Resumo Atos administrativos
54 pág.

Resumo Atos administrativos


DisciplinaDireito Administrativo I54.688 materiais993.458 seguidores
Pré-visualização13 páginas
reconhece ao particular, que preencha os requisitos legais, o direito à prestação de um serviço público.
Q621337
3- Circular: É o instrumento usado para a transmissão de ordens internas uniformes, incumbindo de certos serviços ou atribuições a certos funcionários.
4- Resolução:  as resoluções são atos administrativos normativos que partem de autoridade superior, mas não do chefe do executivo, através das quais disciplinam matéria de sua competência específica.
5- Portaria: É a forma pela qual a autoridade de nível inferior ao Chefe do Executivo fixa normas gerais para disciplinar conduta de seus subordinados. (atos normativos e ordinatórios).
5- Alvará: É a forma pela qual são expedidas as licenças e autorizações. Estas são conteúdo e alvará é forma.
Q825685 Licença e autorização são atos administrativos que representam o consentimento da administração ao permitir determinada atividade; o alvará é o instrumento que formaliza esses atos.
6- Ofício: É a forma pela qual são expedidas comunicações administrativas entre autoridades ou entre autoridades e particulares (atos ordinatórios).
7- Parecer: É a forma pela qual os órgãos consultivos firmam manifestações opinativas acerca de questões que lhes são postas a exame. Não vincula a autoridade (atos enunciativos).
Q621337 Parecer é ato opinativo e vinculante pelo qual os órgãos consultivos da administração pública emitem opinião sobre assuntos técnicos ou jurídicos de sua competência. 
FALSO. Como adverte a boa doutrina, pareceres podem admitir três modalidades, quais sejam: facultativa, obrigatória e vinculante. 
I) Facultativa: a Administração solicita o parecer se tal providência se lhe afigurar conveniente e oportuna, não estando obrigada a segui-lo. 
II) Obrigatória: Deve a Administração, por força de lei, solicitar o parecer ao respectivo órgão técnico, mas a autoridade competente para decidir não está obrigada a acatá-lo, devendo, tão somente, fundamentar as razões de dele divergir, ou pedir novo parecer. 
III) Vinculante: a Administração não apenas tem de solicitá-lo, por imposição legal, como, ademais, está adstrita à opinião ali externada, não podendo dela dissentir
Ordem de serviço: É a forma pela qual as autoridades firmam determinações para que as pessoas realizem atividades a que estão obrigadas (atos ordinatórios).
Despacho: É a forma pela qual são firmadas decisões por autoridades em requerimentos, papéis, expedientes, processo e outros. Despacho normativo é aquele firmado em caso concreto com uma extensão do decidido para todos os casos análogos.