidadas, sem preparo), e cinco, 
prudentes (racionais, 
inteligentes e prudentes). 
As néscias, ao tomarem as suas 
lâmpadas, não levaram azeite [extra] 
consigo; no entanto, 
as prudentes, além das lâmpadas, 
levaram azeite nas vasilhas. 
E, tardando o noivo, foram todas 
tomadas de sono e adormeceram. 
Mas, à meia-noite, ouviu-se um grito: 
Eis o noivo! Saí ao seu encontro! 
Então, se levantaram todas aquelas 
virgens e prepararam as suas lâmpadas. 
E as néscias disseram às prudentes: Dai-nos 
do vosso azeite, porque as nossas 
lâmpadas estão se apagando. 
Mateus 25.1-8 
 
As dez virgens tiveram exatamente a mesma oportunidade. Mas apenas 
cinco levaram mais azeite consigo, enquanto as outras cinco não o fizeram. 
Os preguiçosos nunca fazem nada extra. Podem até cumprir as obrigações, 
fazendo aquilo que "dá para o gasto", mas nunca vão além das exigências 
mínimas da vida. 
Quando o noivo demorou mais do que o esperado, rodas as virgens 
dormiram. Mas, à meia-noite, ouviu-se um grito de alerta: o noivo estava vindo. 
Todas, então, começaram a preparar suas lâmpadas para encontrado. Mas as 
cinco virgens tolas, imprevidentes, não tinham óleo suficiente, então pediram as 
cinco virgens prudentes: "Dai-nos do vosso azeite". 
Isso sempre acontece. Os tolos estão sempre querendo aquilo pelo qual os 
sábios